Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
O SENTIDO DE DOER
DE PAULO FOG
paulo azambuja

Resumo:
EXCELENTE

Senti a forte dor no peito.
        Não era nada grave, somente o peso da injustiça.
      Mais uma vez te fiz de bobo.
        Cultivei outro canteiro da desordem.
          Deixei o rastelo do comprometimento ao léu.
            Semeei somente discordâncias.
          Agora vejo os frutos do amargor.
        Descem goela abaixo riscando minha garganta.
      Não tenho culpa, não houve amor.
        Somente um frescor de pensamento.
          Doentio.
            Não me ponhas ao lado das caveiras de jasmim.
              Quero cruzar o mar de pensamentos vãos.
             Desejo ao homem que ficou para trás.
            Tudo que não conseguiste comigo.
           Amor não é algo tão verdadeiro.
          A mim é quase que descartável.
        O respeito, esse sim eu cobro constantemente.
        Porém nunca lhe dei uma mera que fosse.
       Amostra deste.
        Tão tardio sentimento, querer.
           Me solta aos afagos que acabei de dar.
          Senti a língua quase que frenética aos meus ouvidos.
        Receio, acho, ouvirdes te amo.
        Não, fora somente o som da coruja.
       Esta veio a criar junto de nós.
      Promessas jamais, preferi os gemidos aguçados.
        Como de quê, jovens á procura de um jeito de amar.
          As mãos fizeram quase tudo.
           Só não puderam calar a outra voz.
            O sentimento me levou ao percausso.
              Agora insisto, não fora eu, talvez a minha sombra Augusta.
                                                                     28042019............


Biografia:
gosto de escrever
Número de vezes que este texto foi lido: 28717


Outros títulos do mesmo autor

Poesias lua nua paulo azambuja
Poesias lua nua paulo azambuja
Poesias lua nua paulo azambuja
Poesias lua nua paulo azambuja
Poesias lua nua paulo azambuja
Romance lua nua paulo azambuja

Páginas: Primeira Anterior

Publicações de número 161 até 166 de um total de 166.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2020
 
  Textos mais lidos
Traz - ANDERSON CARMONA DOMINGUES DE OLIVEIRA 0 Visitas
Apraz - ANDERSON CARMONA DOMINGUES DE OLIVEIRA 0 Visitas
CANETA-TINTEIRO - Alexsandre Soares de Lima 0 Visitas
ALMA É O UNIFORME DE QUEM AMA - Alexsandre Soares de Lima 0 Visitas
JARDIM ROMÂNTICO - Alexsandre Soares de Lima 0 Visitas
Com você - Kevin de Oliveira Araujo 0 Visitas
SOU AZUL NO MUNDO CINZA - Alexsandre Soares de Lima 0 Visitas

Páginas: Primeira Anterior