Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
caso a caso 8 ioneaz
giovanna
paulo azambuja

Resumo:
livrão

Giovanna sai cedo da casa, com a bolsa , mochila nas costas entra no táxi, ja em movimento vê ao longe Alfredo, põe a cabeça para fora do veiculo e grita.
- Adeus Alfredo.
- Tchau, cuide-se. Ela acena para ele, ja no caminho confere seus pertences na bolsa dando falta de um pingente que tinha na correntinha.
Alfredo acende um cigarro de fumo e ao mexer no bolso da calça, tira o pingente de Giovanna, levando a altura dos olhos.
- Logo nos veremos, logo saberá o preço de alguns segredos. Aperta forte fechando a mão, dentro o pingente.
- Ah, quando voltar vamos fazer uma brincadeira bem interessante.
Ele vai até um barracão onde ao abrir a porta olha para sua coleção de facas, facões, ferramentas de caça, mesas com marcas de corte e ainda sujas de sangue.
Giovanna desce do carro frente a uma viela numa comunidade, entra num casbre onde uma mulher loira aguarda.
- Meu nome é Jacintha, Augusto me falou de você, tem comida, cama e roupas limpas.
- Quem lhe disse que vou ficar aqui, achei que o encontraria aqui e seguiríamos para um hotel.
- Isso é com ele, o que me pediu eu fiz, tem um celular tocando.
Ela vai até a mesa pega o aparelho.
- Oi.
- Preste atenção, amanhã bem cedo te quero neste endereço. Giovanna anota o local dito e quando vai reclamar da acomodação a ligação é encerrada.
- Pelo jeito vou ter que passar a noite por aqui.
- Boa noite. Jacintha sai deixando Giovanna pensativa.
Augusto prepara um drink, deputado entra na sala acompanhado de sua esposa.
- Alexandra, que prazer recebe-la.
- Sabe se quero ficar junto de meu esposo tenho que vir atrás dele.
- Faz bem, Brasília é um tanto cansativa ás vezes.
- Já não moro mais lá.
- Não?
- Não, Flávio me comprou uma fazenda em Goiás, lindissima quero você lá no próximo mês, casamento de Anália.
- Anália?
- Sim, minha irmã mais nova, a caçula, casa-se com um filho do governador de Goiás.
- Que sorte, a família esta ficando cada vez mais federal.
- Isso é o quê nosso pai queria.
Flávio aproveita a conversa, segue para o quarto tranca a porta liga para Andressa.
- Suspenda a festinha de hoje, tem companhia.
- Entendi. ele desliga retornando para a sala onde Alexandra prepara um drink para Augusto.
- E o meu?
- Para já querido.
Andressa bate na porta de Margot.
- Hoje não terá o seu deputado.
- O que houve?
- Mulher.
- Aquela safada.
- Mas é a mulher dele e você sabe quando elas entram na história nós somos o resto.
26/09/2016
CASO A CASO A HISTÓRIA DE SUCESSO

Margot toma várias doses de bebidas, sobe para o quarto acompanhada de um organizador de campanha política para governador.
- Você hoje esta mais bela que nunca.
- Vamos, tire a roupa.
- Nossa apressadinha hein.
- Vamos tire. O homem dos seus 35 anos começa a tirar a roupa, ela cambaleia indo para o banheiro onde tenta retocar a maquiagem mas erra feio devido ao tremor nas mãos.
- Estou pronto.
- Eu também. Ela vai para a cama ja de trajes íntimos o homem a olha-la, quando ela fica rosto com rosto não consegue segurar e vômita no homem.
- Sua vagabunda. O cara a empurra ela ja sem controle algum rola da cama caindo, bate a cabeça no canto de um criado mudo, sangue escorre, ele se desespera e enrolado no lençol desce as escadas, Andressa que estava subindo o bloqueia fazendo voltar, mas boa parte dos que estão na sala ouve.
- Ela esta morta.
- Que morta, ela só desmaiou do acidente. Andressa com auxilio do segurança levanta Margot do chão colocando-a na cama.
- Pronto ela ja esta mais confortável. Ela pede para que todos saiam, arruma os travesseiros para a mulher e pega as roupas do cliente, saindo entra no outro quarto onde o homem espera.
- Ela esta viva?
- Sim, bêbada e viva, fique tranquilo, sua despesa esta paga e ainda tem alguns créditos.
- Quero minha roupa.
- Aqui. O homem se veste sob o olhar de Andressa que após ver o homem mais calmo sai, nisso uma morena alta, olhos verdes entra no quarto.
- O que você quer?
- Andressa me mandou.
- Tudo bem, mais hoje e agora eu quero é sair daqui.
- Certo, te acompanho.
- Tudo bem. O casal desce as escadas na sala o ambiente mantêm a alegria, mulheres fazendo dança e tirando a roupa sob luzes coloridas, Andressa vai até eles.
28/09/2016
CASO A CASO A MELHOR HISTÓRIA DO BLOG
ricardosacaninhag.zip.net

- Mellissa pode acompanha-lo até seu hotel.
- Não ha necessidade.
- Mais uma vez lhe peço desculpas.
- Certo. Ele sai deixando a garota na porta que estende os braços como que sem saber o que fazer, Andressa faz sinal para que ela vá para as tendas da área externa.
Logo cedo Giovanna toma banho, escova os dentes, arrumando seu cabelo, Jacintha bate na porta entrando com algumas sacolas.
- Bom dia.
- bom.
- TRouxe uns pães, margarina.
- Obrigado.
Ela vai para uma mesa e faz o desjejum.
- Vai sair?
- Sim, daqui a pouco.
- Augusto não me disse se voltaria.
- Sim eu volto, vou deixar minhas coisas, posso?
- Claro, tudo certo. Jacintha sai dizendo para ela onde deixar a chave.
- Tudo bem.
Giovanna termina o café e faz uma ligação, momentos após um táxi para frente ao lugar ela entra.
- Para onde?
- Neste endereço por favor. O carro segue por ruas e avenidas, pega uma rodovia parando num local onde fora um posto rodoviário. Ao descer ela vê Augusto ao longe falando ao celular.
- Olá.
- Olá esta preparada para a segunda fase?
- Agora.
- Então fará o seguinte...
Giovanna ouve a tudo com atenção e logo após Augusto se despede.
- Este cara tem ódio até em seu caminhar. Ela diz em voz alta, mas sem ninguém ali fora ela, segue para a rodovia onde faz uma ligação, minutos após entra no táxi.
- Me deixe neste local.
- Sim senhora.
Giovanna para frente a um velho sobrado numa cidade do interior, bate a porta.
- Pois não.
- Hortência, está?
- Sim, me acompanhe.
Ela acompanha o jovem com traços e jeitos femininos.
- D. Hortência tem visita?
- Quem vem neste lugar a uma hora dessa do dia, que não seja macho pois não tem nenhuma guria por aqui agora?
- Fique calma, vim negociar contigo.
Hortência dá sinal para Giovan para que saia, deixando ela e Giovanna a sós.
- Quanto tempo hein, pelo jeito o mundo lhe fez bem?
- Bem melhor do que este muquifo .
- Veio me humilhar de novo?
- Tenho algo ou melhor uma proposta que vai te deixar muito alegre.
- Então me faça sorrir.
28/09/2016
CASO A CASO A NOVELA QUE É FERA AQUI NO BLOG
texto de ioneaz


Biografia:
gosto de escrever
Número de vezes que este texto foi lido: 28798


Outros títulos do mesmo autor

Romance estrada de aço 20 novel livre 12anos paulo azambuja
Contos ESTRADA DE AÇO 19 NOVEL LIVRE 12 ANOS paulo azambuja
Contos ESTRADA DE AÇO 18 NOVEL LIVRE 12 ANOS paulo azambuja
Contos ESTRADA DE AÇO 17 NOVEL LIVRE 12 ANOS paulo azambuja
Contos ESTRADA DE AÇO 16 NOVEL LIVRE 12 ANOS paulo azambuja
Contos ESTRADA DE AÇO 15 NOVEL LIVRE 12 ANOS paulo azambuja
Contos ESTRADA DE AÇO 14 NOVEL LIVRE 12 ANOS paulo azambuja
Contos ESTRADA DE AÇO 13 NOVEL LIVRE 12 ANOS paulo azambuja
Poesias EDIVIRGENS E SUAS ATITUDES paulo azambuja
Contos ESTRADA DE AÇO 12 NOVEL LIVRE 12 ANOS paulo azambuja

Páginas: Próxima Última

Publicações de número 1 até 10 de um total de 166.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2020
 
  Textos mais lidos
The crow - The Wiki World - The Crow 69565 Visitas
A Arte De Se Apaixonar - André Henrique Silva 55951 Visitas
IHV (IAHU) e ISV (IASHUA) - Gileno Correia dos Santos 48862 Visitas
PÃO E CIRCO - Tércio Sthal 44683 Visitas
Minha namorada - Jose Andrade de Souza 44324 Visitas
Reencontro - Jose Andrade de Souza 43942 Visitas
viramundo vai a frança - 43619 Visitas
Amor e Perdão - Amilton Maciel Monteiro 43342 Visitas
OS ANIMAIS E A SABEDORIA POPULAR - Orlando Batista dos Santos 41958 Visitas
haicai - rodrigo ribeiro 41581 Visitas

Páginas: Próxima Última