Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
Extemporânea
Talin Sangrato

Não posso mudar o tempo
Mesmo assim seria inútil
Não acredito em destino
Nem gosto de pensar em coincidência
Por que você tinha de ter aparecido
E iria aparecer de qualquer jeito
Mas não seria a mesma coisa

O problema é o tempo
Viajamos errado
E essa única chance
Porque só há uma vida
É desperdiçada
É impossível
É errada

Nessa única chance
A única

Nada podemos falar
Nada podemos fazer
Nada podemos sentir

Ninguém podemos amar
Como nos amaríamos
Por que não conseguimos amar a nós mesmos
Depois amar outros

Pois não nos perdoamos
Porque o tempo não nos perdoou
A culpa não é nossa
Mas nos atormentaremos para sempre

É a única chance
Era
E sempre será
Eu nunca poderia
Você nunca poderá
Toda essa indignação
Todos os dias
Como aguentamos?

Sempre vou pensar na minha vida
Daí
Do seu lado
Na sua frente
Não apenas dentro de você
E se eu arriscasse?
Não há como arriscar
Não há como aguentar
Vamos seguir
Mortos em espírito
Vivos em corpo
Mesmo que até nisso
Nós nos precisamos


Biografia:
Alguém que não tem o que contar de si mesmo, que escreve só pra si e até hoje não sabe porque compartilha. Se quiser mandar recado direto pra mim e-mail tefhanbowt@hotmail.com
Número de vezes que este texto foi lido: 28635


Outros títulos do mesmo autor

Poesias Iria para qualquer lugar com você Talin Sangrato
Poesias Ela sempre volta Talin Sangrato
Crônicas Viagem de caronas Talin Sangrato
Poesias Extemporânea Talin Sangrato
Poesias Pulei contra um trem Talin Sangrato


Publicações de número 1 até 5 de um total de 5.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2020
 
  Textos mais lidos
Vivo com.. - 32887 Visitas
CÉREBRO HUMANO - Tércio Sthal 32461 Visitas
Carta a um amor impossível - Carla (Fada) 32068 Visitas
eu sei quem sou - 31977 Visitas
camaro amarelo - 31854 Visitas
sei quem sou? - 31810 Visitas
MENINA - 31701 Visitas
viramundo vai a frança - 31670 Visitas
O que e um poema Sinetrico? - 31658 Visitas
A menina e o desenho - 31636 Visitas

Páginas: Primeira Anterior Próxima Última