Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
LER É ...
Derlânio Alves de Sousa

LER É...   

Ler é escalar montanha e chegar no topo dela, assim como fez Jesus Cristo no Monte das Oliveiras, disseminou o conhecimento através da crença, pregando a verdade, a qual nos liberta e nos faz crer e crescer como pessoas do bem e para o bem.
Ler é abrir portas e janelas que dão acesso ao um mundo desconhecido para podermos desvendar seus mistérios, mergulhar nas suas maravilhas e se encantarmos com seus encantos. Por outro lado, é descobrir suas malícias, angústias e injustiças, mas com o objetivo de apropriarmos de argumentos para reivindicarmos um mundo melhor, mais justo e mais fraterno. E não apenas se frustrar com essas mazelas e se calar diante delas.
Ler é percorrer as entrelinhas da mente e conhecer os segredos do corpo e os desígnios da alma tanto de quem ler, quanto aos que ouvem.
Ler é sair por aí jogando palavras ao vento, assobiando os sons das águas, o zumbido dos ventos e os cânticos dos pássaros. E, cantando as canções de ninar que nos deixam bobos e sonhadores com as coisas mais simples e naturais do nosso redor.
Ler é conversar sozinho ou discursar para multidões, mesmo estando a só ou não.
Ler é zelar o piso da residência das nossas vidas e vasculhar o teto da nossa imaginação para podermos morar no esconderijo da sabedoria e descansarmos em paz na sombra da nossa consciência e da nossa liberdade.
Ler é fazer chover na terra da nossa mente e, molhar o chão do nosso raciocínio, para melhor cavar a cova da semente do conhecimento que tem que ser plantada a cada inverno da nossa criação, para a colheita do nosso entendimento.
Ler é tanger o gado para a pastagem, alimentar bem o rebanho e despertar o mesmo para que não seja apenas “gado” e ser “rebanhado”, mas que aprenda a marcha da liberdade e da cidadania. E juntos podermos fazer parte do projeto que priorize o bem-estar da coletividade.
Ler é sair distraidamente contando estrelas, contemplando a lua para depois descobrir galáxias e visitar planetas.
Ler é banhar-se de conhecimento e regozijar pela delícia e o prazer do ato de simplesmente ler.
Ler é disseminar o conhecimento pelo poder de inferir e persuadir o que se pôde entender e o que se pode acreditar que o politicamente correto seja o ideal para a felicidade da humanidade.
Ler é acender a lâmpada da liberdade e aguçar o farol da tolerância para sairmos da escuridão da ignorância e da arrogância que nos faz sermos e sentirmos mais superior e importante que o outro, enquanto somos iguais como filhos de Deus e iguais em direitos à vida. Que a luz acesa da vela da leitura nos livre de todo e qualquer    preconceito que só tem empobrecido a grande diversidade que somos.
Por fim, ler é exercitar a nossa capacidade de conhecer o desconhecido, tornar possível o impossível, alcançar e realizar os nossos sonhos e objetivos de vida para a plenitude da nossa formação como pessoas, profissionais e seres humanos filhos de Deus, que nos criou para sermos simplesmente felizes e realizados.
Portanto, meu pedido é: Leia!

                                                                                                                                                           Autor Derlânio Alves


Biografia:
Derlânio Alves de Sousa, nascido em 04/01/1976 no município de Aiuaba CE, filho de agricultores, Eneas Alves e D. Santa, é professor de Língua Portuguesa, tem pós-graduação em Língua Portuguesa e Literatura brasileira.
Número de vezes que este texto foi lido: 53223


Outros títulos do mesmo autor

Poesias DIREITO DE NASCER Derlânio Alves de Sousa
Poesias Petrobrás Derlânio Alves de Sousa
Poesias Às Vezes e Sempre na Vida Derlânio Alves de Sousa
Poesias Apocalipse Derlânio Alves de Sousa
Poesias Apelos Derlânio Alves de Sousa
Poesias Agradecimentos Derlânio Alves de Sousa
Poesias A Fotografia Derlânio Alves de Sousa
Poesias Lenda do Paraíso Derlânio Alves de Sousa

Páginas: Primeira Anterior

Publicações de número 61 até 68 de um total de 68.


escrita@komedi.com.br © 2024
 
  Textos mais lidos
quando a luz das estrelas durante a noite não me alcança - Riz de Ferelas 1 Visitas
quando o sol se põe no horizonte - Riz de Ferelas 1 Visitas
um dia vamos colher rosas - Riz de Ferelas 0 Visitas

Páginas: Primeira Anterior