Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
TROVAS.
Trovas e mais trovas, sem provas...
MARCO AURÉLIO BICALHO DE ABREU CHAGAS

Resumo:
As trovas têm uma sonoridade suave do cancioneiro...

TROVAS

O Princípio e o Fim
          (com relação à matéria)

Tudo é efêmero no mundo,
infelizmente é assim:
A vida traz no seu fundo
Desde o início, o próprio fim.
               ***

Cores verdes e amarelas,
Cheias de grande fulgor
Estas cores representam,
A paz, a vida e o amor.
               ***
Natureza, ó natureza,
tantas cousas tens de belo.
Pareces uma princesa
Invencível na beleza.
               ***

Mundo cruel, mundo incerto,
Esta terra onde nascemos!
Poucos encaram de perto
Esta esfera em que vivemos.

               ***

Ó chuva que leva e traz
Em cada gota uma dor,
Leve a lembraça fugaz
De meu infeliz amor.
               ***

Hoje minhas lembranças
Estão a borbulhar
Os dias de infância
Que estou a meditar.

                    Lembro-me claramente
                    Como se fosse agora
                    Daqueles dias lindos
                    Os quais vivi outrora.

                         ***

Quando a amizade é sincera
Procuremos cultivá-la
Mas quando não é sincera
Tratemos de dispersá-la.

               ***

Simples, singela e formosa
Da natureza és princesa;
Do jardim a mais mimosa
És tu, rosa, com certeza.
               ***

Como é bela a juventude,
Botão a desabrochar
No canteiro da virtude,
No jardim do bem-amar.
                         ***



Biografia:
Advogado especialista nas áreas comercial e tributária. Foi consultor jurídico da ACMINAS – ASSOCIAÇÃO COMERCIAL DE MINAS. Sócio do CUNHA PEREIRA & ABREU CHAGAS – Advogados Associados. Curador Especial nomeado por Juízes Federais e Estaduais. Atua junto aos TRIBUNAIS SUPERIORES. Assessor do SIM – INSTITUTO DE GESTÃO FISCAL. marcoaureliochagas@gmail.com
Número de vezes que este texto foi lido: 55035


Outros títulos do mesmo autor

Poesias TROVINHAS INSPIRADAS NUMA NOVA CULTURA Marco Aurélio Bicalho de Abreu Chagas
Poesias A PALAVRA CRISE Marco Aurélio Bicalho de Abreu Chagas
Poesias A VINCULAÇÃO CONSCIENTE COM O CRIADOR Marco Aurélio Bicalho de Abreu Chagas
Poesias O PROGRESSO e outros temas Marco Aurélio Bicalho de Abreu Chagas
Poesias INTUIÇÃO e outros poemas Marco Aurélio Bicalho de Abreu Chagas
Poesias A VIDA E OUTROS TEMAS... Marco Aurélio Bicalho de Abreu Chagas
Poesias PODAR A ÁRVORE Marco Aurélio Bicalho de Abreu Chagas
Poesias TRÊS CARACTERES DA FORÇA; ADAPTAÇÃO; O FATALISMO Marco Aurélio Bicalho de Abreu Chagas
Poesias O TRAVESSEIRO e outros assuntos Marco Aurélio Bicalho de Abreu Chagas
Poesias BLOQUEIO MORAL; VAGA-SE PELO MUNDO... Marco Aurélio Bicalho de Abreu Chagas

Páginas: Primeira Anterior Próxima Última

Publicações de número 11 até 20 de um total de 131.


escrita@komedi.com.br © 2024
 
  Textos mais lidos
A FARSA DA USURA - fabio espirito santo 55301 Visitas
O Senhor dos Sonhos - Sérgio Vale 55292 Visitas
Jazz (ou Música e Tomates) - Sérgio Vale 55268 Visitas
A Magia dos Poemas - Sérgio Simka 55249 Visitas
amor feito desejo... - natalia nuno 55249 Visitas
A margarida que falou por 30 dias - Condorcet Aranha 55245 Visitas
A calça preta - Condorcet Aranha 55241 Visitas
Amores! - 55232 Visitas
Menino de rua - Condorcet Aranha 55227 Visitas
A FORMIGUINHA - Jonas de Barros Vasconcelos 55211 Visitas

Páginas: Primeira Anterior Próxima Última