Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
UM BACALHAU EM ATLÂNTIDA, A CIDADE ESQUECIDA
Saulo Piva Romero

ERA UMA VEZ ZARBO, UM BACALHAU QUE SAIU DAS ÁGUAS GELADAS DO MAR DA NORUEGA E SEM QUERER ACABOU INDO PARAR NA LENDÁRIA ATLÂNTIDA, A CIDADE ESQUECIDA QUE FOI SUGADA PARA AS PROFUNDEZAS DO OCEANO DEPOIS QUE UM GRANDE TERREMOTO A ATINGIU.
ZARBO NADAVA TRANQUILAMENTE COM A SUA FAMÍLIA QUANDO CAIU NUM BURACO FUNDO CRIADO POR UM REDEMOINHO NO FUNDO DO MAR PROVOCADO POR UMA TEMPESTADE COM VENTOS FORTES QUE SUGOU O BACALHAU PARA DENTRO DELE FAZENDO COM QUE ELE FOSSE PARAR JUSTAMENTE EM ATLÂNTIDA, A CIDADE QUE FOI ESQUECIDA DURANTE MUITO TEMPO PELA CIVILIZAÇÃO.
QUANDO ZARBO CHEGOU LÁ LOGO PERCEBEU QUE SE TRATAVA DE ATLÂNTIDA, A CIDADE PERDIDA E ESQUECIDA. PARA O SEU ESPANTO, ATLÂNTIDA ESTAVA EM PERFEITO ESTADO, SEM NENHUM SINAL DE RUÍNAS, POIS, SÓ HAVIA AFUNDADO PARA UM NÍVEL MAIS ABAIXO DO GIGANTESCO OCEANO.

ZARBO ERA UM BACALHAU MUITO CULTO PORQUE SEMPRE ESTUDOU NAS MELHORES ESCOLAS DA NORUEGA E ELE APRENDEU MUITAS HISTÓRIAS SOBRE A LENDÁRIA CIDADE DE ATLÂNTIDA. ELE SE PERDEU DA SUA FAMÍLIA QUANDO FOI SUGADO PELO BURACO QUE O TRANSPORTOU ATÉ A CIDADE ESQUECIDA.
DEPOIS DE PERCORRER TODA A CIDADE, VIU QUE ATLÂNTIDA HAVIA SE TORNADO UMA CIDADE FANTASMA, POIS, NÃO VIA SINAIS DE SERES VIVOS EM NENHUM LUGAR DA CIDADE.
ATLÂNTIDA ESTAVA COMPLETAMENTE DESERTA, MAS, ZARBO QUE ERA MUITO OBSERVADOR, ENCONTROU UM LINGUADO QUE ESTAVA DENTRO DE UM NAVIO QUE HAVIA SIDO AFUNDADO NA ÉPOCA DO GRANDE TERREMOTO QUE SACUDIU A CIDADE E DESDE AQUELE MOMENTO OS DOIS PEIXES SE TORNARAM GRANDES AMIGOS.
ISSO AJUDOU ZARBO A SUPERAR A SOLIDÃO QUE ESTAVA SENTINDO COM A PERDA DA SUA FAMÍLIA, POIS, LINGUADO AINDA ERA UMA CRIANÇA E ZARBO, O BACALHAU SE APEGOU AO PEIXINHO COMO SE ELE FOSSE SEU FILHO.
ZARBO E SEU FILHO ADOTIVO PASSARAM A MORAR DENTRO DO NAVIO. ENTÃO, ZARBO QUE ERA UM BACALHAU CONTADOR DE HISTÓRIA RESOLVEU CONTAR AO PEQUENO LINGUADO COMO QUE ATLÂNTIDA HAVIA DESAPARECIDO DO MAPA E FICADO ESQUECIDA POR SÉCULOS POR PARTE DA CIVILIZAÇÃO.
ZARBO SENTOU-SE UMA CONFORTÁVEL CADEIRA DE BALANÇO ENCONTRADO EM UMA DE SUAS ANDANÇAS PELOS QUATRO CANTOS DA CIDADE ESQUECIDA E COLOCOU O PEQUENO LINGUADO AO SEU LADO E COMEÇOU A NARRAR A HISTÓRIA DE ATLÂNTIDA ATÉ O SEU DESAPARECIMENTO.
E O PEIXINHO ESCUTAVA A NARRAÇÃO DE SEU PAI DO CORAÇÃO COM MUITA ATENÇÃO, OBSERVANDO ATENTO CADA DETALHE NARRADO COM SEUS OLHINHOS ARREGALADOS E COM MUITA CURIOSIDADE.
ENTÃO, O BACALHAU PERCEBENDO O GRANDE INTERESSE DO PEIXINHO COMEÇOU A NARRAR COM MUITA EMOÇÃO E SENTIMENTO A HISTÓRIA MISTERIOSA DE ATLÂNTIDA.
- “ATLÂNTIDA” ERA UMA POTÊNCIA NAVAL QUE HAVIA CONQUISTADO TERRITÓRIOS DIVERSOS DA ÁFRICA E DA EUROPA.E A CIDADE AFUNDOU NO MAR DEPOIS DE TENTAR CONQUISTAR ATENAS E FALHAR.
A CIDADE ESQUECIDA FICAVA PRÓXIMA ÀS COLUNAS DE HÉRCULES (CONHECIDAS HOJE COMO O ESTREITO DE GIBRALTAR). ELA ERA LUXUOSA COM PAISAGENS BELÍSSIMAS E CHEIA DE PLANÍCIES E FLORESTAS, E COM CIDADES EXTREMAMENTE AVANÇADAS. A CIDADE ERA HARMONIOSA E PACÍFICA ATÉ TEREM DE SE DEFENDER DOS ATAQUES DE OUTRAS CIVILIZAÇÕES.
MAIS TARDE, TOMADOS PELO DESEJO DE MAIS PODER, OS ATLANTES PASSARAM A ATACAR. COM ISSO, TAMBÉM ALTEROU SEU COMPORTAMENTO, QUE AGORA ENVOLVIA LUXÚRIA, GANÂNCIA E MALDADES. DEPOIS DE ATENAS, O REI DOS MARES, POSEIDON TERIA DECIDIDO APLICAR UM CASTIGO À ILHA, AFUNDANDO-A EM UMA SÓ NOITE. DESDE ENTÃO, ELA SE PERDEU PARA SEMPRE.
NOSSA, PORQUE ESSE REI FEZ ESSA MALDADE COM ESSE CIDADE BELÍSSIMA, PAPAI?
PORQUE, POSEIDON ERA EGOÍSTA E MUITO MALVADO E NÃO QUERIA DIVIDI-LA COM MAIS NINGUÉM. ELE SE ACHAVA O DONO DO MAR E DE TUDO O QUE HAVIA DENTRO DELE SÓ DEPOIS DE MUITOS ANOS É QUE POSEIDON ACEITOU DIVIDIR A CIDADE EM DEZ PATES IGUAIS COMO PRESENTE PARA SEUS DEZ FILHOS.
O MAIS VELHO RECEBEU O NOME DE ATLAS, QUE EM GREGO SIGNIFICA SUPORTE E QUE PASSOU A DESIGNAR A ILHA INTEIRA. O TRONO ERA HERDADO PELO FILHO MAIS VELHO DE CADA UM DOS REIS, E O PODER SE CONSERVOU ASSIM DURANTE SÉCULOS. DO QUE SE CONHECIA DESSES TERRITÓRIOS NA ÉPOCA.A CIDADE ERA MUITO RICA E DISPUNHA DE GRANDE QUANTIDADE DE ORICALCO, UMA ESPÉCIE DE LIGA DE METAL MUITO VALIOSA E. LÁ VIVIAM MUITOS ANIMAIS DOMÉSTICOS E SELVAGENS, INCLUINDO ELEFANTES, E A TERRA PROPORCIONAVA GRANDE QUANTIDADE DE FRUTOS. OS REIS TINHAM TODO O PODER SOBRE SEU REINO E FAZIAM A MAIORIA DAS LEIS, PODENDO CASTIGAR E CONDENAR À MORTE QUEM QUISESSEM. CONTUDO, O PODER DE UM REI SOBRE OUTRO ERA FEITO PELAS LEIS DE POSEIDON. UMA INSCRIÇÃO GRAVADA PELOS PRIMEIROS REIS SOBRE UMA COLUNA DE ORICALCO QUE SE ENCONTRAVA NO PALÁCIO DE POSEIDON, NO CENTRO DE ATLÂNTIDA. ORDENAVA QUE ELES SE REUNISSEM PERIODICAMENTE A CADA CINCO OU SEIS ANOS, QUANDO ACONTECIA UM JULGAMENTO. OS REIS FICAVAM SOZINHOS NO SALA DO TRONO DE POSEIDON, ENQUANTO JURAVAM RESPEITAR AS LEIS DO REI POSEIDON. AO ANOITECER, VESTIDOS COM BELAS TÚNICAS, SENTAVAM-SE PARA SEREM JULGADOS UNS PELOS OUTROS. ASSIM ESSES REIS PERMANECERAM DURANTE MUITAS GERAÇÕES LIGADOS ÀS LEIS DO REI DOS MARES MANTINHAM A ORDEM E A JUSTIÇA DA CIDADE.
E O FILHO ADOTIVO DE ZARBO QUE ERA TAMBÉM MUITO INTELIGENTE PERCEBEU QUE A CIDADE EM QUE ELES MORAVAM ERA APENAS UMA LENDA CONTADA E IMAGINADA PELA CIVILIZAÇÃO DURANTE SÉCULOS ATÉ HOJE EM DIA.
ZARBO APENAS HAVIA FEITO UMA VIAGEM PELO TEMPO E QUANDO TERMINOU DE CONTAR A HISTÓRIA DE ATLÂNTIDA E O SEU DESAPARECIMENTO AO PEQUENO LINGUADO SE VIU NOVAMENTE DENTRO DO BURACO CAUSADO PELO REDEMOINHO NO FUNDO DO MAR MAS DESSA VEZ O REDEMOINHO O TROUXE DE VOLTA AS ÁGUAS GELADAS DO MAR DA NORUEGA REENCONTRANDO SUA QUERIDA FAMÍLIA. ASSIM, ZARBO E SUA FAMÍLIA CONTINUARAM O SEU PASSEIO PELAS ÁGUAS GELADAS DO MAR DA NORUEGA TRANQUILAMENTE, POIS, NÃO HÁ NADA MELHOR NESSE MUNDO, DO QUE UM PASSEIO EM FAMÍLIA, POIS, FAMÍLIA QUE NADA UNIDA, PERMANECE UNIDA PARA SEMPRE.


Biografia:
Saulo Piva Romero, professor de Língua Portuguesa e Poeta, 46 anos. Nasceu em São Paulo no dia 9 de março de 1972. Começou a escrever poesias aos 18 anos. É formado em Letras pelas Faculdades Associadas do Ipiranga com Licenciatura Plena em Língua Portuguesa, Inglesa e Literatura.Em 2000 publicou seu primeiro livro Vida, amor e esperança.
Número de vezes que este texto foi lido: 189


Outros títulos do mesmo autor

Contos O REI QUE VENCEU A MORTE Saulo Piva Romero
Contos O BANHO DO HIPOPÓTAMO Saulo Piva Romero
Contos MINHAS ROUPAS ESTENDIDAS NO VARAL Saulo Piva Romero
Contos A MOCINHA DE SUSÃ Saulo Piva Romero
Contos O REI SÁBIO E A CIDADE DOS VALENTES Saulo Piva Romero
Contos O TUBARÃO SURFISTA Saulo Piva Romero
Contos O FANTASMA DA MATEMÁTICA Saulo Piva Romero
Contos ESTÁ CHOVENDO NOVAMENTE Saulo Piva Romero
Contos ANA E PENINA Saulo Piva Romero
Contos NO MUNDO DA LUA Saulo Piva Romero

Páginas: Próxima Última

Publicações de número 1 até 10 de um total de 173.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2019
 
  Textos mais lidos
The crow - The Wiki World - The Crow 58629 Visitas
A Arte De Se Apaixonar - André Henrique Silva 53257 Visitas
Minha namorada - Jose Andrade de Souza 42414 Visitas
haicai - rodrigo ribeiro 39451 Visitas
Reencontro - Jose Andrade de Souza 36075 Visitas
OS ANIMAIS E A SABEDORIA POPULAR - Orlando Batista dos Santos 35476 Visitas
PÃO E CIRCO - Tércio Sthal 34309 Visitas
Amores! - 33775 Visitas
Desabafo - 33388 Visitas
Faça alguém feliz - 32002 Visitas

Páginas: Próxima Última