Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
ALI BABÁ E O PÉ DE FEIJÃO
Saulo Piva Romero

ERA UMA VEZ UM HUMILDE LENHADOR CHAMADO ALI BABÁ. ELE VIVIA NUMA FLORESTA NO PAÍS DAS MIL E UMA NOITES.  O LENHADOR SAÍA TODAS AS MANHÃS PARA PEGAR LENHA NA FLORESTA E CERTO DIA QUANDO ESTAVA CORTANDO LENHA, O LENHADOR VIU UM GRUPO DE QUARENTA HOMENS A CAVALO, CARREGANDO CAIXAS PESADAS.
ENTÃO, O CURIOSO ALI BABÁ RESOLVEU SEGUI-LOS E VIU QUE ELES PARARAM NA FRENTE DE UMA GRANDE CAVERNA. O LÍDER DO GRUPO DIZ “ABRE-TE, SÉSAMO” E IMEDIATAMENTE A ENTRADA DA CAVERNA SE ABRE E PARA O ESPANTO DE ALI BABÁ, ELE VIU QUE LÁ DENTRO HAVIA UMA GRANDE TESOURO, ENTÃO, O LENHADOR ESPEROU OS QUARENTA HOMENS IREM EMBORA E LOGO EM SEGUIDA ELE REPETE A FRASE MÁGICA “ABRE-TE, SÉSAMO” E ENTRA NA CAVERNA PEGA GRANDE PARTE DO TESOURO PARA ELE, MAS QUANDO ELE ESTAVA PRESTES A SAIR DA CAVERNA, ELE ENCONTROU UM VELHO MAGO QUE ESTAVA ESCONDIDO DENTRO DA CAVERNA. ENTÃO, O VELHO MAGO O ENCARA COM UM OLHAR FURIOSO E DIZ:
- VÁ EMBORA DAQUI, ESSE TESOURO É MEU E NINGUÉM VAI TIRÁ-LO DE MIM!
ALI BABÁ NÃO LHE DÁ OUVIDO E SEGUE PARA A ENTRADA DA CAVERNA CARREGANDO UM SACO CHEIO DE OURO E JÓIAS, POIS, NAQUELE SACO TINHA O SUFICIENTE PARA TORNÁ-LO UM HOMEM RICO DO DIA PARA A NOITE.
ENTÃO, O VELHO MAGO QUE ESTAVA SOLTANDO FUMACINHA DA CABEÇA DE TÃO IRRITADO QUE HAVIA FICADO DEPOIS QUE O JOVEM ALI BABÁ SE APODEROU DE UMA PARTE DO TESOURO DELE.
-  LADRÃO! DEVOLVA O QUE NÃO LHE PERTENCE ANTES QUE EU PERCA A MINHA PACIÊNCIA.
E ALI BABÁ LHE DIZ:
- EU NÃO ROUBEI NADA DE NINGUÉM! VOCÊ ESTÁ IMPLICANDO COMIGO, MAS COM AQUELES QUARENTA HOMENS QUE ESTIVERAM AQUI AGORA A POCO, VOCÊ NÃO FEZ NADA PARA IMPEDI-LOS DE LEVAREM PARTE DA FORTUNA QUE DIZ SER SUA.
E O VELHO MAGO ESPUMANDO DE RAIVA, DIZ:
- SEU PASPALHO, AQUELES HOMENS SÃO MEUS EMPREGADOS. EU OS MANDEI IREM LEVANDO A MINHA FORTUNA A POUCOS PARA O MEU PALÁCIO QUE FICA NOS ARREDORES DE BAGDÁ.
E O BRINCALHÃO LENHADOR RESPONDE:
- ENTENDO! MAS TEM UM DITADO QUE DIZ: ACHADO NÃO É ROUBADO. E NÃO VAI UM VELHO DE BARBAS LONGAS E CORCUNDA QUE VAI ME IMPEDIR DE SAIR DAQUI COM ESSE TESOURO.
NESSE MOMENTO, O VELHO MAGO SACA A SUA VARINHA E DIZ:
- QUE O TAPETE VOADOR DE ALADIM O LEVE PARA OUTRA DIMENSÃO BEM LONGE DAQUI!
IMEDIATAMENTE APARECEU UM GRANDE TAPETE VOADOR QUE ARRASTOU O JOVEM ALI BABÁ E SUBIU PARA O CÉU COM ELE EM CIMA E ASSIM ALI BABÁ SEM NADA PODER FAZER VIAJOU NAQUELE TAPETE VOADOR E DEPOIS DE MUITOS DIAS O TAPETE DESENCANTOU E ALI BABÁ CAIU EM UM LUGAR QUE SEUS OLHOS JAMAIS HAVIAM VISTO.
ALI BABÁ SE LEVANTOU SACUDINDO A POEIRA E VIU QUE ESTAVA NUMA FLORESTA DIFERENTE DA QUE ELE VIVIA E PRÓXIMO DA ONDE ELE HAVIA CAÍDO HAVIA UMA CABANA DE MADEIRA.
NESSA HUMILDE CABANA VIVIA UM MENINO CHAMADO JOÃO E SUA MÃE, POIS, ELE PERDEU O PAI QUANDO ERA UM BEBÊ.
NAQUELE DIA JOÃO SAIU A CAMINHO DA CIDADE, POIS, A COMIDA E O DINHEIRO QUE ELE E A MÃE HAVIAM ECONOMIZADO TINHAM ACABADO.
SUA MÃE, ENTÃO DISSE PARA O FILHO VENDER A VAQUINHA QUE ERA O ÚNICO BEM QUE ELES TINHAM.
JOÃO PARTIA PARA A CIDADE COM A SUA VAQUINHA QUANDO DEU DE CARA COM ALI BABÁ. O MENINO FICOU MUITO CURIOSO QUANDO VIU AQUELE HOMEM VESTINDO UM TURBANTE NA CABEÇA, CALÇAS CURTAS E UM COLETE COM ALGUMAS JÓIAS PENDURADAS E SAPATOS QUE PARECIAM SAPATILHAS DE BAILARINA.
ENTÃO, O MENINO DISSE:
- QUEM É VOCÊ?
E O LENHADOR COM UM ENORME GALO NA CABEÇA DEVIDO A QUEDA VIOLENTA DO TAPETE NO SOLO, DISSE:
- PRAZER, EU SOU ALI BABÁ E VENDO DO PAÍS DAS MIL E UMA NOITES.
E QUEM É VOCÊ?
EU SOU JOÃO E MORA NAQUELA HUMILDE CABANA COM MINHA MÃE, MAS, EU ESTOU INDO PARA A CIDADE TENTAR VENDER A MINHA VAQUINHA PARA PODER COMPRAR COMIDA PARA SACIAR A MINHA FOME E A DA MINHA MÃE, POIS, TODAS AS NOSSAS ECONOMIAS ACABARAM.
ALI BABÁ COMOVIDO COM A HISTÓRIA DO MENINO, SE OFERECEU PARA IR COM ELE ATÉ A CIDADE, POIS, ERA UM EXCELENTE NEGOCIANTE E NÃO DEIXARIA QUE ENGANASSEM O MENINO COM FALSAS PROMESSAS.
ASSIM, ALI BABÁ E JOÃO CRIARAM UM FORTÍSSIMO LAÇO DE AMIZADE E PARTIRAM RUMO A CIDADE.
NO MEIO DO CAMINHO ENCONTRARAM UM HOMEM QUE TENTAVA A TODO CUSTO CONVENCER O MENINO A TROCAR SUA VAQUINHA POR QUARENTA SEMENTES DE FEIJÃO, DIZENDO QUE ELAS ERAM MÁGICAS.
O HOMEM DISSE:
- COM ESSAS SEMENTES JAMAIS PASSARÃO FOME.
E ALI BABÁ DISSE:
- VOCÊ ESTÁ LOUCO! VOCÊ PODE ENGANAR UM INOCENTE MENINO DE CORAÇÃO PURO, MAS, NÃO A MIM, O GRANDE LENHADOR DAS MIL E UMA NOITES.
MAS, NÃO TEVE JEITO, O MENINO QUERIA FAZER A TROCA PELO FATO DAS SEMENTES SEREM MÁGICAS.
ENTÃO, JOÃOZINHO TROCOU A SUA VAQUINHA PELAS QUARENTA SEMENTES DE FEIJÃO.
E ASSIM O LENHADOR E O MENINO VOLTARAM PARA A FLORESTA ONDE FICAVA A CABANA DA MÃE DELE.
QUANDO A MÃE VIU AS QUARENTA SEMENTES DE FEIJÃO PENSOU QUE TINHA SIDO IDEIA DE ALI BABÁ QUE PARA ELA NÃO PASSAVA DE UM ESTRANGEIRO QUE HAVIA ENGANADO O FILHO.
ELA FICOU TÃO FURIOSA QUE ACABOU ACERTANDO A CABEÇA DE ALI BABÁ COM UMA PANELA E NOVAMENTE O LENHADOR GANHOU OUTRO GALO SEM MERECER.  E TAMBÉM JOGOU AS QUARENTA SEMENTES PELA JANELA.
JOÃO ACORDOU NO DIA SEGUINTE E FOI BRINCAR NO QUINTAL E FICOU ESPANTADO QUANDO VIU UMA ENORME ÁRVORE QUE ALCANÇAVA O CÉU.
ENTÃO, FOI CORRENDO ACORDAR ALI BABÁ E DISSE PARA ELE A NOVIDADE.
ASSIM OS DOIS AMIGOS COMEÇARAM A ESCALAR O ENORME PÉ DE FEIJÃO ATÉ CHEGAR À SUA COPA.
O MENINO FICOU CURIOSO QUANDO ENCONTROU UM CASTELO NAS NUVENS. E JÁ FOI LOGO ENTRANDO. DE REPENTE UM GIGANTE SAIU DE DENTRO DO CASTELO E O AGARROU FECHANDO OS PUNHOS.
ALI BABÁ QUE ESTAVA NO TOPO DA COPA COM O SEU TAPETE VOADOR ENROLADO DEBAIXO DO BRAÇO, O DESENROLOU E COMEÇOU A SOBREVOAR A CABEÇA DO GIGANTE PARA TENTAR RESGATAR O MENINO DAS GARRAS DO MALVADO GIGANTE.
O GIGANTE ESTAVA COM MUITA FOME E NEM PERCEBEU QUE ALI BABÁ SOBREVOAVA A SUA CABEÇA COM O TAPETE VOADOR.
ENTÃO, ENQUANTO ELE COMIA DISTRAIDAMENTE SUA COMIDA, ALI BABA ALCANÇOU A MÃO DO GIGANTE E TENTOU ABRI-LA CUIDADOSAMENTE SEM QUE ELE PERCEBESSE.
DEPOIS DE SE EMPANTURRAR DE COMER, O GIGANTE QUERIA DIVERSÃO E OBRIGOU QUE UMA DE SUAS GALINHAS BOTASSE UM OVO DE OURO E ASSIM DISTRAÍDO COM ESSA IDEIA, O GIGANTE NEM PERCEBEU QUE ALI BABÁ JÁ HAVIA RESGATADO O MENINO.
O GIGANTE ESTAVA TOCANDO SUA HARPA QUANDO DE REPENTE A GALINHA CACAREJOU E ASSIM FOI QUE O GIGANTE PERCEBEU QUE O MENINO HAVIA ESCAPADO DOS SEUS ENORMES DEDOS.
ENTÃO, O GIGANTE NUM ACESSO DE FÚRIA COLOCOU A GALINHA DEBAIXO DO BRAÇO E A HARPA NA OUTRA MÃO, ENTÃO, OS AMIGOS CORRERAM NA DIREÇÃO DO TAPETE VOADOR, MAS NÃO ESTAVAM CONSEGUINDO ALCANÇÁ-LO.
ENTÃO O GIGANTE CORREU ATRÁS DELES E POR SORTE O MENINO JOÃO CHEGOU PRIMEIRO AO TRONCO DO PÉ DE FEIJÃO E DESLIZOU PELOS RAMOS, ESQUECENDO-SE COMPLETAMENTE DO AMIGO ALI BABÁ QUE TENTAVA DE TODAS AS FORMAS ESCAPAR DA FÚRIA DO GIGANTE.
MAS, ELE ERA UM LENHADOR MUITO ESPERTO E COM SUA FALA MANSA ENGANOU O GIGANTE DIZENDO A ELE QUE TINHA CONQUISTADO UM GRANDE TESOURO NO PAÍS DAS MIL E UMA NOITES E DISSE AO GIGANTE ENFURECIDO:
- SE VOCÊ ME DEIXAR DESCER PELO PÉ DE FEIJÃO, EU PEGO O SACO COM AS MOEDAS DE OURO E AS JÓIAS E VOLTO EM CINCO MINUTINHOS PARA LHE ENTREGAR.
O GIGANTE COM OS OLHOS BRILHANDO COM A POSSIBILIDADE DE ENRIQUECER E SE TORNAR O GIGANTE MAIS PODEROSO DOS CONTOS DE FADAS, MAS QUE DEPRESSA PERMITIU A DESCIDA DE ALI BABÁ PELO PÉ DE FEIJÃO.
QUANDO JOÃO VIU ALI BABÁ QUASE CHEGANDO AO SOLO PEGOU UM MACHADO E CORTOU O TRONCO DO ENORME PÉ DE FEIJÃO QUE CAIU NO SOLO COM GRANDE ESTRONDO QUE ECOOU POR TODOS OS CANTOS DA FLORESTA.
ALI BABÁ CONSEGUIU ENGANAR O GIGANTE E AINDA TROUXE A GALINHA DOS OVOS DE OURO DEBAIXO DO BRAÇO.
E COM ISSO, TODAS AS MANHÃS A GALINHA BOTAVA UM OVO DE OURO. ALI BABÁ NUNCA MAIS VOLTOU PARA O PAÍS DAS MIL E UMA NOITES E SE CASOU COM A MÃE DE JOÃO E SE TORNOU UM PAI PARA O MENINO.
ALI BABÁ ACRESCENTOU A FORTUNA RETIRADA DA CAVERNA DO VELHO MAGO COM OS OVOS DE OURO DA GALINHA DO GIGANTE E COMPROU UMA FAZENDA E SE TORNOU UM RICO FAZENDEIRO.
ASSIM ALI BABÁ, JOÃO E SUA MÃE NUNCA MAIS SENTIRAM FOME E PASSARAM A MORAR NUMA BELÍSSIMA FAZENDA E FORAM FELIZES PARA SEMPRE.
 
 
 


Biografia:
Saulo Piva Romero, professor de Língua Portuguesa e Poeta, 46 anos. Nasceu em São Paulo no dia 9 de março de 1972. Começou a escrever poesias aos 18 anos. É formado em Letras pelas Faculdades Associadas do Ipiranga com Licenciatura Plena em Língua Portuguesa, Inglesa e Literatura.Em 2000 publicou seu primeiro livro Vida, amor e esperança.
Número de vezes que este texto foi lido: 273


Outros títulos do mesmo autor

Contos A GUARDIÃ DO CASTELO DAS NUVENS Saulo Piva Romero
Contos O INIMIGO VAI AO CHÃO Saulo Piva Romero
Contos O VALE DOS CANGURUS Saulo Piva Romero
Contos MALÚ, UMA PERERECA ZOIÚDA E GRUDENTA Saulo Piva Romero
Contos O ÚLTIMO RINOCERONTE BRANCO DA FACE DA TERRA Saulo Piva Romero
Contos FRANK E O ROBÔ Saulo Piva Romero
Contos O CACHORRINHO DO MICRO-ONDAS Saulo Piva Romero
Contos REGINALDO E DANIEL Saulo Piva Romero
Contos A GAROTA DA MOTO ROSA – CHOQUE Saulo Piva Romero
Contos O ENIGMA DA “CELESTE SONNWEND” Saulo Piva Romero

Páginas: Próxima Última

Publicações de número 1 até 10 de um total de 206.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2020
 
  Textos mais lidos
The crow - The Wiki World - The Crow 64307 Visitas
A Arte De Se Apaixonar - André Henrique Silva 54208 Visitas
Minha namorada - Jose Andrade de Souza 43080 Visitas
Reencontro - Jose Andrade de Souza 42657 Visitas
PÃO E CIRCO - Tércio Sthal 40269 Visitas
haicai - rodrigo ribeiro 40138 Visitas
OS ANIMAIS E A SABEDORIA POPULAR - Orlando Batista dos Santos 37520 Visitas
Amores! - 35641 Visitas
Desabafo - 35105 Visitas
Faça alguém feliz - 33534 Visitas

Páginas: Próxima Última