Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
TREVAS
Ivan de Oliveira Melo

Resumo:
...noite sem luz, trevas...

A noite dorme insone;
Bocejos da madrugada.
A lua ressona acordada
Pelo deserto sem nome.

Estrelas escondem a luz;
No universo, a escuridão
Retrata o silêncio em vão,
Pois os ecos que são azuis

Vomitam o sol quadrado...
A atmosfera fica de lado
E os ventos sopram urtiga.

Coça-se, na bexiga, o éter;
E a urina desce pelo ureter
Invadindo a Terra inimiga!


DE Ivan de Oliveira Melo


Biografia:
Nascido em Recife, em 09/10/1953. Professor de língua portuguesa e literatura. Poeta desde adolescente. Livros publicados: SINFONIA DE AMOR; POESIA, AMOR E VIDA; REFLEXOS; SEARA DE RITMOS; SO...NETANDO.Temas mais comuns em seus versos: o amor, a natureza, o homem, o socia, o cosmos, o metafísico, religiosidade...
Número de vezes que este texto foi lido: 126


Outros títulos do mesmo autor

Poesias RESGATE Ivan de Oliveira Melo
Poesias ORTODOXIA Ivan de Oliveira Melo
Poesias PINGOS LÚDICOS Ivan de Oliveira Melo
Poesias ESMALTE DO TEMPO Ivan de Oliveira Melo
Poesias DESCONEXOS Ivan de Oliveira Melo
Poesias Maria, Mulher Ivan de Oliveira Melo
Poesias HIPOCRISIA Ivan de Oliveira Melo
Poesias MULHER ISOPOR Ivan de Oliveira Melo
Poesias TRANSMUTAÇÕES Ivan de Oliveira Melo
Poesias EXORTAÇÃO Ivan de Oliveira Melo

Páginas: Primeira Anterior Próxima Última

Publicações de número 11 até 20 de um total de 854.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2019
 
  Textos mais lidos
Carta a um amor impossível - Carla (Fada) 30228 Visitas
eu sei quem sou - 30125 Visitas
sei quem sou? - 30096 Visitas
viramundo vai a frança - 30078 Visitas
PSICOLOGIA E DIREITO - Francisco carlos de aguiar neto 30059 Visitas
camaro amarelo - 30040 Visitas
haicai - rodrigo ribeiro 30038 Visitas
MENINA - 30025 Visitas
haicai - rodrigo ribeiro 29988 Visitas
O que e um poema Sinetrico? - 29987 Visitas

Páginas: Primeira Anterior Próxima Última