Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
Empreendedorismo e mobilidade social
Flora Fernweh

No período conhecido como Alta Idade Média, a organização social rigidamente hierarquizada era definida como estamental. Ou seja, a situação econômica de um indivíduo e sua função na sociedade, já estariam definidos desde seu nascimento. Na contrapartida de tal modelo, a possibilidade de dinamismo na estrutura social, configura as relações da contemporaneidade, na qual o empreendedorismo mostrou-se uma alternativa de rompimento de padrões. Nesse sentido, pode-se inferir que a flexibilidade dos papéis sociais é influenciada pelo ato de empreender e que o mesmo ainda atravessa desafios.

Em primeiro plano, convém ressaltar que o povo brasileiro é popularmente conhecido por seu perfil criativo e original, o que o insere na categoria de habilidades empreendedoras. Ademais, por meio de uma comparação histórica, nota-se que a partir da década de 1980, houve um aumento significativo do número de microempresários, em razão de maiores oportunidades proporcionadas pela melhoria das condições financeiras de muitas famílias. Tal cenário demonstra o fomento à produção por parte das novas demandas de consumo e serviços, suscitadas pelas inovações tecnológicas e, sobretudo, pela globalização. Dessa forma, observa-se um rearranjo na conjuntura da sociedade, que se torna mais maleável.

Contudo, a infraestrutura necessária para iniciar um negócio ou para manter uma empresa, está excluída da realidade de muitos cidadãos, uma vez que o valor inacessível dos investimentos e a falta de garantia de sucesso, definem-se como desafios a serem superados. Aliada a esses obstáculos, encontra-se a falta de informação referente ao assunto, e as dificuldades burocráticas necessárias para gerir um estabelecimento. De acordo com dados apontados pelo Sebrae, por exemplo, a falta de planejamento prévio e a fraca gestão empresarial constituem-se como os principais motivos de desistência dos empreendedores. Ou seja, os impactos da desigualdade social ainda persistem.

Portanto, diante de uma conjuntura marcada pelos avanços sociais propiciados pela expansão do empreendedorismo, e pelos seus respectivos desafios em diversos âmbitos, é imprescindível que órgãos de consultoria, como o Sebrae, atuem em consonância com empresários já estabilizados no mercado, na busca por oferecer estímulos aos novos gestores, por meio de verbas e redes de comunicação. Assim, com o intuito de ofertar práticas e soluções por meio do empreendedorismo, será possível ampliar a rede de negócios e estender as oportunidades para as mais variadas camadas sociais.


Biografia:
Sobre minha pessoa, pouco sei, mas posso dizer que sou aquela que na vida anda só, que faz da escrita sua amante, que desvenda as veredas mais profundas do deserto que nela existe, que transborda suas paixões do modo mais feroz, que nunca está em lugar algum, mas que jamais deixará de ser um mistério a ser desvendado pelas ventanias. 
Número de vezes que este texto foi lido: 47274


Outros títulos do mesmo autor

Poesias BREU Flora Fernweh
Crônicas AMOR E DOR: ESTA RIMA NÃO FUI EU QUEM CRIEI Flora Fernweh
Poesias NORDESTE D'AMOUR Flora Fernweh

Páginas: Primeira Anterior

Publicações de número 251 até 253 de um total de 253.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2021
 
  Textos mais lidos
NÃO ERA NADA - Alexsandre Soares de Lima 4 Visitas
E VOCÊ NA SOCIEDADE? - Márcio de Medeiros Lima 4 Visitas
Pequena Satisfação - Igor Pereira De Paula Costa 3 Visitas
Ciúmes de você? - Flora Fernweh 2 Visitas
Rosas cor de sangue - Caliel Alves dos Santos 2 Visitas
LIVRE COM AMOR - Alexsandre Soares de Lima 1 Visitas

Páginas: Primeira Anterior