Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
TUDO PASSA, LIA.
BENEDITO JOSÉ CARDOSO

Um dia
Sentei-me à beira mar;
Para contemplar
Um lindo por do sol,
E a água
Que nas pedras batia
Sem parar

Sob o céu ensolarado;
Uma magia….
Lia
Cada verso de teus poemas,
De tuas poesias.
Mas percebia, Lia,
Que algo lhe faltava,
Faltava alegria.

Naquela solidão
Que você escrevia.
Lia!!!
Pouca felicidade existia.

Nos reflexos do sol
Sobre as gotículas
Que formavam
Um arco-íris de cor,
Via pouca alegria

Sob o céu ensolarado;
Uma magia…..
Lia
Cada um dos versos
De teus poemas
E de tuas poesias.
Com as rimas perfeitas.

Mas lhe faltavam cor.
A cor da alegria;
Da emoção;
Da autoestima.

Será por quê Lia?
Será que escrevias, Lia,
Algo tão sofredor?
Se tudo passa, Lia.


Biografia:
"As obras do artista só têm valor, quando consegue atingir a sensibilidade daqueles que entendem"
Número de vezes que este texto foi lido: 28730


Outros títulos do mesmo autor

Cordel “SANTO LICOR” BENEDITO JOSÉ CARDOSO
Crônicas “Um cenário de barbárie” BENEDITO JOSÉ CARDOSO
Cordel A ULTIMA LIGAÇÃO BENEDITO JOSÉ CARDOSO
Cordel “POBRE WALDEMAR” BENEDITO JOSÉ CARDOSO

Páginas: Primeira Anterior

Publicações de número 131 até 134 de um total de 134.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2020
 
  Textos mais lidos
PAZ DA MANHÃ - Alexsandre Soares de Lima 12 Visitas
Graça da Vida - Bia Nahas 12 Visitas
Não Me Olhe Assim - Bia Nahas 9 Visitas

Páginas: Primeira Anterior