Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
ESSA TAL DE FELICIDADE
ARCIONE JOSÉ DE ÁZARA

Impressiona o teu olhar, ele paralisa quem pra ele olha,
olhar de medusa, olhar de sereia,
olhar de mulher, prende a presa na teia!
Teu sabor inebria, teu cheiro alucina,
o olhar é de mulher, o jeito é de menina!
Me perdi no teu colo, te sonhei toda minha, te sonhei toda nua,
possuí-te no sonho, e no sonho dizias,
entre gemidos profundos, que por mim tu sorrias!

E daria até a lua, pra fazer meu sonho real, pra te ter em meus braços,
e juntos percorrer os espaços,
e juntos triunfar, e juntos sonhar, e juntos amar,
numa cadeia infinita, numa ode eterna, e te sentir tão bonita,
e te sentir toda minha, e te fazer tão feliz,
e que o tempo não tenha fim,
e que o relógio não ande, e os anjos soem o clarim,
e que Deus me perdoe, e que eu me faça aprendiz,
aprendiz de tu’alma, aprendiz de tuas entranhas,
traçando o mapa da tua vida, da tua esperança e teu sonho!

É isso que eu me proponho,
descobrir teu sonho mais escondido,
tua vontade mais irracional,
talvez aquele sonho da juventude, aquele sonho que já foi perdido,
aquele sonho mais animal,
daquela vida de plenitude, cuja conquista pelo caminho ficou,
que se perdeu na trajetória,
e que mais te frustrou,
será agora a nossa vitória
e estará pra sempre na nossa memória!

Essa será nossa ousadia, uma vida em parceria,
duas vidas numa só, duas vidas vindas do pó,
duas vidas em harmonia, não perfeitas pois humanas,
vidas divinas, não profanas,
dignas das conquistas mais laboriosas,
por isso mesmo mais gostosas, qual perfume de rosas,
rosas vermelhas de amor,
com seu mais intenso sabor,
sabor de coisa bem-feita, calor de corpos ardentes,
de abraços tão envolventes,
de eriçar todos os pelos, de êxtases tão alucinantes,
de matar nossas sedes, de nada será como antes,
de se plantar a semente,
da árvore da vida, da vida presente,
da vida futura,
da vida madura,
da vida que dura,
da vida vivida,
da vida (ou)vida,
da vida eterna, da vida infinita,
aquela que nas almas habita,
na vida das almas que amam,
e das almas que emanam,
qual chama materna, a maior das maiores,
a melhor das melhores,
aquela que nunca falha,
aquela que o amor espalha,
que cheira amor, que rompe as barreiras,
que extrapola as montanhas, que é tão sagrada,
que é tão admirada,
que seria blasfêmia querer igualar,
querer conquistar tal graça sagrada,
mas a nossa ousadia,
o nosso viver no dia-a-dia,
o nosso olho no olho, o nosso cheiro no cheiro,
a nossa grande vontade, o nosso grande romance,
nos dará esse prêmio, nos dará esta chance,
de achar a nossa verdade
e, juntos, encontrar essa tal de felicidade.

Número de vezes que este texto foi lido: 163


Outros títulos do mesmo autor

Poesias DESEJO ARCIONE JOSÉ DE ÁZARA
Crônicas 9 de Março - The Day After (Dias Eternos) ARCIONE JOSÉ DE ÁZARA
Poesias ONDE ESTAVAS TU ARCIONE JOSÉ DE ÁZARA
Poesias LONGA NOITE ARCIONE JOSÉ DE ÁZARA
Poesias HÁ CHUVA LÁ FORA ARCIONE JOSÉ DE ÁZARA
Poesias O AMOR RENOVA ARCIONE JOSÉ DE ÁZARA
Poesias ESSA TAL DE FELICIDADE ARCIONE JOSÉ DE ÁZARA


Publicações de número 1 até 7 de um total de 7.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2020
 
  Textos mais lidos
The crow - The Wiki World - The Crow 66272 Visitas
A Arte De Se Apaixonar - André Henrique Silva 55165 Visitas
Minha namorada - Jose Andrade de Souza 43710 Visitas
Reencontro - Jose Andrade de Souza 43335 Visitas
PÃO E CIRCO - Tércio Sthal 42953 Visitas
haicai - rodrigo ribeiro 40876 Visitas
OS ANIMAIS E A SABEDORIA POPULAR - Orlando Batista dos Santos 39823 Visitas
Amores! - 38254 Visitas
Amor e Perdão - Amilton Maciel Monteiro 37650 Visitas
Desabafo - 37500 Visitas

Páginas: Próxima Última