Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
VIAGEM PELO TEU CORPO
ALCENIR LATSCH

Resumo:
SERIA MUITO IMAGINAR UMA VIAGEM PELO CORPO DE QUEM SE AMA, E VER O QUE ESTÁ ACONTECENDO?

VIAGEM PELO TEU CORPO

Uma vez uma mulher que havia partido volta, e o poeta entra e viaja pelo seu corpo e para entender o que se passava.

Mergulhei pela sua corrente sanguínea e fui parar nos seus pés.
Achei os pés inchados e muito cansados por correrem atrás de alguém que não merecia.
Subi e vim parar nos joelhos, que se encontravam doloridos,
Por prostrarem-se em busca de perdão.
As pernas tremiam, pela longa caminhada em busca de alguém, que te abandonou.
Parei no estômago, que apresentava úlceras pela ansiedade de esperar por alguém.
Os intestinos se achavam com a flora intestinal destruída por má alimentação.
O fígado estava constipado, e fazia todo o corpo enjoar devido a muitas preocupações.
Os rins encontravam-se quase paralisados por muito tempo não funcionarem pois a dona deles quase não se levantava mais a espera de alguém que não chegava.
Eu estava triste de ver um corpo jovem tão deteriorado por sentimentos diversos.
Resolvi entrar na corrente sanguínea, que quase não tinha pressão para levar o sangue, por tanta tristeza.
Resolvi visitar o coração, custei a localizá-lo, pois estava todo encolhido e parecia muito murcho pela mágoa que se instalara ali.
Pobre coração temí que parasse de bater enquanto eu estava ali.
Fui visitar os pulmões que não se expandiam, mais respiravam com dificuldade, devido a sustos que passou com quem não se importava.
Fui subindo pela faringe,laringe até a garganta, que se achavam inflamadas e muito secas onde soluços brotavam ininterruptamente, devido a um choro brando e desesperado,por se sentir imensamente só.
Cheguei aos lábios, fiquei apavorado, com o estado de como estavam secos , rachados , pois a muito não ganhavam beijos.perderam a cor e pareciam mortos.
Corri apavorado para os cabelos, que estavam desgrenhados secos , sem vida por não receberem nenhum afago.
Cheguei aos olhos, que são as janelas do corpo para divisarem coisas boas, mas estavam vermelhos, secos só viam tragédias não tinham mais lágrimas para chorar.
Cheguei ao cérebro que emitia raios, dispersos, e não levavam comunicação ao resto do corpo.O cérebro sofria um processo de convulsão constante causado por sentimentos de raiva, ódio, arrependimento.frustração desamor.
O cérebro estava prestes a emitir um comando para o corpo parar.
Numa última tentativa o corpo todo emitiu um grito já fraco de socorro. antes do derradeiro fim.
Pulei rapidamente para fora do seu corpo e comecei a te fazer carinhos, afagos, abraço e te beijei com todo o amor.
Dei-te o meu perdão e te convidei a ficar o corpo estremeceu e reagiu, quase que te perdia, mas como saber que estavas tão machucada, se quando partistes dos meus braços estavas tão diferente.
Então o meu amor fez o teu corpo renascer.

Alcenir 08/03/2020
.


Biografia:
Nascido em Petrópolis em 1955 ,curto escrever para passar para o papel o que me vai na alma .Para mim os personagens alguns reais outro criados são filhos que coloco no mundo.
Número de vezes que este texto foi lido: 33758


Outros títulos do mesmo autor

Poesias O SONHO ACABOU ALCENIR LATSCH
Poesias RUA AUSÊNCIA ALCENIR LATSCH
Poesias SÚPLICA ALCENIR LATSCH
Poesias ALCENIR LATSCH
Poesias VIAGEM PELO TEU CORPO ALCENIR LATSCH
Poesias MINHA MIGA ALCENIR LATSCH
Poesias TARDE DEMAIS ALCENIR LATSCH
Poesias O QUE É SOLIDÃO ALCENIR LATSCH
Poesias DESEJO DE VINGANÇA ALCENIR LATSCH
Poesias TUA AUSÊNCIA ALCENIR LATSCH

Páginas: Próxima Última

Publicações de número 1 até 10 de um total de 16.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2020
 
  Textos mais lidos
viramundo vai a frança - 33993 Visitas
O Trenzinho - Carlos Vagner de Camargo 33956 Visitas
Pensamento 21 - Luca Schneersohn 33929 Visitas
Como posso desenvolver uma campanha de marketing - Antonio 33924 Visitas
Solidão que nada - Morgana Bellazzi de Oliveira Carvalho 33914 Visitas
A Carta Gelada - José Rony de Andrade Alves 33913 Visitas
Um dia - Luca Schneersohn 33907 Visitas
Na caminhada do amor e da caridade - Rosângela Barbosa de Souza 33906 Visitas
A TRISTEZA E O SIM DA VIDA - Alexsandre Soares de Lima 33905 Visitas
NÃO ERA NADA - Alexsandre Soares de Lima 33904 Visitas

Páginas: Próxima Última