Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
Além do verde dourado
Matilde Diesel Borille

A lua, em espera, adormeceu.
Com a característica inquieta
que faz lembrar um sonho revelador,
furtivo e rasteiro o filme terminou,
e nenhuma cena de paisagem interior apareceu.
Controle nas mãos, vendeu imagens intrigantes,
velhos sapatos abandonando-se na terra nua
conduziam corpos doloridos sempre adiante.
Fosse para viver, teriam corrido cegamente.
Mas tal poder mental ainda estava no futuro.
Esconderam-nos a cena da principal paisagem.
Quem sabe agora, sem a influência do controle,
eu compreenda a escuridão e aceite a luz,
eu dance ao redor de uma árvore de algodão,
a dança sagrada do sol, da chuva e do vento,
em feições de coragem e arrebatamento.
E ao calor do fogo da fogueira,
tua alma e misterioso olhar percebam
no girar de minha notável saia vermelha,
que meu colorido vai além do verde dourado
e que olhos não representam a alma humana.
Quem sabe... anjos testemunhem esse feliz momento
e nos levem a um bosque de real encantamento
e lá, haja um carvalho velho alto e forte que não se quebra,
sabiamente se contorce, se enverga e se molda ao vento.
De repente, deitemo-nos na paisagem da floresta em chuva,
e nos apareçam, quase já imperceptíveis,
importantes lembranças de questionamentos.
E nasça ao mesmo tempo que o sol uma aparição miraculosa,
novo filme, nova cena, nova paisagem, novo sonho,
nova estrela inspiradora para o que virá a seguir.
Ou, somente, volte contente,
no esplendor de sua beleza,
a escondida recordação.


Biografia:
Número de vezes que este texto foi lido: 516


Outros títulos do mesmo autor

Poesias Menino Sol Matilde Diesel Borille
Poesias Tão flores Matilde Diesel Borille
Poesias Poema de coragem Matilde Diesel Borille
Poesias Como mil sóis Matilde Diesel Borille
Poesias Peregrino de coração Matilde Diesel Borille
Poesias Céu lindo Céu Matilde Diesel Borille
Poesias Iluminar-se Matilde Diesel Borille
Poesias Dom de amar Matilde Diesel Borille
Poesias Júbilo Matilde Diesel Borille
Poesias Girassóis na janela Matilde Diesel Borille

Páginas: Próxima Última

Publicações de número 1 até 10 de um total de 68.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2020
 
  Textos mais lidos
The crow - The Wiki World - The Crow 66627 Visitas
A Arte De Se Apaixonar - André Henrique Silva 55279 Visitas
Minha namorada - Jose Andrade de Souza 43784 Visitas
PÃO E CIRCO - Tércio Sthal 43527 Visitas
Reencontro - Jose Andrade de Souza 43417 Visitas
haicai - rodrigo ribeiro 40960 Visitas
Amor e Perdão - Amilton Maciel Monteiro 40567 Visitas
OS ANIMAIS E A SABEDORIA POPULAR - Orlando Batista dos Santos 40161 Visitas
TOMO TUDO - sigmar montemor 38964 Visitas
Lamento - FERNANDO 38834 Visitas

Páginas: Próxima Última