Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
Ultima carta sobre ela
Mezenga

Ao meu grandioso coração,

Hoje me bateu uma saudade enorme de você, sim você, meu coração, meu eu mais profundo, meu cerne. Você que foi a deveras soterrado, enclausurado, queimado, açoitado, sufocado, amaldiçoado.... por deveras momentos quis não ser mais eu, quis renascer, quis encerrar, quis simplesmente esquecer que um dia abriguei alguém que mais te fez sofrer. Hoje quero te pedir perdão, quero aliviar sua dor, quero te ajudar a pôr o ponto final mais difícil que tem.
Tentei te ajudar diversas vezes, apagando os rastros dela... jogando suas lembranças físicas fora, apagando mensagens, fotos, vídeos, presentes...sei que ainda restou poucas coisas, sei que são gatilhos para lembrar do sorriso, do carinho, do cheiro, do toque e de todas as admirações que sentia por ela. Ainda hoje você leu a única carta que restou dela, a primeira, na garrafa como uma carta pirata, ainda com o cheiro do perfume dela, mesmo depois de anos, lemos a carta e nos transportamos para o início de tudo, ahhh como éramos inocentes, como o amor era puro e belo, tão grande que transpassava a nossa pele. Sei que o toque dela te fazia transbordar em êxtase e que sentia que podia passar por tudo e conquistar o mundo ao lado dela. Em prantos e lavando meu rosto em lágrimas te entendo, e quero te ajudar! Ajudar a te fazer transbordar novamente, a ser menos refém do passado, que já está distante, quero te mostrar mais uma vez a realidade meu amigo.
A alguns anos atrás você conheceu seu maior amor, que te levou ao céu e depois te deixou no buraco mais profundo da terra. As palavras sempre tiveram poder, quando estamos bravos elas afloram de maneira irracional, mas perceba meu caro... diante dos momentos de maiores estresses são mais verdadeiros, são os que não tem filtros da razão, o que traduz a mensagem mais sincera do outro. Eu sei dói lembrar da última conversa... ela disse: “pra mim você morreu não desejo nada de bom pra você”. Foi só não fazer os caprichos de uma mulher incrível que ainda se esconde na barra da saia da própria mãe. Aquela senhora falsa, duas caras que foi um dos alicerces do seu rompimento e que ainda esbanja a filha sobre seu saiote.
Ahhh não pense demais... escolhas foram feitas, ela no seu momento de desespero apenas disse adeus, sem empatia, sem tentar conversar e entender como te ajudar, sem esforços de cuidar do seu precioso amor. A mulher que você tanto amou não está preparada para a grandiosidade que só você poderia dar a ela, nesta vida ela veio com muitas amarras que só ela deve lutar e batalhar, você se mostrou a base e a fronte para ajudar nas batalhas que não eram suas, mas ela é covarde. Não se sinta derrotado... não eram suas batalhas, e sei que se sente frustrado por acreditar e enxergar o potencial que ela tem, que ficam escondidos no saiote. Você fez o seu melhor no momento certo.
Sabemos que erramos também, não devemos deixar nas mãos do outro a responsabilidade de decidir a nossa felicidade..... ahh se lembra quando os pais dela forçadamente tiveram uma conversa, uma imposição, “pra mim isso não é um relacionamento, são apenas encontros. Minha filha só fica bem quando você está aqui, e depois quando não, percebemos a sua tristeza com a distância”. É meu caro... ela não tinha culhão de conversar abertamente, não foi sincera nem com ela nem com você. Em palavras chulas você foi otário, por por nas mãos dela o poder de te fazer mal, “por mim eu não termino, eu te amo demais, deixo na sua mão, se você quer terminar a escolha é sua, porque eu jamais terminaria com você”, te deixei exposto meu amigo, eu sei que já me perdoou por isso, porque fomos sinceros e fiéis aos sentimentos por aquela mulher (criança).
Sim, uma criança, ainda tem muito a aprender principalmente a ser autoral, autêntica.... talvez ela nunca se descubra, ou apenas se sufoque com o ambiente em que se encontra. E não, não é uma princesa presa na masmorra mais alta na montanha mais alta... ela não é uma princesa em perigo e você não é o príncipe no cavalo branco que vá salvar a donzela. Você meu querido é o rei sem rainha, és grandioso, amável, guerreiro, que por anos ficou as sombras de uma dor que foi imposta a você. Por anos tentamos lutar, curar e amenizar esse sofrimento do “talvez, e se, mas se fosse, ...”, sabemos que tem coisas que não tem retorno. Caímos neste golpe não foi... e depois daquela última conversa... “não me procure mais...pra mim você morreu”. Ahhh como achamos a vida injusta, mas quando pensamos em montanhas russas são assim, altos e baixos, mas uma hora precisamos fechar o parquinho, precisamos descer deste brinquedo. E adivinha que quero descer deste brinquedo e te ajudar, estou aqui para estender a minha mão para te ajudar a descer. Vamos nos permitir verdadeiramente encerrar este brinquedo, parar de voltar nele, existem outros por aí, outros disponíveis que podem realmente te levar às nuvens e lá ficar com você.
A alguns anos rezamos para que ela ficasse bem e recobrisse a besteira que fez e os males que nos causaram. Hoje rezamos para cortar a ligação de almas que ainda temos, rezamos para não sonhar mais com ela, rezamos para não lembrar mais dela e das dores.
Sei que uma forma de tentar esquecer é lembrar o quanto isso doeu e te fez mal, lembrar das partes ruins,... por um tempo funcionou, mas somos racionais, empáticos e amáveis, mesmo com tanto sofrimento queremos o bem dela, queremos a melhora dela, queremos que ela decole... Agora é difícil esse processo mal resolvido dentro da gente, perdoamos e ainda amamos, mas sabemos que ela não evoluiu, e já teve a chance de cuidar do nosso amor. Hoje sabemos que não será nesta vida.... quem sabe na próxima vida a gente se encontra e viveremos o amor que nos foi prometido e sentimos. Entendo isso a duras penas.... mas o mundo é vasto, talvez eu ainda tenha que evoluir para entender cada dia mais que nem tudo ocorre como queremos e nos esforçamos para acontecer. Vamos continuar evoluindo e sabendo que deus sempre prepara o melhor para a nossa evolução.
E para isso tudo meu amigo, vamos nos abrir para hospedar novos amores, novas escolas da vida .... não podemos dizer que não tentamos outros amores, mas que foram superficiais demais porque ainda estava preenchido, lamento demorar tanto para este ponto final. Que o universo conspire para isso, vamos atrair o que for para o nosso bem. O amor, ahhh o autoamor como é importante, foi difícil de conquistar, ainda temos dificuldades dele ser pleno, mas estamos nos amando, e o melhor, temos a sintonia ... meu amigo prometo me esquivar dos golpes da vida para não te maltratar, meu amigo somente a você boto a confiança de jamais terminar, de romper o nosso amor próprio, e desta forma hoje colocamos um ponto final nesta história. Vamos cortar este laço de almas, vamos deixar finalmente ser livres...

Hoje doeu, mas o nosso eu do futuro será grandemente agradecido!

Ass: meu eu do passado hoje melhorado!

Número de vezes que este texto foi lido: 385


Outros títulos do mesmo autor

Cartas Ultima carta sobre ela Mezenga


Publicações de número 1 até 1 de um total de 1.


escrita@komedi.com.br © 2024
 
  Textos mais lidos
1 centavo - Roni Fernandes 54802 Visitas
O TEMPO QUE MOVE A ALMA - Leonardo de Souza Dutra 54795 Visitas
frase 935 - Anderson C. D. de Oliveira 54657 Visitas
Ano Novo com energias renovadas - Isnar Amaral 54554 Visitas
Amores! - 54524 Visitas
NÃO FIQUE - Gabriel Groke 54505 Visitas
Na caminhada do amor e da caridade - Rosângela Barbosa de Souza 54495 Visitas
saudades de chorar - Rônaldy Lemos 54458 Visitas
Jazz (ou Música e Tomates) - Sérgio Vale 54420 Visitas
PARA ONDE FORAM OS ESPÍRITOS DOS DINOSSAUROS? - Henrique Pompilio de Araujo 54392 Visitas

Páginas: Primeira Anterior Próxima Última