Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
SEO DONATO
Orlando Batista dos Santos

SEO DONATO

Nos casos de seo Donato, todos os bichos falam uns com os outros, e tratam-se como compadres e comadres. Isso, pela frente, porque pelas costas nunca se sabe o que um vai aprontar com o outro. O macaco destaca-se por sua inteligência, mas a raposa, apesar de ladina, atrapalha-se muito na hora de executar qualquer plano.
Um bicho muito temido é a onça, mas, estabanada, só leva azar, de modos que se dá mal até mesmo com o coelho e com o tatu, que não encontram dificuldades de passá-la para trás.

“Loca pra cumê o macaco, a onça fingiu que tinha morrido. A nutiça ispaiô, e os bicho correro pro velóro, sendo que urubu chegô primero. Todos chegava bem pertinho da onça, e a onça, queta...
Quando o macaco chegô no veloro, discunfiado parô lá longe e gritô:
— Coitada da cumádi onça; ela já bufô?
— Não! — respondeu o urubu, ansioso pra cravá o bico no zóio da onça.
— Não mesmo! — falô o tatu, mirano o tamanho do osso da perna da bichana.
Escuitano isso, a onça si ispremeu, si ispremeu, si ispremeu, i com munto custo sortô uma bufinha. O macaco sartô dipressa no gaio da árve, e gritô lá de riba: “corre, cambada de besta; bicho morto num fái força pra bufá!”
A onça levantô munto invregonhada; mais tão invregonhada, qui foi imbora jurano vingaça”.

Gente com bicho também dá bons casos, e a prova disso é o caso do tatu. Quando um tatu entoca num buraco raso, seo Donato diz que não adianta puxá-lo pelo rabo, porque ele se enche de ar, enrosca o casco nas paredes do buraco e não sai mesmo. O jeito, diz ele, é enfiar o dedinho no fiofó do bichinho, que ele fica largado e se solta das paredes do buraco.
Seo Donato conta que certa vez um caçador queria arrastar um tatu de um buraco puxando-o pelo rabo e, não conseguindo, ao invés de enfiar o dedinho no lugar indicado, lascou um arpão nas costas do tatu. O tatu deu um espasmo e gritou com todas as forças que pode reunir:
"Aaaai!!! Qui punhalada disgraçada, sô; desse jeito, num tem tatu qui aguenta!"
Sabe o que aconteceu com o caçador? Morreu de susto.

De meu livro “heróis Caipiras” http://www.clubedeautores.com.br/book/119026--HEROIS_CAIPIRAS


Biografia:
Estudioso do Folclore e da Cultura Popular de raízes caipiras. Autor do livro Heróis Caipiras. http://www.clubedeautores.com.br/book/119026--HEROIS_CAIPIRAS Presidente da Associação de Produtores da Agricultura Urbana de Campinas e Região. Blog: http://aproagriup.blogspot.com.br
Número de vezes que este texto foi lido: 28855


Outros títulos do mesmo autor

Contos BATICO Orlando Batista dos Santos
Crônicas PROBLEMAS, PROBLEMAS... Orlando Batista dos Santos
Crônicas CAMPINAS, GIBRAN E GALEANO Orlando Batista dos Santos
Crônicas UM GENERAL EM MEU QUARTO Orlando Batista dos Santos
Artigos PRA LÁ DE CAIPIRA Orlando Batista dos Santos
Teatro A GUERRA DA ÁGUA Orlando Batista dos Santos
Cartas SIGA TEU CORAÇÃO, MARIANE Orlando Batista dos Santos

Páginas: Primeira Anterior

Publicações de número 11 até 17 de um total de 17.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2019
 
  Textos mais lidos
CÉREBRO HUMANO - Tércio Sthal 30576 Visitas
PSICOLOGIA E DIREITO - Francisco carlos de aguiar neto 30564 Visitas
haicai - rodrigo ribeiro 30168 Visitas
haicai - rodrigo ribeiro 30145 Visitas
haicai - rodrigo ribeiro 29994 Visitas
Origens da Bandeira do Brasil - Marco Antonio Cruz Filho 29930 Visitas
O pensar é dialógico e dialético - ELVAIR GROSSI 29908 Visitas
haicai - rodrigo ribeiro 29901 Visitas
Críticas a práticas humanas - Arthur Alves 29824 Visitas
haicai - rodrigo ribeiro 29739 Visitas

Páginas: Primeira Anterior Próxima Última