Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
🔴 O partido da boquinha
Rafael da Silva Claro


A apropriação de tudo o que é público parece o principal objetivo do PT (Partido dos Trabalhadores) e as legendas que orbitam a seita cujo líder da lavagem cerebral é o Lula. A utilização privada do que é público é tão avacalhada que fica melhor retratada com as expressões: mamar nas tetas, parasitismo, boquinha e jeitinho. Como diria essa corte perdulária: “Não pega nada” ou “Tá tudo dominado”.

O uso de jatinhos da FAB (Força Aérea Brasileira) para ir em leilão de cavalo, avião da FAB para ver jogo de futebol, vídeo de lagosta partidária, abastecimento de frota particular etc. “Confundir” o público e o privado não é prática exclusiva desse governo, no entanto, a forma e o conteúdo me levam a crer que esse governo, se alugasse uma casa de praia, devolveria com: a piscina contaminada com urina e cerveja, o banheiro lembrando um banheiro químico, refrigerante no aquário, bitucas de cigarro e vômito no jardim, preservativo na samambaia, a vizinhança reclamando etc.

A estética é esta: o novo-rico, o “aproveitar enquanto é tempo”, o “é tudo nosso” e o “perdeu, mané”. Esse vale-tudo acontece sem cuidado e sem juízo, porque todos sabem que caráter e probidade não podem ser cobrados pelo chefe da quadrilha. Enfim: folha de ponto vazia, folha corrida cheia.

Essa corte tem uma “cara” composta pelo site de fofocas ‘Choquei’, o comportamento da farofa da GKay, o grupinho achacador ‘Sleeping Giants’, o intelecto de Felipe Neto, a voz do Pablo Vittar, o pudor da MC Pipokinha e uma primeira-dama como a Janja. Tudo isso explica o governo atual, tendo o “funk” como trilha sonora. Para o PT e seus comparsas, é um excelente e vital negócio manter o brasileiro (eleitor e futuro eleitor) lendo Choquei, assistindo ao BBB e ouvindo MC Pipokinha. Se mantiver esse cenário sociocultural, será reeleito se oferecendo como uma mudança para melhor. Tem que ter uma personalidade muito boa para passar incólume a isso.

Destruir e extirpar são alguns dos verbos usados pela “esquerda”. Divergindo da embalagem antifascista e do “governo do amor”, eles praticam um rodízio (onde todos “batem” e ninguém tem culpa) para exaltar a morte e a eliminação do adversário (que é tratado como inimigo) político.

“O amor venceu”.


Biografia:
Ensino secundário completo. Trabalhei em várias empresas, fora da literatura. Tenho um blog, onde publico meus textos: “Gazeta Explosiva” Blogger
Número de vezes que este texto foi lido: 200


Outros títulos do mesmo autor

Ensaios 🔴Madonna de areia Rafael da Silva Claro
Ensaios Leite com Pimenta Rafael da Silva Claro
Ensaios 🔴 As joias da coroa Rafael da Silva Claro
Ensaios 🔴 Feiquinius Rafael da Silva Claro
Crônicas 🔵A mansão dos mortos Rafael da Silva Claro
Ensaios 🔴 Os esquerdistas invadem a América Rafael da Silva Claro
Ensaios 🔴 Atila, o rei dos energúmenos Rafael da Silva Claro
Ensaios 🔴 Os políticos fazendo a festa Rafael da Silva Claro
Ensaios 🔴 Vestidos para matar de rir Rafael da Silva Claro
Ensaios 🔴 O Homem-Falência Rafael da Silva Claro

Páginas: Próxima Última

Publicações de número 1 até 10 de um total de 423.


escrita@komedi.com.br © 2024
 
  Textos mais lidos
JASMIM - evandro baptista de araujo 69080 Visitas
ANOITECIMENTOS - Edmir Carvalho 57979 Visitas
Contraportada de la novela Obscuro sueño de Jesús - udonge 57634 Visitas
Camden: O Avivamento Que Mudou O Movimento Evangélico - Eliel dos santos silva 55906 Visitas
URBE - Darwin Ferraretto 55225 Visitas
Entrevista com Larissa Gomes – autora de Cidadolls - Caliel Alves dos Santos 55205 Visitas
Caçando demónios por aí - Caliel Alves dos Santos 55085 Visitas
Sobrenatural: A Vida de William Branham - Owen Jorgensen 54963 Visitas
ENCONTRO DE ALMAS GENTIS - Eliana da Silva 54953 Visitas
Coisas - Rogério Freitas 54940 Visitas

Páginas: Próxima Última