Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
AS BOTAS MÁGICAS DE GORETE
Saulo Piva Romero

CERTO DIA, GORETE CAMINHAVA PELAS RUAS DO VALE DA GARGANTA DE VERDON, UM BELÍSSIMO E MISTERIOSO VALE QUE SE ENCONTRA NA FRANÇA, QUANDO LEVOU UM ESCORREGÃO E SE CHOCOU CONTRA UM VELHINHO BONACHÃO QUE ESTAVA CARREGANDO VÁRIAS CAIXAS DE SAPATOS.

A MOCINHA SE LEVANTOU RAPIDAMENTE E IMEDIATAMENTE FOI SOCORRER O VELHINHO. LOGO SE DESCULPANDO POR TÊ-LO FEITO CAIR E JÁ FOI AJUDANDO ELE A RECOLHER TODAS AS CAIXAS DE SAPATOS QUE CAÍRAM DAS SUAS MÃOS.

O VELHINHO ACEITOU O PEDIDO DE DESCULPA DE GORETE E A CONVIDOU PARA TOMAR UMA XÍCARA DE CHOCOLATE QUENTE NA CONFEITARIA QUE FICAVA ÀS MARGENS DO RIO VERDON.

GORETE E O VELHINHO COMEÇARAM A CONVERSAR ENQUANTO ESPERAVAM O CHOCOLATE QUENTE, POIS, FAZIA MUITO FRIO NAQUELA MANHÃ DE INVERNO.

- MUITO PRAZER EM CONHECÊ-LA BONDOSA MOCINHA! EU SOU BALTAZAR, O SAPATEIRO.

-  O PRAZER É TODO MEU, SENHOR BALTAZAR. EU SOU GORETE E MAIS UMA VEZ PEÇO MIL DESCULPAS POR TÊ-LO DERRUBADO DAQUELE MOGO TÃO DESASTROSO. É QUE, MINHAS BOTINHAS JÁ ESTÃO VELHINHAS E NÃO TENHO COMO COMPRAR OUTRA, POIS, SOU UMA CAMPONESA E MEUS PAIS ESTÃO DOENTES E NÃO PODEM TRABALHAR, ENTÃO, EU SUSTENTO A NÓS TRÊS COM OMINGUADO SALÁRIO QUE GANHO COMO PASTORA DE OVELHAS.

O SAPATEIRO OUVIU ATENTAMENTE A COMOVENTE HISTÓRIA DE VIDA DE GORETE, POIS, JÁ HAVIA SE AFEIÇOADO A ELA EM TÃO POUCO TEMPO DE CONVIVÊNCIA.

ASSIM ENQUANTO OS DOIS SABOREAVAM O CHOCOLATE QUENTE PARA SE AQUECEREM DO FRIO, O BONDOSO SAPATEIRO PEGOU UMA DAS CAIXAS QUE ESTAVAM EMPILHADAS NUMA CADEIRA E DEU DE PRESENTE PARA GORETE, CELEBRANDO O INÍCIO DE   UM ETERNO LAÇO DE AMIZADE COM A HUMILDE CAMPONESA.

GORETE AGRADECEU O PRESENTE DADO PELO SAPATEIRO E FOI LOGO ABRINDO.

LÁ ESTAVA UM BELÍSSIMO PAR DE BOTAS QUE ENTRARAM COMO UMA LUVA NOS DELICADOS PEZINHOS DE GORETE, POIS, PARECIAM QUE FORAM FEITOS SOB MEDIDA PARA ELA.

GORETE FICOU TÃO FELIZ AO CALÇAR AS SUAS BOTAS NOVAS E COM UM GESTO DE CARINHO E GRATIDÃO, LASCOU UM BEIJINHO DOCE E MOLHADO NA BOCHECHA DO VELHINHO BONACHÃO.

O SAPATEIRO CONTOU PARA GORETE QUE ESSAS BOTAS ERAM ESPECIAIS, POIS, TINHAM PODERES MÁGICOS E SENDO ASSIM ELA NUNCA MAIS LEVARIA UM ESCORREGÃO, POIS, AO SINAL DE PERIGO, ELAS FARIAM A MOCINHA VOAR PODENDO SE TRANSPORTAR DE UM LUGAR PARA OUTRO SEM NENHUMA DIFICULDADE, POIS, SUA ESPOSA QUE ERA UMA FADA MADRINHA HAVIA ENCANTADO AS BOTAS PARA AJUDAR A QUEM AS CALÇASSE A SE LIVRAR DE TODAS AS SITUAÇÕES PERIGOSAS QUE ENCONTRASSE PELA FRENTE.

DEPOIS DE SE DESPEDIR DO SAPATEIRO, GORETE SUBIU PARA O TOPO DA MONTANHA MAIS ALTA DO VALE DA GARGANTA DE VERDON, MAS ANTES MESMO DE DAR O PRIMEIRO PASSO, AS BOTAS MÁGICAS COLOCARAM AS ASINHAS DE FORA E GORETE LEVANTOU VOOU SOBREVOANDO A MAIS ALTA E PERIGOSA MONTANHA DA GARGANTA DE VERDON.

A PARTIR DE ENTÃO, GORETE PASSOU A SER VISTA COMO FEITICEIRA PELOS MORADORES DO VALE E SUA HISTÓRIA CHEGOU ATÉ OS OUVIDOS DE UMA VELHA BRUXA MALVADA E INVEJOSA QUE NÃO VI COM BONS OLHOS UMA MOÇA COM PODERES MÁGICOS E AINDA MAIS BELA DO QUE ELA.

ENTÃO, MARGARET SCOTT, CONHECIDA COMO A BRUXA DE VERDON PASSOU A PERSEGUIR GORETE POR TODOS OS CANTOS DO VALE COM O DESEJO DE ROUBAR AS BOTAS MÁGICAS FEITAS PELAS MÃOS CALEJADAS DE BALTAZAR, O SAPATEIRO E ENCANTADAS PELA SUA ESPOSA, UMA PODEROSA FADA MADRINHA.



CERTO DIA, A MALVADA BRUXA SE DISFARÇOU COMO SE FOSSE UMA PASTORA DE OVELHAS E FOI AO ENCONTRO DE GORETE COM O OBJETIVO DE ROUBAR AS SUAS BOTAS PARA FAZER COM ELA SE TORNASSE DEFINITIVAMENTE A MULHER MAIS PODEROSA E TEMIDA POR TODOS OS HABITANTES DO VALE DA GARGANTA DE VERDON.

 ASSIM QUE ELA SE APROXIMOU DE GORETE, AS BOTAS MÁGICAS COMEÇARAM A SE CHACOALHAREM FAZENDO COM QUE A CAMPONESA COMEÇASSE A LEVITAR TIRANDO SEUS PÉS DO GRAMADO E NOVAMENTE AS BOTAS COLOCARAM AS ASINHAS DE FORA FAZENDO COM QUE GORETE VOASSE E PARASSE NO AR COMO UM BEIJA-FLOR, O QUE DESPERTOU AINDA MAIS A IRA DA MALVADA BRUXA FAZENDO COM QUE ELA PEGASSE A SUA VASSOURINHA E COMEÇASSE UMA FRENÉTICA CAÇADA A GORETE NA BUSCA DE SE APOSSAR DAS BOTAS MÁGICAS DE GORETE.

POR MAIS QUE AS BOTAS VOADORAS DA CAMPONEZA APERTASSEM O PASSO VOANDO O MAIS RÁPIDO POSSÍVEL PARA FAZER COM QUE ELA SUMISSE DAS VISTAS DE MARGARET SCOTT, AS ASINHAS PERDERAM O FÕLEGO, POIS, VOARAM TÃO VELOZ QUE TERMINARAM FICANDO COM A LÍNGUA DE FORA, PERMITINDO QUE A BRUXA ALCANÇASSE GORETE E ROUBASSE AS SUAS BOTAS MÁGICAS.

ENTÃO A MALVADA MARGARET SCOTT IMEDIATAMENTE DEU UMA GARGALHADA HORRIPILANTE, PROVOCANDO CALAFRIOS POR TODO O CORPO DE GORETE QUE ESTAVA IMOBILIZADA NO AR DEVIDO A UM ENCANTAMENTO FEITO PELA BRUXA INVEJOSA E SE ACHANDO A MULHER MAIS PODEROSA DE TODA A REGIÃO DO VALE DA GARGANTA DE VERDON, LOGO  CALÇOU O LINDO PAR DE BOTAS, NOS SEUS PÉS MALCHEIROSOS E ESCAMOSOS, PORÉM, AS BOTAS MÁGICAS PERCEBENDO QUE ELA ERA UMA MULHER MÁ, IMEDIATAMENTE COMEÇARAM A SE CHACOALAREM DANDO VÁRIAS CAMBALHOTAS E PIRUETAS NO AR , POIS, AS BOTAS MÁGICAS, LOGO PERCEBERAM QUE MARGARET SCOTT NÃO POSSUÍA UM CORAÇÃO PURO, FAZENDO COM QUE ELA CAÍSSE DA SUA VASSSOURA E DESPENCASSE MONTANHA ABAIXO E SE ESTATELASSE NO FUNDO DE UMA GIGANTESCA CRATERA QUE  REPENTINAMENTE SE ABRIU NO CORAÇÃO DO VALE  DA GARGANTA DE VERDON.

LOGO EM SEGUIDA AS BOTAS MÁGICAS RETORNARAM PARA OS PEZINHOS DELICADOS DA HUMILDE CAMPONESA E BATERAM AS SUAS ASINHAS ENCANTADAS FAZENDO COM QUE ELA SOBREVOASSE SUAVEMENTE COMTEMPLANDO A BELÍSSIMA E ACONHEGANTE PAISAGEM DOS VERDES CAMPOS DO MISTERIOSO VALE DA GARGANTA DE VERDON.


Biografia:
Saulo Piva Romero, professor de Língua Portuguesa e Poeta, 49 anos. Nasceu em São Paulo no dia 9 de março de 1972. Começou a escrever poesias aos 18 anos. É formado em Letras pelas Faculdades Associadas do Ipiranga com Licenciatura Plena em Língua Portuguesa, Inglesa e Literatura.Em 2000 publicou seu primeiro livro Vida, amor e esperança.
Número de vezes que este texto foi lido: 148


Outros títulos do mesmo autor

Contos AS BOTAS MÁGICAS DE GORETE Saulo Piva Romero
Contos A ONÇA QUE TINHA MEDO DE RAIOS E TROVÕES Saulo Piva Romero
Contos O PAPAGAIO QUE FAZIA CRÁ! CRÁ! CRÁ! Saulo Piva Romero
Contos LEPEKA E O POODLE Saulo Piva Romero
Contos BICHO DE GOIABA Saulo Piva Romero
Contos O MENINO QUE QUERIA SER PRESIDENTE Saulo Piva Romero
Contos O CHÁ DAS CINCO Saulo Piva Romero
Contos A ILHA DO SOL Saulo Piva Romero
Contos UM CALANGO NA AREIA CALIENTE Saulo Piva Romero
Contos EZEQUIEL NO VALE DOS OSSOS SECOS Saulo Piva Romero

Páginas: Próxima Última

Publicações de número 1 até 10 de um total de 346.


escrita@komedi.com.br © 2022
 
  Textos mais lidos
ENCONTRO DE ALMAS GENTIS - Eliana da Silva 56557 Visitas
Ano Novo com energias renovadas - Isnar Amaral 56183 Visitas
Na caminhada do amor e da caridade - Rosângela Barbosa de Souza 56000 Visitas
NÃO FIQUE - Gabriel Groke 54911 Visitas
Caçando demónios por aí - Caliel Alves dos Santos 54847 Visitas
saudades de chorar - Rônaldy Lemos 54795 Visitas
Entrevista com Larissa Gomes – autora de Cidadolls - Caliel Alves dos Santos 54447 Visitas
Coisas - Rogério Freitas 54241 Visitas
1 centavo - Roni Fernandes 53973 Visitas
Amores! - 53260 Visitas

Páginas: Próxima Última