Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
Fogo que arde
Ana Mello

Não adianta, não consigo evitar, estou sempre relacionando objetos com pessoas, pessoas com livros, poesias com acontecimentos. Pensava nos versos de Camões, “Amor é fogo que arde sem se ver”, Camões que me perdoe, mas cremação também é fogo que arde sem se ver. A despedida é ali, na frente de todos, depois, sabe lá em que dia – o fogo.
Queimar o corpo e liberar o espírito é coisa dos nossos antepassados e acho que só depois que o homem passou a crer na ressurreição é que trocou o fogo pela inumação.

Muita gente diz que prefere a cremação. Não aceita ficar pagando aluguel de terreno em cemitério, ou que a família fique com este ônus. Assim mesmo a família ou o morto antes de partir, precisa decidir onde quer espargir as cinzas.

Num dos últimos velórios que compareci meu amigo Carlos resolveu fazer uma observação dramática, bem na hora do sepultamento. Olhou para mim sério e lascou:
- Esse espetáculo eu não vou proporcionar para vocês.
Logo perguntei se ele iria nos matar a todos primeiro, temendo um atentado.
Ele respondeu que não, seria cremado. Avisei que não perderia o churrasco, acompanharia até a hora da ignição para ter certeza que não entregariam as cinzas erradas, isso se morrer depois dele.

Aí complicou, ele pediu para espargir as cinzas em Santa Catarina, em Bombinhas, de avião. Já disse que é impossível. Tenho medo de alturas e ainda mais que o avião certamente vai jogar o vento para dentro com as cinzas na minha cara. E se eu abro a boca de pavor?

Prefiro a idéia da tia de uma amiga que pediu para jogar as cinzas em Nova Iorque, com passagem e diárias pagas, é claro.
Enquanto não chegamos a um acordo, combinamos viver.


Biografia:
Para saber mais sobre a autora acesse http://anamello.multiply.com
Número de vezes que este texto foi lido: 28821


Outros títulos do mesmo autor

Poesias Desinfetante Ana Mello
Poesias Desinfetante Ana Mello
Crônicas Fogo que arde Ana Mello
Crônicas Manias Ana Mello
Crônicas Assuntos complicados Ana Mello
Contos Compunção Ana Mello
Contos No elevador - faltou luz Ana Mello
Crônicas Uma voz interior Ana Mello
Crônicas Oficinas e pessoas Ana Mello
Crônicas A verdade está nas unhas Ana Mello

Páginas: Próxima Última

Publicações de número 1 até 10 de um total de 27.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2020
 
  Textos mais lidos
The crow - The Wiki World - The Crow 69403 Visitas
A Arte De Se Apaixonar - André Henrique Silva 55890 Visitas
IHV (IAHU) e ISV (IASHUA) - Gileno Correia dos Santos 47398 Visitas
PÃO E CIRCO - Tércio Sthal 44616 Visitas
Minha namorada - Jose Andrade de Souza 44275 Visitas
Reencontro - Jose Andrade de Souza 43900 Visitas
Amor e Perdão - Amilton Maciel Monteiro 42792 Visitas
OS ANIMAIS E A SABEDORIA POPULAR - Orlando Batista dos Santos 41777 Visitas
haicai - rodrigo ribeiro 41527 Visitas
viramundo vai a frança - 40964 Visitas

Páginas: Próxima Última