Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
Sobre a felicidade
VINICIUS DIAS

Em frente à uma baía de beleza ímpar, sentindo o vento no rosto, vento constante, arredio, ar que se movimenta e leva consigo as águas para um encontro violento com as pedras, onda após onda, me sinto contemplativo o bastante para pensar sobre a felicidade.
Felicidade. Muitos pensam sobre ela. Ou, ao menos, em como obtê-la para si. O barulho não menos constante dos veículos que trafegam na larga avenida atrás de mim me leva a considerar se estes carros luxuosos e motos descoladas que por ali passam levam consigo pessoas felizes. A felicidade estaria, então, em possuir estes e outros objetos desejados por muitos? Para alguns, talvez. Provavelmente por menos tempo do que gostariam.
Noto ao longe um bairro nobre que margeia a baía, cercado por alguns dos paredões verdejantes que compõem a muralha do Atlântico e repleto de casas e prédios de alto padrão, e me pergunto: lá moram pessoas felizes? Sem dúvida que sim, contudo, a tristeza também há de ter seu espaço por aquelas bandas.
Em contraponto, noutra margem da baía, defronte aos prédios garbosos, está uma humilde vila de pescadores, composta principalmente por casas simples de madeira, com portas e janelas reaproveitadas e pintura gasta. Ali seria o lar da tristeza, da desilusão? Não há como negar que muitos ali estão infelizes, mas a felicidade, indubitavelmente, ilumina a vida de tantas outras que vivem com a mesma privação.
Parece-me nítido, portanto, que a felicidade não está em um endereço requintado ou num ter incessante que aprendemos a desejar. Tampouco se pode afirmar que não estará onde se passa necessidade, pois ela está, sempre, em um alguém.
Alguém que saiba sentí-la a partir de realizações, grandes ou pequenas, de encontros com os que lhe são queridos, de momentos de gozo ou de reflexão. Pouco importa se este alguém é rico, pobre, bonito, feio, preto ou branco. Importa, sobretudo, que se posicione positivamente frente aos acontecimentos e se permita sorver as pequenas doses de felicidade que oferecem.

Número de vezes que este texto foi lido: 102


Outros títulos do mesmo autor

Crônicas Sobre a felicidade VINICIUS DIAS
Poesias Depois do casulo VINICIUS DIAS


Publicações de número 1 até 2 de um total de 2.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2019
 
  Textos mais lidos
The crow - The Wiki World - The Crow 47154 Visitas
haicai - rodrigo ribeiro 38819 Visitas
OS ANIMAIS E A SABEDORIA POPULAR - Orlando Batista dos Santos 31738 Visitas
PÃO E CIRCO - Tércio Sthal 31237 Visitas
Reencontro - Jose Andrade de Souza 31157 Visitas
Amores! - 30802 Visitas
haicai - rodrigo ribeiro 30603 Visitas
Desabafo - 30547 Visitas
haicai - rodrigo ribeiro 29893 Visitas
haicai - rodrigo ribeiro 29884 Visitas

Páginas: Próxima Última