Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
SENTIMENTOS
DE PAULO FOG
paulo azambuja

Resumo:
BOM

SENTIMENTOS



        Não consegui olhar em teus olhos.
        Não quis sentir sua boca na minha.
        Talvez ainda não esteja tão preparado, tão pronto quanto antigamente.

        Aqueles beijos marcados pela lasciva felicidade que fervilhava dos rins.
        Ouvira de uma mãe, proteja bem ela.
        Por isso sempre a guardei na boca.
        As salivas fizeram parte atuante deste pacto ficticio.
        Onde jamais permitíriamos o ousar da saudade.
        Por que então tudo se findou, acabou.


        Aquele tenebroso, horrível lhe tirou, levou de mim.
        Ficou um forte sofrer, lágrimas e exaustivos pensamentos de vingança.
        Nem mesmo o tempo conseguiria amenizar a terrível perda de sua presença.
        Hoje esta cela me serve de prelúdio esperantado.
        Acredito na justiça, ela foi parte atuante em mim.
        Você esta ao lado de anjos.
        Eu continuo neste mar de trevas que fiz questão de cultivar.
        Meus desejos se extiguiram como aquele ribeirão triste onde fora encontrada.





        Pedir perdão, neste caso, algo muito ridiculo por assim dizer.
        O perdao abandonou- me fazendo com que meus dias ultrapassem o discernimento.
        Hoje canto para a lua como se fosse o ultimo canto do mundo.
        Vai ver o é, por que até as travessas pombas não vem ao meu jardim.
        Meu jardim mental era repleto de belissimas flores, folhas e riquissimos arranjos.
        Agora só me resta a presença do fruto de algo tão triste e que insiste em me mostrar que a vida tem seus desencontros.
        Mais também irradia a luz do novo viver.
        11032019..................................


Biografia:
gosto de escrever
Número de vezes que este texto foi lido: 28519


Outros títulos do mesmo autor

Poesias O MEDO E SEUS PARCEIROS paulo azambuja
Crônicas NOSSO PAÍS E SEUS DEVANEIOS paulo azambuja
Poesias O SENTIDO DE DOER paulo azambuja
Contos ESTRADA DE AÇO 11 NOVEL LIVRE 12 ANOS paulo azambuja
Poesias OUTROS SONHOS E AFINS paulo azambuja
Contos ESTRADA DE AÇO 10 NOVEL LIVRE 12 ANOS paulo azambuja
Contos ESTRADA DE AÇO 9 NOVEL LIVRE 12 ANOS paulo azambuja
Contos ESTRADA DE AÇO 8 NOVEL LIVRE 12 ANOS paulo azambuja
Contos ESTRADA DE AÇO 7 NOVEL LIVRE 12 ANOS paulo azambuja
Poesias INCERTEZAS E OUTROS MOMENTOS paulo azambuja

Páginas: Primeira Anterior Próxima Última

Publicações de número 11 até 20 de um total de 166.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2019
 
  Textos mais lidos
Carta a um amor impossível - Carla (Fada) 30192 Visitas
eu sei quem sou - 30107 Visitas
sei quem sou? - 30090 Visitas
viramundo vai a frança - 30073 Visitas
PSICOLOGIA E DIREITO - Francisco carlos de aguiar neto 30038 Visitas
haicai - rodrigo ribeiro 30036 Visitas
camaro amarelo - 30021 Visitas
MENINA - 30020 Visitas
haicai - rodrigo ribeiro 29986 Visitas
O que e um poema Sinetrico? - 29977 Visitas

Páginas: Primeira Anterior Próxima Última