Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
AMOR E DOR: ESTA RIMA NÃO FUI EU QUEM CRIEI
Flora Fernweh

Meu coração não sobreviveu às intempéries do amor, caiu em ruínas, sempre fora vaiado pelo destino, os traços da solidão caminham perpetuamente a passos pesados. Enquanto lágrimas vorazes jorram da serena jugular ótica, a centelha da alma acende-se, fulguras sísmicas anunciam a catástrofe provocada por dois amantes, cada um em seu abismo, cada um prevendo um choque cósmico entre dois universos pré-calejados. O ser infortunado ciente está, de que amar não é sua essência, sofrer o amor é que é. Ausências são inspiração, muito mais que o apego com o objeto a qual está platonicamente alienado. Hipnoses efetivas exortam espíritos, enquanto ilusões nos colocam em transe e nos fazem crer que vivemos algo inconcebível a tatos racionalistas: o amor, encarado da forma menos grotesca e mais idealizada possível por aqueles que julgam-se “sãos”, mas sabem em seu íntimo, que não o são.



Biografia:
Sobre minha pessoa, pouco sei, mas posso dizer que sou aquela que na vida anda só, que faz da escrita sua amante, que desvenda as veredas mais profundas do deserto que nela existe, que transborda suas paixões do modo mais feroz, que nunca está em lugar algum, mas que jamais deixará de ser um mistério a ser desvendado pelas ventanias. 
Número de vezes que este texto foi lido: 47287


Outros títulos do mesmo autor

Cartas Ciúmes de você? Flora Fernweh
Cartas Carta aos professores do amanhã Flora Fernweh
Crônicas Inércia Flora Fernweh
Poesias Juventude Flora Fernweh
Cartas 20 razões de um desamor Flora Fernweh
Contos Maktúbia Flora Fernweh
Artigos A importância da conservação dos oceanos Flora Fernweh
Artigos Trabalho voluntário: esperança e cidadania Flora Fernweh
Poesias Psicanálise em versos Flora Fernweh
Haicais Haicando Flora Fernweh

Páginas: Próxima Última

Publicações de número 1 até 10 de um total de 253.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2021
 
  Textos mais lidos
O cocheiro - Onihara 50090 Visitas
Na caminhada do amor e da caridade - Rosângela Barbosa de Souza 50065 Visitas
La senda de las flores oblicuas - Eva Feld 50027 Visitas
Minha namorada - Jose Andrade de Souza 50004 Visitas
Reencontro - Jose Andrade de Souza 49985 Visitas
Entrevista com Larissa Gomes – autora de Cidadolls - Caliel Alves dos Santos 49798 Visitas
Caçando demónios por aí - Caliel Alves dos Santos 49796 Visitas
saudades de chorar - Rônaldy Lemos 49779 Visitas
NÃO FIQUE - Gabriel Groke 49755 Visitas
IHVH (IAHUAH) e ISV (IASHUA) - Gileno Correia dos Santos 49719 Visitas

Páginas: Próxima Última