Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
O Universo
Carolina Cortez

A vida inteira o Universo nos dá amor.

Às vezes, ele vem amargo como uma bronca materna,

como um remédio para curar a enfermidade da alma.

Às vezes, ele vem doce para nos dizer que passamos de etapa,

que a vida vale à pena. Ela é democrática, pois o Universo não poupa ninguém de seus altos e baixos.

Mas, também não abandona nem o último fio de seu cabelo.

Enfrentamos obstáculos, temos vitórias e derrotas, as quais, não são bem fracassos,

mas, apenas sapatos que não servem para a nossa caminhada chamada existência.

....E, por isso, o ser humano que não tem essa "sacada", torna se amargo.

Já os mais espertos, desencanam e seguem a sua intuição.

É como se uma criança sentisse o calor de uma fogueira e , intuitivamente,

soubesse que com aquilo não deveria brincar.

Siga, siga a sua intuição!...E se você chegar a um determinado estágio na sua vida

em que encontra se sem um norte, " boie no mar",

pois o seu movimento nunca para e vai te levar à algum lugar.

Isso é o que chamamos de colocar se nas mãos do Universo

e de reconhecer que não temos poder absoluto sobre nossas vidas.


Biografia:
Sou Carolina e escrevo, pois isso faz bem para minha mente e alma. Tenho um blog , seu endereço é entendacomoquisercarolcortez.blogspot.com e mail:cmscortezmi@gmail.com abç
Número de vezes que este texto foi lido: 33797


Outros títulos do mesmo autor

Crônicas Ano de 2020! Carolina Cortez

Páginas: Primeira Anterior

Publicações de número 61 até 61 de um total de 61.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2021
 
  Textos mais lidos
frase 78 - Anderson C. D. de Oliveira 0 Visitas
O AMOR POR VOCÊ AINDA ESTÁ EM MIM - Alexsandre Soares de Lima 0 Visitas
AMAR É DEIXAR A ALMA CANTAR - Alexsandre Soares de Lima 0 Visitas
frase 71 - Anderson C. D. de Oliveira 0 Visitas

Páginas: Primeira Anterior