Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
O QUE É SOLIDÃO
ALCENIR LATSCH

Resumo:
MERGULHE NO SEU INTERIOR E BUSQUE DEFINIÇÕES DO QUE SEJA SOLIDÃO

O QUE É SOLIDÃO?

É o mar sem barquinhos
É o meu leito sem o seu corpo
São os meus lençóis sem o teu cheiro
É o meu travesseiro sem os teus cabelos
São suas coisas em cima da penteadeira
É o seu vestido sem o seu perfume
São as minhas camisas sem a marca do seu batom
São as suas lingeries sem o seu corpo
O mar sem as gaivotas
O céu sem estrelas
A manhã sem sol
As montanhas sem as águias
Nossa música sem dançarmos
São as cartas amassadas no lixo
Meus lábios sem seus beijos
Nossos corpos sem marcas
Duas taças vazias e tombadas na mesa de centro
Um chinelo em um canto
Minhas roupas espalhadas no quarto
Um piano sem o músico
Meus pensamentos tristes
Um canteiro sem flores
A mata sem os passarinhos
O embarcadouro vazio
A estação sem o trem
São os envelopes sem as cartas
O dedo sem a aliança
O meu lenço sem as suas lágrimas
O colégio sem alunos
O gelo sem a bebida
Meu sexo sem o seu sexo
Minhas poesias sem você para lê-las
Solidão é meus lábios te chamando
Solidão é você ignorando meu apelo
Solidão são as cortinas sempre fechadas
È a falta do cheiro de nossa paixão
Solidão é te ver eternamente partindo
Solidão é ver a saudade chegando
É te sentir infeliz ao lado de quem te obrigou a ficar
É me ver eternamente condenado a sentir piedade de mim
Enfim, solidão é quase morrer.
Alcenir               12/07/18


Biografia:
Nascido em Petrópolis em 1955 ,curto escrever para passar para o papel o que me vai na alma .Para mim os personagens alguns reais outro criados são filhos que coloco no mundo.
Número de vezes que este texto foi lido: 33802


Outros títulos do mesmo autor

Poesias natal 2020 ALCENIR LATSCH
Poesias O SONHO ACABOU ALCENIR LATSCH
Poesias RUA AUSÊNCIA ALCENIR LATSCH
Poesias SÚPLICA ALCENIR LATSCH
Poesias ALCENIR LATSCH
Poesias VIAGEM PELO TEU CORPO ALCENIR LATSCH
Poesias MINHA MIGA ALCENIR LATSCH
Poesias TARDE DEMAIS ALCENIR LATSCH
Poesias O QUE É SOLIDÃO ALCENIR LATSCH
Poesias DESEJO DE VINGANÇA ALCENIR LATSCH

Páginas: Próxima Última

Publicações de número 1 até 10 de um total de 17.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2021
 
  Textos mais lidos
viramundo vai a frança - 52093 Visitas
Sem - ANDERSON CARMONA DOMINGUES DE OLIVEIRA 44181 Visitas
IHVH (IAHUAH) e ISV (IASHUA) - Gileno Correia dos Santos 43838 Visitas
NÃO ERA NADA - Alexsandre Soares de Lima 41905 Visitas
Pensamento 21 - Luca Schneersohn 41313 Visitas
O Trenzinho - Carlos Vagner de Camargo 41138 Visitas
Os Morcegos - Nato Matos 41131 Visitas
Guerra suja - Roberto Queiroz 41021 Visitas
MILA, A MENINA QUE MORAVA DENTRO DE UM COGUMELO - Saulo Piva Romero 40749 Visitas
A PRAIA DO PROGRESSO - Rosângela Barbosa de Souza 40690 Visitas

Páginas: Próxima Última