Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
MULHER ISOPOR
Ivan de Oliveira Melo

Resumo:
...se não é papel, muito menos de isopor a mulher é...

Caminhei pelas veredas da vida.
Tropecei em vultos e, desiludida,
Cai num bueiro onde o sonho
Faz morada.
Longo tempo passei adormecida,
Entregue às últimas despedidas
De um devaneio arrebatador.

Meio sonolenta, abri bem os olhos,
Já não me via entre espinhos e abrolhos,
Mas recordava amores de outrora,
Era preciso que novas auroras
Pintassem em mim telas sem sombras
Para que diante do mar e suas ondas
Eu pudesse descobrir um novo amor.

Um novo Sol descortinou-se diante de mim,
À noite a Lua clareou as nuvens e, enfim,
Pude abandonar aquele bueiro de solidão,
Deixar que a saudade desenhasse um coração
Onde a felicidade fizesse intenso abrigo
De alegrias ímpares que vivessem comigo
Sem qualquer dossiê que me lembrasse a dor.

Afinal o sorriso tornou-se minha espinha dorsal;
A vida, retrato de um inesquecível carnaval
Que me fez caducar ainda bem moça
Perante as estrelas das madrugadas insossas...
Tudo mudou depois do estágio naquele bueiro,
Agora vejo um mundo elegante e faceiro
Em que ser mulher não é ser de isopor!


DE Ivan de Oliveira Melo


Biografia:
Nascido em Recife, em 09/10/1953. Professor de língua portuguesa e literatura. Poeta desde adolescente. Livros publicados: SINFONIA DE AMOR; POESIA, AMOR E VIDA; REFLEXOS; SEARA DE RITMOS; SO...NETANDO.Temas mais comuns em seus versos: o amor, a natureza, o homem, o socia, o cosmos, o metafísico, religiosidade...
Número de vezes que este texto foi lido: 28612


Outros títulos do mesmo autor

Poesias Ondas Pretéritas Ivan de Oliveira Melo
Crônicas Diálogo Vegetal Ivan de Oliveira Melo
Poesias Baixo Nível Ivan de Oliveira Melo
Poesias Reino Infantil Ivan de Oliveira Melo
Poesias Quimeras Ivan de Oliveira Melo
Poesias Coito Verbal Ivan de Oliveira Melo
Poesias Contrabando de Sentimentos Ivan de Oliveira Melo
Poesias O Intruso Ivan de Oliveira Melo
Poesias Defeitos e Direitos Ivan de Oliveira Melo
Poesias Solidão Ivan de Oliveira Melo

Páginas: Primeira Anterior Próxima Última

Publicações de número 841 até 850 de um total de 862.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2019
 
  Textos mais lidos
O Tempo - Yuri Alex 28764 Visitas
Àguas - PauloRockCesar 28764 Visitas
Paixão - Carlos Artur Paulon 28764 Visitas
O BEIJO - Tânia Du Bois 28763 Visitas
Brigas da vida - Thalita Dabus Berti Starik 28763 Visitas
Mutabilidade - Igor Pereira De Paula Costa 28763 Visitas
CAIPIRAS EM GUERRA - Orlando Batista dos Santos 28763 Visitas
Trabalha, Negro, Canta e Dança - Orlando Batista dos Santos 28763 Visitas
FOGO - Maria Julia pontes 28763 Visitas
*SEU NOME* - DIANA LORENA 28763 Visitas

Páginas: Primeira Anterior Próxima Última