Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
O Selecionador
Jonas B. Vasconcelos

O SELECIONADOR
Entrei no carro às 10 hs e comecei a dirigir, o dia estava lindo sol dourado, magnifico. Como dizem: "Céu de Brigadeiro." Ganhei logo a estrada. Na minha mente apenas pensava em aproveitar bem aquele dia.
Interessante foi que de um momento para outro tudo mudou, logo nublou e ouvi um estrondo como trovoada, mas bem distante de mim. Contudo, quase que de imediato começou a chover e a chover forte um temporal. Posso até classificar de dilúvio.
Na minha visão esta mudança repentina e brusca do tempo deve ter durado, cerca de no máximo 30 minutos e o tempo bom se fez reinar novamente, porém, algo me chamou atenção Já era noite, o lugar onde estava não fazia parte do meu trajeto e meu relógio assinalava 19,30 hs. Havia um vaco de tempo de aproximadamente 9 hs.
O veículo apresentava falha de motor e pane elétrica.
Mesmo confuso com a situação incomum, sai em busca de conserto, apurar o que havia acontecido e onde me encontrava...
Vi à minha frente uma luzinha formando uma pequena trilha que conduzia a pessoa a uma igreja totalmente iluminada. Na porta estava um padre que sorria para mim, como quem estivesse aguardando a minha chegada. Então lhe perguntei: padre, que lugar é esse? Onde estou?...
_ O padre respondeu. Esta é uma cidade espiritual e convidou-me a entrar e foi logo dizendo: aqui não é preciso ser católico para entrar. Esta é a casa de DEUS, assim como os templos Budistas, as Sinagogas, os Centros Espiritas, os Messiânicos e todos os outros que se destinam a levar ao mundo, palavras de sabedoria e amor.
Percebi que o padre emanava tanta luz e que era impossível ser humano. Ele lendo meu pensamento, retrucou: sou igualzinho a você, somos espíritos. Mais confuso ainda fiz outra pergunta: padre eu morri?..
Ele sorrindo e cheio de afeto ponderou: ainda não filho...
Ele me contou que fora padre na última experiência de vida na matéria, que se saiu bem, pois, conhecia a doutrina espirita e paroquiava aplicando o evangelho sempre na sua ótica religiosa.
Falou de vários assuntos inclusive da sua missão atual de orientar espíritos que buscam o caminho da segurança e de encontro com a luz., fazia a seleção e orientação de quem continuava na estrada espiritual e quem deve retornar para vida comum.
Orientou-me no retorno ao meu mundo material, e quase que instantaneamente me vi novamente na estrada com o tempo bom e com o meu relógio marcando 10,3O hs.
Autor: Jonas Vasconcelos


Biografia:
Número de vezes que este texto foi lido: 54703


Outros títulos do mesmo autor

Crônicas Conselho De Preto Velho Vovô Jonas Jonas B. Vasconcelos
Crônicas Por que sentimos dor? Jonas B. Vasconcelos
Contos O Sumiço do Relógio. Jonas B. Vasconcelos
Crônicas Semente do Amanhã. Jonas B. Vasconcelos
Crônicas Somos Espelho. Jonas B. Vasconcelos
Crônicas O Cerebro Jonas B. Vasconcelos
Contos Agora Inês e. Morta Jonas B. Vasconcelos
Contos Uma Realeza Terrestre. Jonas B. Vasconcelos
Crônicas A Tartaruga e o Escorpião. Jonas B. Vasconcelos
Crônicas Vamos Refletir Juntos. Jonas B. Vasconcelos

Páginas: Próxima Última

Publicações de número 1 até 10 de um total de 57.


escrita@komedi.com.br © 2024
 
  Textos mais lidos
Vocabulario nipo-brasileiro (UDONGE) - udonge 54970 Visitas
Amores! - 54866 Visitas
Desabafo - 54854 Visitas
Carta para Sophie Scholl - Junho/2024 - Vander Roberto 54844 Visitas
Delícias da festa junina - Ivone Boechat 54843 Visitas
Dores da paixão - Ivone Boechat 54842 Visitas
Vivo com.. - 54839 Visitas
A menina e o desenho - 54835 Visitas
Leite com Pimenta - Rafael da Silva Claro 54835 Visitas
O que e um poema Sinetrico? - 54834 Visitas

Páginas: Próxima Última