Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
Boca Murcha
Carlos Vagner de Camargo

Resumo:
Este poema retrata a velhice, a juventude, o velho que se vai dando lugar ao novo que chega. Contrastes e nuanças de um tremendo paradoxo. A beleza estética em contrapartida da beleza interior.

A flor é beijada pela boca
Murcha que desmancha a vida
Em pétalas de seda e palavras-corrente.

Que decepa o broto em caule espinhoso
Ungindo o tempo que resta ao que
Está velho, dando passagem ao novo que vem,
Movendo o alvorecer com punho próprio.

Traz a passagem, o trânsito no seio
E a nova virgem que chega com sua boca sedosa

Ama intensamente seu primeiro estágio
Maturando outra flor, para um novo tempo,
Antes que seja-lhe tirado o título de anjo.


Biografia:
Sou paulista nascido em Ilha Solteira, interior de SP, formado em Letras Licenciatura Plena pelo Centro Universitário Assunção UniFAI, tenho 35 anos e estou para começar a lecionar no meio público e privado de ensino fundamental e médio. Sou músico,canto, toco, fui tenor do Coral Sagrado Coração de Jesus em Três Lagoas-MS, Sempre escrevi muito, lia muito, hoje dois anos após minha formatura, estou retomando a todo o gás o gosto pela leitura. Amo Shakspeare, mas leio de tudo, desde tratado filosóficos a textos de Zola, Tolstoi entre outros grandes. Tenho poemas publicados pelo site da UniABC (onde atualmente trabalho), pelo professor Sérgio Simka no link http://grupodeescritoresdauniabc.uniblog.com.br/ Ainda não sou conhecido, mas espero em breve sê-lo.
Número de vezes que este texto foi lido: 35035


Outros títulos do mesmo autor

Poesias Indecisão Carlos Vagner de Camargo
Poesias Conspiração do Caos Carlos Vagner de Camargo
Poesias Metamorfose em cabos ópticos Carlos Vagner de Camargo
Poesias Almas gêmeas Carlos Vagner de Camargo
Poesias Caminhos pelos quais andei Carlos Vagner de Camargo
Poesias Mito da Caverna Carlos Vagner de Camargo
Poesias Negro Céu Carlos Vagner de Camargo
Poesias Girassol Carlos Vagner de Camargo
Poesias Lata de Lixo Carlos Vagner de Camargo
Poesias Almas Gêmeas Carlos Vagner de Camargo

Páginas: Primeira Anterior Próxima Última

Publicações de número 31 até 40 de um total de 68.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2021
 
  Textos mais lidos
Coca Cola - Patricia Munhoz e Silva 35063 Visitas
ENLACE - Alexsandre Soares de Lima 35060 Visitas
A Homeopatia e a Obesidade - Eliete M M Fagundes 35060 Visitas
A Arte De Se Apaixonar - André Henrique Silva 35060 Visitas
A menina e o desenho - 35060 Visitas
Jornada pela falha - José Raphael Daher 35060 Visitas
PROJETO DE PESQUISA: HIPERATIVIDADE - Ismael Monteiro 35059 Visitas
EVA - Enoc Borges 35059 Visitas
Origens da Bandeira do Brasil - Marco Antonio Cruz Filho 35059 Visitas
Céu Azul - Diego de Oliveira 35058 Visitas

Páginas: Primeira Anterior Próxima Última