Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
Ao Meu Pai - In memoriam.
BENEDITO JOSÉ CARDOSO

Resumo:
A perda de um ente querido é algo imensurável.Ainda não nos acostumamos com a realidade.A todos os pais queridos uma eterna homenagem.


A camisa no ombro e a bermuda desbotada.
Sandálias havainas nos pés,era assim que ele gostava.
Tranquilo e sereno.....Humildade em pessoa.
O talão seu ganha pão e a caneta na mão o jogo apontava.
Sob chuva ou sol; não havia tempo ruim.Pelas ruas ele andava.
Figura ilustre, marido sem mulher, amado, estimado...
Exemplo de honestidade e lealdade.
Amigo sempre presente nas horas incertas.
Naquelas que mais se precisava.
Tantos outros adjetivos são poucos...
Imensuráveis..Quantas saudades.
Pai de todos fostes um só.
Pai de coração.Todos seus filhos.
Que criastes e amastes sem distinção.
Pai verdadeiro; guerreiro. Meu espelho.
Do qual sou agradecido. De tê-lo como exemplo de vida.
Por sua história a qual foi tão bela e linda.
Hoje eternizada Pai, seguindo teu exemplo.
Que hoje repasso aos meus filhos.Ainda em vida











Biografia:
"As obras do artista só têm valor, quando consegue atingir a sensibilidade daqueles que entendem"
Número de vezes que este texto foi lido: 336


Outros títulos do mesmo autor

Poesias Belém do Grão Pará BENEDITO JOSÉ CARDOSO
Cordel “SANTO LICOR” BENEDITO JOSÉ CARDOSO
Crônicas “Um cenário de barbárie” BENEDITO JOSÉ CARDOSO
Cordel A ULTIMA LIGAÇÃO BENEDITO JOSÉ CARDOSO
Cordel “POBRE WALDEMAR” BENEDITO JOSÉ CARDOSO

Páginas: Primeira Anterior

Publicações de número 51 até 55 de um total de 55.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2018
 
  Textos mais lidos
Pensa-dor - Widralino 2 Visitas
Desencontros - Carlos Galdino 1 Visitas

Páginas: Primeira Anterior