Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
O CAMARÃO CAMARADA
Saulo Piva Romero

HOUVE UM TEMPO EM QUE BENEDITO, UM PESCADOR DE CAMARÕES QUE VIVIA COM SUA ESPOSA E FILHO NUMA CABANA NA PRAIA DAS GARÇAS DECIDIU QUEBRAR UMA PROMESSA FEITA AO SEU PAI. O PAI DISSE AO PESCADOR PARA QUE ELA JAMAIS COMESSE UM CAMARÃO QUE FICASSE PRESO NA SUA REDE.
BENEDITO ERA MUITO POBRE E NÃO PODERIA SE DAR AO LUXO DE SE EMPANTURRAR DE COMER DOS CAMARÕES QUE PESCAVA, POIS, ELES ERAM DESTINADOS PARA GARANTIR O SUSTENTO DA SUA FAMÍLIA SENDO VENDIDOS PARA VÁRIOS QUIOSQUES QUE FICAVAM ESPALHADOS POR TODA A PRAIA DAS GARÇAS.
ELE ACORDAVA ÁS QUATRO DA MANHÃ E PREPARAVA O SEU BARQUINHO E A SUA VELHA REDE E DEPOIS DE COMER UM PÃO COM MANTEIGA E TOMAR UM GOLE DE CAFÉ, PARTIA MAR ADENTRO E JOGAVA A SUA REDE E FICAVA ESPERANDO PACIENTEMENTE A SUA REDE CAPTURAR DEZENAS DE CAMARÕES.
QUANDO ELE VOLTAVA PARA CASA, O FILHO E A ESPOSA ESTAVAM ANSIOSOS PARA SABER COMO HAVIA SIDO A SUA PESCA. ELE JÁ ENTRAVA EM CASA COM O ROSTO ABATIDO E DESANIMADO, POIS, SEMPRE PESCAVA UMA PEQUENA QUANTIDADE DE CAMARÕES QUE MAL DAVA PARA VENDER.
BENEDITO PEGAVA ALGUNS PEIXES QUE VINHAM JUNTO COM OS CAMARÕES E ASSAVA PARA GARANTIR O ALMOÇO E A JANTA DA FAMÍLIA. MAS, NÃO PERMITIA QUE A ESPOSA E O FILHO TOCASSEM NOS CAMARÕES.
O PESCADOR APRENDEU COM O PAI QUE NA PRAIA DAS GARÇAS, QUE O CAMARÃO ERA UM ANIMAL SAGRADO. ENTÃO, SE FOSSE COMIDO, ACONTECERIA ALGO RUIM PARA A SUA FAMÍLIA.
MAS, VENDO QUE SEU FILHO ESTAVA ADOECENDO POR CAUSA DA SUA VONTADE DE COMER UM DELICIOSO ESPETINHO DE CAMARÃO, BENEDITO COM O CORAÇÃO DESPEDAÇADO ENTROU NUMA PROFUNDA TRISTEZA.
TODOS OS DIAS, ELE ORAVA A DEUSPARA QUE A SUA REDE FICASSE ABARROTADA DE CAMARÕES PARA QUE ELE PUDESSE SACIAR A VONTADE DO FILHO DE COMER CAMARÃO FRITO.
NUMA DE SUAS PESCARIAS, ELE DEU MUITA SORTE, POIS, AO LANÇAR SUA REDE, UM MILAGRE ACONTECEU.
SUA REDE VOLTOU ABARROTADA DE CAMARÕES E PEQUENOS PEIXES.
ENTÃO, DEPOIS DE PASSAR MUITAS HORAS DENTRO DO MAR, O PESCADOR VOLTOU PARA A CASA MUITO FELIZ.
PELA PRIMEIRA VEZ NA SUA VIDA DE PESCADOR, BENEDITO HAVIA PESCADO UMA GRANDE QUANTIDADE DE CAMARÕES.
ASSIM ELE CHEGOU MUITO CONTENTE EM SUA CABANA E ENCONTROU SUA ESPOSA E O SEU FILHO O ESPERANDO PARA MATAR A SAUDADE.
MAS, ERA MUITO CEDO PARA QUE ELE JÁ ESTIVESSE VOLTANDO COM O SEU BARQUINHO LOTADO DE CAMARÕES E PEQUENOS PEIXES.
ENTÃO, BENEDITO DISSE QUE HAVIA ACONTECIDO UM MILAGRE NAQUELA MANHÃ ENSOLARADA E A SUA ESPOSA PERGUNTOU COM CURIOSIDADE, O QUE HAVIA ACONTECIDO E ELE RESPONDEU QUE HAVIA CHOVIDO CAMARÕES NA SUA REDE.
BENEDITO ESTAVA TÃO FELIZ QUE POR UM MOMENTO ESQUECEU A PROMESSA FEITA AO SEU PAI DE QUE JAMAIS COMERIA CAMARÃO DO MAR DA PRAIA DAS GARÇAS.
ELE SÓ PENSAVA EM FAZER A ALEGRIA DA ESPOSA E DO FILHO E RESERVOU UM PUNHADO DE CAMARÕES QUE HAVIA PESCADO NAQUELA MANHÃ GLORIOSA. E PREPAROU UMA DELICIOSA REFEIÇÃO PARA COMEMORAR COM A ESPOSA E O FILHO.
OS TRÊS SE REUNIRAM EM VOLTA DA MESA. E COMERAM COM GOSTO VÁRIOS ESPETINHOS DE CAMARÃO FRITO TEMPERADO COM ALHO E SALSA.
A ESPOSA E O FILHO NUNCA HAVIA COMIGO UMA REIFEIÇÃO TÃO DELICIOSA COMO AQUELA PREPARADA POR BENEDITO.
A FAMÍLIA SE EMPANTURROU DE COMER CAMARÃO FRITO E LOGO EM SEGUIDA ADORMECERAM.
DEPOIS DE ALGUMAS HORAS DE SONO, A ESPOSA E O FILHO ACORDARAM E VIRAM QUE O PESCADOR NÃO ESTAVA NA CABANA.
ENTÃO, ELES SAÍRAM PARA PROCURAR O PESCADOR, POIS ESTAVAM PREOCUPADOS, POIS, ELE NUNCA SAÍA SEM AVISÁ-LOS.
JÁ ERA NOITE... O CÉU ESTAVA ESCURO... ELES PROCURRARAM POR TODOS OS CANTOS DA VILA DOS PESCADORES, PELAS RUAS E NAS REDONDEZAS DA PRAIA DAS GARÇAS E DE REPENTE, O FILHO VIU O PAI CAMINHANDO NA DIREÇÃO DO MAR, JÁ BEM LONGE.
BENEDITO ENTROU NO MAR EM PLENA ESCURIDÃO E MERGULHOU NA ÁGUA GELADA DO MAR DA PRAIA DAS GARÇAS
O FILHO SE SENTOU NA BEIRADINHA DA PRAIA ESPERANDO QUE O PAI VOLTASSE, MAS, ELE NÃO SAÍA DE DENTRO DO MAR.
O FILHO JÁ CASADO DE ESPERAR PELO PAI, COMEÇOU A GRITAR PARA QUE A MÃE VIESSE AO SEU ENCONTRO E OS DOIS COMEÇARAM A CHAMAR PARA QUE OS AMIGOS O SOCORRESSEM.
A ESPOSA DE BENEDITO NÃO SABIA NADAR E FICOU DESESPERADA AO VER O MARIDO SE AFOGANDO NAS ÁGUAS GELADAS DO MAR DA PRAIA DAS GARÇAS E O FILHO JÁ COMEÇAVA A CHORAR.
O DIA AMANHECIA QUANDO OS PESCADORES BATERAM NA PORTA DA CABANA E CHAMARAM A ESPOSA DE BENEDITO. E ASSIM ELA ACOMPANHA OS PESCADORES ATÉ A PRAIA.
LÁ ELA ENCONTROU O MARIDO DEITADO NA BEIRA DA PRAIA E VIU QUE ELE ESTAVA COM A PELE VERMELHA, GROSSA E ESCAMOSA, TODO INCHADO.
O CORPO TODO ESTAVA REPLETO DE MANCHAS VERMELHAS ESCURAS. MAS, ELA TINHA CERTEZA QUE ERA O SEU MARIDO EMBORA FOSSE SEMELHANTE A UM CAMARÃO.
O FILHO CORREU PARA ABRAÇAR E BEIJAR O PAI. O PAI QUE HAVIA SE TRANSFORMADO NUM CAMARÃO VERMELHO, ABRIU AS DELICADAS PATINHAS E ABRIU UM LAGO SORRISO E BEIJOU O FILHO.
- EU QUEBREI A PROMESSA FEITA AO SEU AVÔ AO COMER CAMARÃO DO MAR DA PRAIA DAS GARÇAS. AGORA VIVEREI PRESO PARA SEMPRE NO FUNDO DO MAR ATÉ QUE ALGUM PESCADOR ME FISGUE NA SUA REDE.
O FILHO QUE AMAVA MUITO SEU PAI PEGOU O DELICADO CAMARÃO VERMELHO NA MÃO E O LEVOU PARA A CABABNA.
O FILHO COMPROU UM AGUÁRIO DE VIDRO TODO ENFEITADO COM PEDRINHAS E ALGAS MARINHAS E ASSIM O PESCADOR PASSAR A HABITAR DENTRO DO AQUÁRIO.
E SEUS AMIGOS PESCADORES O APELIDARAM DE CAMARÃO CAMARADA, POIS, ELE HAVIA SACRIFICADO A SUA VIDA PARA QUE SEU FILHO EXPERIMENTASSE O DELICIOSO SABOR DE UM CAMARÃO FRITO NO ALHO COM SALSA.
DEPOIS DO OCORRIDO COM BENEDITO, NENHUM PESCADOR CONSEGUIU PESCAR CAMARÕES NO MAR DA PRAIA DAS GARÇAS.
BENEDITO VIROU UMA LENDA NA PRAIA DAS GARÇAS, POIS, OS CAIÇARAS QUE VIVEM NESSA VILA DE PESCADORES ACREDITAVAM QUE AQUELE BOM PESCADOR, POR QUEBRAR UMA PROMESSA FEITA AO SEU PAI DE JAMAIS COMER ESSE CRUSTÁCEO QUE PARA OS PESCADORES JÁ ESTAVA QUASE DESAPARECENDO DA FACE DA TERRA, TERIA SE TRANSFORMADO EM UM DELICADO CAMARÃO ROSA. BENEDITO ERA UM HOMEM BONDOSO E POR TER FEITO TODO ESSE SACRIFÍCIO EM FAVOR DE SEU FILHO, FICOU CONHECIDO COMO O LENDÁRIO CAMARÃO CAMARADA DA PRAIA DAS GARÇAS.




Biografia:
Saulo Piva Romero, professor de Língua Portuguesa e Poeta, 46 anos. Nasceu em São Paulo no dia 9 de março de 1972. Começou a escrever poesias aos 18 anos. É formado em Letras pelas Faculdades Associadas do Ipiranga com Licenciatura Plena em Língua Portuguesa, Inglesa e Literatura.Em 2000 publicou seu primeiro livro Vida, amor e esperança.
Número de vezes que este texto foi lido: 517


Outros títulos do mesmo autor

Contos A ESTRELA DE DAVI Saulo Piva Romero
Contos O CARRINHO DE ROLIMÃ Saulo Piva Romero
Poesias O RATINHO VIOLINISTA Saulo Piva Romero
Contos O JACARÉ BANGÃO E O COBRADOR DE IMPOSTOS Saulo Piva Romero
Contos O MICO DO REI Saulo Piva Romero
Contos A SALSICHA FUGITIVA Saulo Piva Romero
Contos TOCO E TOTÓ Saulo Piva Romero
Contos A CABANA NO DESERTO Saulo Piva Romero
Contos FLORA, O FOGO E A CHUVA Saulo Piva Romero
Contos OS PINCÉIS DA HELENICE Saulo Piva Romero

Páginas: Próxima Última

Publicações de número 1 até 10 de um total de 244.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2020
 
  Textos mais lidos
The crow - The Wiki World - The Crow 68688 Visitas
A Arte De Se Apaixonar - André Henrique Silva 55762 Visitas
IHV (IAHU) e ISV (IASHUA) - Gileno Correia dos Santos 44565 Visitas
PÃO E CIRCO - Tércio Sthal 44482 Visitas
Minha namorada - Jose Andrade de Souza 44177 Visitas
Reencontro - Jose Andrade de Souza 43793 Visitas
Amor e Perdão - Amilton Maciel Monteiro 42321 Visitas
OS ANIMAIS E A SABEDORIA POPULAR - Orlando Batista dos Santos 41434 Visitas
haicai - rodrigo ribeiro 41410 Visitas
Amores! - 39991 Visitas

Páginas: Próxima Última