Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
REENCARNAÇÕES SIMULTÂNEAS
Reencarnações simultâneas
Henrique Pompilio de Araujo

Resumo:
Um espírito não pode reencarnar em dois lugares ao mesmo tempo. Todos nós temos nossa individualidade.

OS ESPÍRITOS PODEM HABITAR MAIS DE UM CORPO AO MESMO TEMPO?

     As reencarnações simultâneas é um assunto que tem sido muito comentado ultimamente na Internet. Essa ideia se fundamenta no conceito de fragmentos ou centelhas da alma, onde um mesmo espírito pode enviar fragmentos de si próprio para vários lugares, reencarnando em diferentes corpos ao mesmo tempo.
Essa concepção de renascimentos paralelos está muito presente em várias correntes espiritualistas e esotéricas, até mesmo alguns espíritas mal informados, infelizmente também passam a compartilhar desse ponto de vista. Por isso, é importante apresentar o posicionamento do Espiritismo sobre a questão.
Segundo os defensores das reencarnações simultâneas, as porções de uma mesma alma, coexistindo simultaneamente como personalidades individuais, podem viver em localidades distantes ou próximas, numa mesma época e dimensão ou em épocas e dimensões diferentes. Já que para a Alma ou Espírito matriz, o tempo e o espaço são relativos.
Dois fragmentos também podem se reencontrar em determinado momento e, sendo frações de uma mesma consciência maior, constituirão o que comumente se denomina de almas gêmeas. Logicamente que após o desencarne, essas parcelas da alma original, perdem a sua individualidade e retornam cada uma no seu próprio tempo, ao todo, que absorve todas as experiências vivenciadas por essas personalidades fragmento.
Na opinião desses divulgadores, o momento atual é mais propicio para esse tipo de renascimento, pois, a transição planetária, potencializa a necessidade de uma maior quantidade de experiências paralelas visando à limpeza mais rápida dos espíritos e acelerando o processo evolutivo.
Na verdade, a crença nos fragmentos da alma, não é uma novidade, o misticismo judaico ensinava isso há muitos séculos. A Cabala judaica informa, por exemplo, que a alma de Adão, o homem primordial, depois do pecado, fragmentou-se e as centelhas resultantes continuaram a se dividir, encarnando e reencarnando. Desse modo, para a cabala, todos os seres humanos são partes individuais da alma original de Adão.
Naturalmente que essa visão cabalística e Bíblica sobre a origem da humanidade não condiz com a realidade cientifica e histórica. Mas, demonstra a antiguidade desse sistema.
Allan Kardec, sabendo que muitas escolas espiritualistas defendiam essa antiga opinião, interrogou os Espíritos Superiores acerca do tema na questão 137 de O livro dos Espíritos, perguntando se haveria alguma possibilidade de um mesmo espírito encarnar em dois corpos diferentes. E recebeu como resposta um peremptório: “- Não. O Espírito é indivisível e não pode animar, simultaneamente, dois seres diferentes.”.
O Espírito Miramez através da psicografia do médium João Nunes Maia também esclarece a questão afirmando: “O Espírito conserva sua individualidade em todas as dimensões onde é chamado a servir. Não há necessidade de se dividir, do modo que alguns espiritualistas pensam, com um só Espírito animando variados corpos. A abundância de almas criadas por Deus tira-nos essa ideia. ” – “Há muitas escolas espiritualistas que apoiam essas ideias, de que a alma pode animar simultaneamente muitos corpos materiais e em vários lugares, bem como, igualmente, trocar de corpos quando necessário, sem o processo de reencarnação. Respeitamos todas elas, no que elas ensinam para edificar o homem, o que elas ensinam de verdade e, muito mais, de Amor, mas, no que diz respeito a essa extravagância teórica, não podemos concordar, por fugir da lei e por não termos presenciado a nenhum caso que garanta a sua veracidade. ”
Alguns espiritualistas ainda utilizam o conceito de ubiquidade contido na questão 92 de O Livro dos Espíritos para dar suporte aos renascimentos simultâneos. Nessa questão Kardec indaga aos Espíritos o seguinte: “- Os Espíritos têm o dom da ubiquidade? Por outras palavras, o mesmo Espírito pode se dividir ou existir em vários lugares ao mesmo tempo? ” E a resposta dos Espíritos foi clara: “ - Não pode haver divisão do mesmo Espírito, mas cada um é um centro que irradia em diversas direções e é por isso que parecem estar em vários lugares ao mesmo tempo. Vês o Sol? É apenas um. No entanto, ilumina tudo ao redor e leva seus raios a longas distâncias; apesar disso, ele não se divide.".
O codificador ainda pergunta: “- Todos os Espíritos se irradiam com o mesmo poder?" E os Espíritos Superiores respondem: ” – Muito longe disso, depende do grau da sua pureza.".
Assim sendo, os Espíritos podem, dependendo de sua evolução e pureza, manifestar o seu pensamento concomitantemente em vários lugares, mas, não podem utilizar-se dessa faculdade para reencarnar em corpos diferentes.
Não sei como se pode acreditar numa teoria dessas. Um espírito estar reencarnado em vários lugares ao mesmo tempo. O que dizer que uma for um tremendo assassino e outro for um padre fervoroso. Não há fundamento algum nisso. O que se pode ter é sim o poder de Ubiquidade, estar em um lugar e aparecer em outro. Mas o espírito continua um sol. O sol é o maior exemplo disso, ele está em um lugar e irradia-se para o mundo inteiro. Bezerra de Menezes é um só, mas irradia-se no Brasil todo.
Alguns falam de Allan Kardec. Segundo falam, Kardec esteve reencarnado no Brasil pelo menos em três pessoas, todos diziam que eram Kardec. O mestre Jesus está reencarnado em vários deles: no Brasil, na Rússia, no EUA, na Austrália. Este povo não pensa direito. Jesus Cristo ao seu tempo renasceu pelos menos em 25 lugares diferentes. Estas pessoas precisam estudar mais e pensar direito.



Biografia:
Henrique Pompilio de Araújo, nascido em Campo Mourão PR e radicado em Cuiabá MT. Começou a escrever desde cedo. Professor aposentado, bacharel em Direito e Teologia. Trabalhou em diversas escolas em Cuiabá e alguns jornais do Estado. Publicou sua primeira obra em 1977: Secos & Molhados - Poemas. Ultimamente publicou outros livros: "Flores do Além" Poemas, "Contos da Espiritualidade" - Contos, "Nas curvas da vida" Memórias, "Cinquenta contos" Contos. Há muitas obras ainda esperando edição.
Número de vezes que este texto foi lido: 54816


Outros títulos do mesmo autor

Ensaios COMO PROVAR A EXISTÊNCIA DE DEUS Henrique Pompilio de Araujo
Contos JOÃO TORTO Henrique Pompilio de Araujo

Páginas: Primeira Anterior

Publicações de número 61 até 62 de um total de 62.


escrita@komedi.com.br © 2024
 
  Textos mais lidos
O sândalo e o machado - Caio César 54815 Visitas
Prisão sem grades - caio cesar pereira da silva pereira 54815 Visitas
Sozinho - caio cesar pereira da silva pereira 54815 Visitas
SAUDADE - orivaldo grandizoli 54815 Visitas
O SEMEIO DA LUZ - orivaldo grandizoli 54815 Visitas
Os Efeitos da Soberba e da Humildade - Silvio Dutra 54815 Visitas
ZAGENIA – DEGUSTAÇÃO - Caliel Alves dos Santos 54815 Visitas

Páginas: Primeira Anterior