Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
O BOLO DE GIRASSÓIS
ELLEN RAQUEL LIMA SANTANA

Resumo:
Algo inesperado ocorre no dia do casamento com o bolo de girassóis

O BOLO DE GIRASSÓIS

Kimberly estava muito feliz naquela tarde. Ela pulava, cantava e dançava de tão alegre que estava. Finalmente, o grande sonho da sua vida inteira se tornaria realidade. Ela ia se casar com Edward. Oh, Edward! Tão gentil e amável, tão fofo quanto o Edward de Elinor, da Jane Austen. Ela nem podia acreditar. Agora, faltavam apenas algumas horas e depois de todo o estresse da organização do casamento, ela só queria uns minutos de paz e sossego.
Enquanto a cabeleireira do salão de noivas hidratava seu cabelo, o telefone toca. Quem será? – ela pensa, preocupada. Quando pega o celular, vê o nome de Lizzie, a moça responsável pelo bolo do casamento. Aquele bolo lindo com girassóis.
- Oi, Lizzie! Tudo bem por aí? Algum problema com o bolo?
- Kimberly, nem sei como lhe dizer. Tivemos um pequeno imprevisto com o bolo.
- Lizzie, lizzie, o que aconteceu? Pode falar tudo. – diz Kimberly, já nervosa.
- Então... O bolo já estava prontinho, e ele ficou tão lindo com os girassóis ao redor. Você tinha que ver. Ainda bem que tirei foto antes. Como hoje está muito quente, deixei o bolo em cima da mesa da cozinha, perto da janela, enquanto ia ao banheiro, e adivinha só quem apareceu... Os beija-flores, meus amiguinhos que sempre vêm me visitar à tarde. Você lembra deles, né? Pois é, deram logo com os girassóis, e pensando que eram de verdade, bicaram o bolo todinho. Tentei espantá-los assim que os vi, mas foi tarde demais.
Kimberly não conseguia acreditar no que estava ouvindo. E agora? Um casamento sem bolo não era um casamento. Mas, já eram 16h. O casamento estava marcado para 19h. Como fazer um outro bolo de 3 andares em menos 3 horas? Não tinha como.
- Kimberly, você tá aí ainda?
- Tô sim, Lizzie. O que vamos fazer agora? Não posso ficar sem bolo.
- Eu sei, eu sei. Não sei o que fazer.
- Nem eu... kkkkkkkkk seria cômico, se não fosse trágico.
- Tive uma ideia: vou retirar as partes que foram bicadas para ver como fica, e te mando foto. Não largue o celular.
Lizzie desligou. Lúcia, a cabeleireira lhe pergunta se houve algum problema, Kimberly diz que não - está tudo sob controle -, embora tudo em seu corpo diga o contrário. Coração acelerado, mãos e testa molhados de suor. A ansiedade lá na laje.
– Está tudo bem mesmo – podemos continuar.
Enquanto Lúcia mexe no seu cabelo, Kimberly sente seu corpo e mente relaxarem. Ô sensação boa. Parece que estou voando sob um campo verde lindo e cheio de girassóis. Daqui a pouco, seu celular vibra. Kimberly toma um susto. É Lizzie mandando a foto do bolo.
Tenho até medo de abrir essa foto – ela pensa. Quando baixa a imagem, vê que o bolo em si está inteiro, mas, não há mais nenhum girassol. Rapidamente liga para Lizzie.
- Lizzie, não dá para fazer os girassóis de novo?
- Infelizmente, não. São muito trabalhosos. Gastei quase o dia inteiro fazendo. E hoje estou sozinha aqui na confeitaria.
- E se a gente colocasse girassóis de verdade, ao invés dos comestíveis?
- Podemos tentar. Mas onde vou achar girassóis para comprar a essa hora?
- Temos muitos lá no salão de festa. Vou pedir para meu irmão levar aí.
Kimberly desliga e liga para seu irmão, João. - Tomara que ele ainda esteja no salão, por favor. Atende, João! – Kimberly liga 4 vezes e João não atende. Ela já está a ponto de explodir. Suas unhas já estão todas ruídas. Até que na 5° vez, ele atende.
- Graças a Deus! Finalmente! João, preciso de ajuda. Ainda está no salão?
- Eita, muié, foi por pouco. Entrei no carro agora para ir pra casa. O que você precisa?
- Preciso de uns 15 girassóis para o bolo.
- E de onde vou tirar, abençoada? O decorador já foi embora.
- E o buquê?
- Qual buquê? O seu? Pere... Tá aqui na mesa da cerimonialista.
- Pois vai ser ele mesmo. Melhor sem buquê do que sem bolo. Pegue o buquê e leve na casa de Lizzie correndo. É urgente!!!
- Você tem certeza disso?
- Tenho, menino, vai logo. Vou te passar o endereço com a localização pelo zap. Muito obrigada, maninho! Você me salvou!
Ufa! Resolvido! 16:40 já. Kimberly sente um peso enorme saindo de suas costas. Pelo menos ia ter o bolo e com girassóis. - Agora sim, posso tomar meu banho perfumado – ela pensa. Quando, de repente, seu celular toca novamente...



Número de vezes que este texto foi lido: 33759


Outros títulos do mesmo autor

Artigos O MAL NÃO SE LEVANTARÁ NOVAMENTE ELLEN RAQUEL LIMA SANTANA
Artigos O NÃO DE DEUS ELLEN RAQUEL LIMA SANTANA
Contos O BOLO DE GIRASSÓIS ELLEN RAQUEL LIMA SANTANA

Páginas: Primeira Anterior

Publicações de número 11 até 13 de um total de 13.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2020
 
  Textos mais lidos
A TRISTEZA E O SIM DA VIDA - Alexsandre Soares de Lima 34024 Visitas
Solidão que nada - Morgana Bellazzi de Oliveira Carvalho 34019 Visitas
A tristeza no Nordeste - Wanessa Daiana de Brito 34015 Visitas
NÃO ERA NADA - Alexsandre Soares de Lima 34013 Visitas
Os Morcegos - Nato Matos 34009 Visitas
Um dia serei algo - José Rony de Andrade Alves 33999 Visitas
Pou, a Majestade Não-Zoombi - Alice Silva 33987 Visitas
MILA, A MENINA QUE MORAVA DENTRO DE UM COGUMELO - Saulo Piva Romero 33980 Visitas
Conexão - Luca Schneersohn 33970 Visitas
Tempo - Luiz Fernando Sacramento Lusoli 33933 Visitas

Páginas: Primeira Anterior Próxima Última