Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
caso a caso
1
paulo azambuja

Resumo:
bom livro

Leonardo chega de carro, descendo frente a sua casa onde Jorge o jardineiro cuida do roseiral, Marcela vem a porta, abre os braços para o irmão mais velho.
- Quando chegara?
- Ontem á noite.
- Me desculpe meu irmão, mas cheguei da faculdade e fui direto para a casa de Sofia de lá fomos...
- Tudo bem, já entendi, esta perdoada.
Os irmãos entram abraçados na grande casa, na sala Cecília o aguarda.
- Oi Cecília, faz tempo que esta aqui?
- Não deve ter uns 20 minutos.
- Quer falar comigo?
- Sim. Leonardo a leva para o escritório onde ele senta numa poltrona e ela num sofá.
- E então?
- João quer renegociar a dívida.
- Não posso mais interver, ele desacatou Cláudio, pior na casa dele.
- Estava bêbado.
- Eu entendo, mas Cláudio não.
- Por favor, chega daqui alguns dias, papai, pior vem de mudança.
- Que bom, então os bons tempos retornarão.
- Sabe que não, quando meu pai souber de todas as dívidas que ele contraiu com certeza o deserdará.
- Bem, espere Leonardo faz uma ligação frente a Cecília após poucos minutos termina a ligação.
- E o que decidiram?
- Ele vai esperar mais 15 dias, mas depois ele quer o valor total.
- Sim, muito obrigado.
- Obrigado nada, agora quero que arranje um encontro com aquela tua prima, a Laura.
- Laura?
- Sim.
- Mas Laura ainda é jovem, por favor, tenho outras primas, amigas.
- Quero ela.
- Verei o que posso fazer.
- Não verás, fazerá.
- Sim. Leonardo beija a costa da mão de Cecília saindo do escritório, na sala Marcela toma chá, na companhia de Helanna.
- Ora minha irmã, quem é esta sua nova amiga?
- Helanna Ribeiro, você não o conhece veio para a cidade assim que você foi para o RJ.
- Prazer Leonardo.
- Prazer Helanna.
A moça olha para ele com seus olhos azuis, corpo formoso, boa estatura, deixa Leonardo a encantar-se com a moça.
Cecília retorna a sala e despede-se de todos, saindo, Marcela estranha a atitude da amiga tenta falar com ela mas não tem atenção.
- O que aconteceu com ela?
- Como sempre, problemas com o irmão.
- Ainda insiste no vicio?
- Como um louco mas deixamos isso para depois melhor falarmos de coisas mais agradáveis.
- Sim, excelente idéia. Diz Helanna aos irmãos e todos riem.
08/09/2016
Leonardo sai da cama, coloca uma sunga e vai para a sacada, num pulo entra na água da piscina, Filomena traz uma bandeija com café da manhã e deixa na mesa á beira, ele sai da piscina correndo abraça Filo por trás lhe dando um beijo na nuca.
- O menino abusado, você hein.
- Ah Filo, tava morrendo de vontade do seu café.
- E de mim?
- Também bobinha, sabe que eu te amo. Filomena trabalha para a família a uns 15 anos portanto quando chegara na casa, Leonardo tinha 7 anos.
- Preciso de um favor.
- Quem é a periguete da vez?
- Você sempre sabe, não, aquele esquema.
- Quando você vai aprender ja esta na hora de você se casar.
- Tá mais agora não.
- Pode deixar eu dou meu jeito. Eles ainda ficam de brincadeiras, Filo entra na casa deixando o patrão a tomar o café e sobe para o quarto.
- Bom dia. Ela puxa o lençol e abre as cortinas do quarto, na cama uma ruiva de maquiagem borrada meio que acordando lhe olha de jeito nervoso.
- O que faz aqui, vou ter de contar para seu patrão.
- Ah sim, você vai, vai levantar, lavar o rosto, vestir-se e sair.
- Não vou mesmo.
- Vai sim.
- Quero ver o Leonardo. Filo tira do bolso do avental um punhado de dinherio e coloca ao lado da mulher na cama.
- Aqui esta seu pagamento, saia pela porta principal logo, antes que a irmã dele acorde.
- Mas...
- Se demorar terá de sair pela porta de serviço.
- Tudo bem, me dê uns 20 minutos.
- Não 5 minutos.
- Esta certo. Momentos depois Filo fecha o portão, deixando a mulher a espera do táxi que foi pedido, ja na sala Marcela indaga:
- É mais uma conquista de meu irmão?
- Sim, daquelas. Elas riem, Leonardo surge já de social dá um beijo na testa de sua irmã.
- Vamos para a loja?
- Sim. Se despedem de Filo e saem no carro dele. No estacionamento do Shopping Brilhante, eles descem e entram neste, ja logo nos primeiros Box param frente a uma porta dupla em vidro, ele abre os cadeados de baixo e a fechadura ao entrarem, Marcela desliga o alarme e aciona um outro sistema de segurança.
Poucos minutos depois entram as 3 funcionárias do local, Marcela vai a elas e iniciam um papo, leonardo do escritório ja inicia o trabalho e comanda outras 3 unidades dali.
- O sr me chamou?
- Sim.
- O que eu fiz de errado?
- Nada, sabe Fabiana, estive conversando com Marcela e ela me falou muito bem de você.
- D. Marcela é uma pessoa muito legal.
- Sim eu sei, mas aqui agora estamos a decidir sobre você.
- Por favor sr. Leonardo não me demita eu tenho filho.
- Calma, pelo contrário, sente vamos discutir .
- Discutir o quê?
- Seu novo salário.
- Novo salário, como assim?
- Sim, seu salário de gerente. Fabiana não consegue conter a alegria dá volta a mesa e surpreende Leonardo com um abraço, aperto de mão.
- Obrigado sr Leonardo, não vai se arrepender, farei tudo certo.
- Sim temos certeza. Fabiana fica envergonhada e sai do local com o conssentimento dele, ja na área da loja ela conta para as colegas que confraternizam com ela, Marcela entra no escritório.
- E então ela gostou?
- Acho que sim. Eles veem a alegria dela pelo vidro.
Cecília para o carro frente a uma casa de tamanho majistral, entra por um caminho ladeado de pingos de ouro, ao fim deste uma varanda bem ornada e cuidada, nela uma senhora morena faz a limpeza.
- Oi poderia chamar a Andressa?
- Sim, queira sentar ou quer entrar?
- Não obrigada, espero aqui. Minutos depois Andressa surge num vestido lilás trazendo no cabelo um prendedor em formato de borboleta.
- Oi Cecília.
- Oi Andressa, precisamos de seus serviços.
- O que foi desta vez?
- O Leonardo.
- Imaginei. Cecília conta a ela sobre o caso de Laura.
- Não sei se ele vai cair nessa.
- Tem de cair.
- E se não der certo?
- Ai, vamos todos ficar mal.
- Por que não diz a ele que Laura esta compromissada.
- Ele não entende, o que ele quer, ele quer, ainda mais depois de ter pedido o que fiz, ele nunca vai recuar.
- Tá tudo bem.
- Sabia que poderia contar com você.
- Mas quero a metade.
- Não seja por isso, tome.   Andressa pega o valor que Cecília lhe dá, conta na frente dela.
- Certo.
- Tudo certo. Cecília sai dali, deixando Andressa parada olhando sua saída, vai a porta entrando na sala onde 3 garotas estão abraçadas a homens, som de música eletrônica, passa por um corredor algumas outras correm seguidas de rapazes só de cuecas.
- Giovanna, cadê você?
- Me chamou? A moça vem a ela só de traje intímo.
- Sim, corra vá se arrumar temos que comprar algo para ti.
- Serviço de luxo?
- Sim, alto luxo. A mulher sorri e Andressa segue para a cozinha, toma água, come um sanduiche preparado por Dalva, sua funcionária de limpeza.
- Nossa esta divino Dalva.
- Obrigado Andressa.
- Ah, não esqueça, leve todos os doces para sua casa e hoje não precisa ficar mais tarde.
- Sim, obrigado. Andressa segue para o escritório onde faz alguns calculos.
Cecília deixa sua bolsa na cama, pega o celular e liga para Fabiana.
- E ai deu certo?
- Sim.
- Será que ele vai desconfiar?
- Esperamos que não, tem de fazer do jeito que combinamos.
- Tenho medo de Rogério descobrir.
- Fique tranquila não tem como, já pensei nisto.
- O que pensou?
- Isto falaremos mais tarde, no restaurante.
- Sim.
Ela desliga o celular, indo para o banheiro onde toma banho, sai enrolada na toalha e encontra na cama, um rapaz todo malhado, moreno claro só de cuecas.
- O que é isso, ficou louco.
- Louco por você. Cecília tira a toalha e cai em cima de Ronaldo, o motorista da família.
Ronaldo veste o uniforme e Cecília termina a maquiagem, ele sai do quarto, olhando para ver se alguém os observa.
12/09/2016

Andressa sai do shopping na companhia de Giovanna com algumas sacolas de uma loja de roupas de griffe.
- Muito obrigada, adorei tudo.
- Quem tem de gostar é o sr deputado.
- Vai mesmo me deixar atende-lo?
- Sim. Giovanna se alegra e faz uma dancinha no caminho do estacionamento.
Ja dentro do carro, Andressa conduz o veiculo até sua casa onde aciona o portão elétrico, aberto ela entra, mais a frente após 2 pequenos jardins ouve-se música tocada ao violão, elas descem ao chegar a beira da piscina em forma de coração, várias garotas e homens em trajes de banho.
Andressa passeia por entre eles, alegres, bebidas, cigarros e outros aditivos que o local e a ocasião de certo modo sugere. Margot uma loira, alta, cabelos bem tratados, olhos de um azul que faz qualquer homem se debruçar diante a sua beleza.
- Andressa quero falar contigo.
- Pois diga.
- Que papo é esse de passar o deputado para a Gio?
- Ah, ja te avisaram?
- Sim e não gostei nadinha.
- Olha aqui, você não tem que gostar, se Giovanna agora é a da vez é por que ele quer, ele a quer.
- Mentira, você diz isso por que sabe que ele me ama. Andressa pega no braço de Margot levando-a para uma tenda de massagem.
- Ja chega quem você pensa que é, você é uma qualquer, uma á toa.
- Ninguém nunca me chamou assim.
- Não na tua frente, mas te garanto pelas costas, nomes, adjetivos bem piores ja recebeste.
- Por que diz isto?
- Margot não sou eu quem criou este sistema, sim eles, os clientes, eles são o ouro, a prata, bronze, nós somos apenas servidoras pagas e ainda por cima substituiveis a qualquer momento deste jogo.

CASO A CASO SUA NOVA EMOÇÃO
- Ele me ama.
- Pode até te amar, mas na real ele agora quer provar outra carne, e pode, você sabe disso.
- Tudo bem. Andressa abraça Margot que chora um lamento. Uma morena clara entra na tenda, perguntando se pode usa-la, elas saem no momento em que um homem entra puxado pela funcionária que tira a parte de cima de seu biquini.
No quarto Andressa troca de roupa, colocando um vestido vermelho com um decote fundo nas costas. Saindo de volta a piscina um sr. a rodeia com galanteios que ela atende e logo este a envolve na cintura com seu braço.
Leonardo fecha a loja, Marcela junto das funcionárias rumam a lanchonete mais próxima e tomam sucos.
Ja em casa, Leonardo sobe para seu quarto toma banho, sai do box secando o cabelo pega o telefone e liga para Cecília.
- Oi Cecília.
- Oi Leonardo.
- Então tudo certo o que lhe pedi?
- Sim.
- Será hoje?
- Calma, também não é assim.
- Quando então, não estou afim de esperar?
- Amanhã.
- Melhor assim.
- Vou lhe passar o local. Cecília passa os detalhes para Leonardo que deitado na cama, anota tudo num bloco, terminado a ligação, nú levanta da cama, abre o armário vestindo uma cueca box preta.
No aeroporto em Madri Espanha, Luis e Andóra entregam as passagens e faz o checking, indo para o local de embarque.
- Como eles vão reagir com nossa volta assim tão inesperada.
- Tudo menos inesperada, Andóra, eles tem que nos aceitar e pronto e algo me diz que aquele nosso filho aprontou algo tão ruim ou pior que da ultima vez.
- Já vamos saber.
- Mas só que desta vez, vai me deixar agir, Andóra ele não é mais criança.
- Sim, eu sei.
- Posso contar contigo?
- Sim, cansei de defende-lo.
13/09/2016

CASO A CASO MAIS UM SUCESSO AQUI NO BLOG


Biografia:
gosto de escrever
Número de vezes que este texto foi lido: 28779


Outros títulos do mesmo autor

Romance estrada de aço 20 novel livre 12anos paulo azambuja
Contos ESTRADA DE AÇO 19 NOVEL LIVRE 12 ANOS paulo azambuja
Contos ESTRADA DE AÇO 18 NOVEL LIVRE 12 ANOS paulo azambuja
Contos ESTRADA DE AÇO 17 NOVEL LIVRE 12 ANOS paulo azambuja
Contos ESTRADA DE AÇO 16 NOVEL LIVRE 12 ANOS paulo azambuja
Contos ESTRADA DE AÇO 15 NOVEL LIVRE 12 ANOS paulo azambuja
Contos ESTRADA DE AÇO 14 NOVEL LIVRE 12 ANOS paulo azambuja
Contos ESTRADA DE AÇO 13 NOVEL LIVRE 12 ANOS paulo azambuja
Poesias EDIVIRGENS E SUAS ATITUDES paulo azambuja
Contos ESTRADA DE AÇO 12 NOVEL LIVRE 12 ANOS paulo azambuja

Páginas: Próxima Última

Publicações de número 1 até 10 de um total de 166.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2020
 
  Textos mais lidos
The crow - The Wiki World - The Crow 69565 Visitas
A Arte De Se Apaixonar - André Henrique Silva 55953 Visitas
IHV (IAHU) e ISV (IASHUA) - Gileno Correia dos Santos 48863 Visitas
PÃO E CIRCO - Tércio Sthal 44683 Visitas
Minha namorada - Jose Andrade de Souza 44324 Visitas
Reencontro - Jose Andrade de Souza 43942 Visitas
viramundo vai a frança - 43637 Visitas
Amor e Perdão - Amilton Maciel Monteiro 43348 Visitas
OS ANIMAIS E A SABEDORIA POPULAR - Orlando Batista dos Santos 41958 Visitas
haicai - rodrigo ribeiro 41581 Visitas

Páginas: Próxima Última