Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
SOU FEITA DE SOL E DE CHÃO
Eliana da Silva

Deus me vestiu de força.
Me deu de presente um torrão.
Escolheu com maestria
Me mandou para o sertão.

Cá estou, usando cada gota de valentia
Sendo força na fraqueza
Vencendo a tristeza
Que não se esconde, que dá a cara, de dia.

De noite, se posso, paro
Não há tempo para melancolia.
No máximo desamparo
A alma em agonia:
Sou o irmão, com pouco ou nada para comer
Sou o verde, sem água para beber.
Sou a lágrima não vista
Derramada pelo bicho caído
Sua fraqueza, sua dor.
Sou a fome, no olhar do abandono.
Sufoco porque respiro amor.

Me levanto, me recomponho.
A escuridão não é meu lar.
Sou feita de sol e de chão
O sertão é meu lugar.
Não é de tristeza que me alimento
Meu sustento é o sorrir.
Sonho, faço, acredito
A bonança está por vir.


Sou, de pé, Fé
E a ela eu conheço bem.
Sou a reza, a gratidão
Sou a prece que a Ele convém.
Sou o milagre, de joelho dobrado
Sou a esperança.
A criança de colo, em Seu peito, colado.
Sou aquela que não cansa.

Adormeço
Acordo os sonhos mais comuns.
Me faço regaço para alma, acolhida para o coração
Me faço bondade, acalanto, me canto uma canção.
Enquanto dormindo, sou fartura, sou verde
Sou compaixão.

O dia acorda, meu sustento? Um sorriso.
Cantarolando sou apelo ao meu paraíso
Sou feita de sol e de chão
Criada no sertão
Dele não saio, dele não desisto.
Ainda que lhe goste muito
Lhe peço maior brandura:
Não seja, em dia, tão severo
Não tenha a mão tão dura.
Convide as nuvens para dançar
Deixar cair esperança sobre meu povo.

Sobre o povo que não pede muito
Só o sustento
Que sabe ser alegre, grato
Sem lamento
Povo que tem na chuva
O verdejar da confiança
O seu alento.


Biografia:
Atendo pelo nome Eliana da Silva, professora desde que me entendo por gente.Não nascida mas, criada, sertaneja das Alagoas. Mãe de Lisa Maria e Hilary Silva. Temente e adoradora a Deus, grata a Virgem Maria.
Número de vezes que este texto foi lido: 293


Outros títulos do mesmo autor

Poesias ENSINAÇÕES DO PADECER Eliana da Silva
Poesias DA FALSIDADE Eliana da Silva
Poesias TEAR DE SENTIMENTOS Eliana da Silva
Poesias CHUVA, O REAVIVAR DA ESPERANÇA Eliana da Silva
Poesias OURO AMORES Eliana da Silva
Poesias ENCONTRO DE ALMAS GENTIS Eliana da Silva
Poesias INVERNO, A HIBERNAÇÃO DA ALMA Eliana da Silva
Poesias TEM FESTA QUE MEXE COM A ALMA DA GENTE Eliana da Silva

Páginas: Primeira Anterior

Publicações de número 11 até 18 de um total de 18.


escrita@komedi.com.br © 2024
 
  Textos mais lidos
Coisas - Rogério Freitas 54662 Visitas
1 centavo - Roni Fernandes 54590 Visitas
frase 935 - Anderson C. D. de Oliveira 54565 Visitas
Ano Novo com energias renovadas - Isnar Amaral 54377 Visitas
NÃO FIQUE - Gabriel Groke 54324 Visitas
Na caminhada do amor e da caridade - Rosângela Barbosa de Souza 54313 Visitas
saudades de chorar - Rônaldy Lemos 54272 Visitas
PARA ONDE FORAM OS ESPÍRITOS DOS DINOSSAUROS? - Henrique Pompilio de Araujo 54208 Visitas
Jazz (ou Música e Tomates) - Sérgio Vale 54106 Visitas
Amores! - 54074 Visitas

Páginas: Primeira Anterior Próxima Última