Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
Morte de Zagallo e CBF aérea
Vander Roberto

A morte de Zagallo é uma perda irreparável para a seleção brasileira de futebol e ao povo de seu país. A única pessoa do mundo que participou de 4 conquistas do torneio: duas como jogador, uma como técnico e outra como auxiliar-técnico além de um vice mundial. Os mais próximos ganharam uma como jogador e outra como técnico. Lenda do futebol brasileiro, injustiçado por ser considerado "comum" mesmo ganhando duas Copas como jogador, Zagallo fará muita falta. Sua geração foi esquecida e sequer é lembrada sendo só citada como uma estrela ou duas no peito. Não há uma conexão da atual seleção com os craques do passado e não há qualquer respeito por aqueles que conquistaram 3 das 5 estrelas que estão na pesada camisa nacional. Nossa seleção está comum, sem capacidade de ganhar uma Copa do Mundo e muito disto deve-se a esta desconexão com seus craques do passado e campeões mundiais.

A resposta da CBF veio em hora delicada. Demitiu o técnico Fernando Diniz no mesmo dia que foi anunciada a morte de Zagallo. No dia do enterro do nosso craque anunciou novo técnico. A desconexão da CBF com a realidade fica evidente. Desse uns dias e esperasse tanto para uma coisa como outra. Esta falta de conexão com o passado ficou mais evidente pela ausência dos atuais jogadores da seleção na ausência do velório e enterro de Zagallo mostrando que o passado pouco importa ou não vale absolutamente nada. Entendo que certos jogadores possuem compromissos, estão em outros países, ao menos uma nota de pesar ao grande e eterno Zagallo não custa nada! O problema é não comparecer sequer uma pessoa da atual geração para dizer que está representando o plantel horrível que jogou nas 3 últimas partidas da Eliminatória.

Dorival Júnior assumirá uma seleção que não tem conexão com o passado. Esta geração não suou a camisa ao nível de Zagallo, Pelé, Nilton Santos e outros craques. Tivesse suado, teria vindo uma ou duas Copas nas últimas 3 Copas. Nas últimas 5 Copas não ganhamos nenhuma. Se seguirmos a mística de Zagallo com números, toda Copa que termina com 6 significa desastre ao selecionado brasileiro. Tudo indica que tais desastres continuarão. O novo técnico terá que mostrar resultados convincentes já nos amistosos com Espanha e Inglaterra, ganhar a Copa América e retomar as vitórias na Eliminatória com muita urgência. Não há espaços para vacilos. Isto passa pelo resgate do passado canarinho. Saber quem jogava com a 10, a 7, a 13, a 5 e etc. Saber como estes craques jogavam e como conquistaram o mundo! Esta atual geração acha a História algo chato refletindo bem a cara da sociedade brasileira. Nós sabemos bem onde isto pode terminar!

Por fim, lamento a falta de inteligência da CBF ao não fornecer condições para que Diniz tivesse realmente condições para estruturar uma seleção que possa ao menos jogar uma Eliminatória decente. Por outro lado, saúdo Dorival Júnior, homem que precisará de peito para consertar nossa seleção. Sinto que ele não resistirá muito tempo pela pressão. Precisamos não só do técnico e sim uma nova mentalidade na seleção brasileira amparada na solidez de quem conquistou alguma coisa. Falta mostrar o peso da camisa para quem veste, mostrar quem vestiu, indicar nomes das Copas de 1930 até 2022 e falar que a camisa amarela, azul ou até a antiga branca tem peso! É preciso pegar a foto de cada jogador de 1930 até a mais recente conquista e mostrar quem já vestiu a camisa de 5 estrelas e como chegamos para colocar as 5 estrelas nela! Faz tempo que não chegamos numa final de Copa e ultimamente nem estamos mais chegando em semifinais. Mudemos em respeito aos grandes craques do passado vitoriosos e aqueles que mesmo não ganhando são importantes para nós. Não é qualquer seleção que tem 5 conquistas em Copas e dois vices mundiais. Valorizemos nosso passado.

Descanse em paz, mestre Zagallo! Curvo-me diante de ti. Obrigado por tudo!


Biografia:
Número de vezes que este texto foi lido: 54711


Outros títulos do mesmo autor

Artigos Testei o Debian LXDE para 32 e 64 bits Vander Roberto
Artigos Já estudou Filosofia da História hoje? Vander Roberto
Artigos O estudo da História é vital para não ser escravizado Vander Roberto
Artigos Análise da obra: "História do Brasil: uma interpretação" Vander Roberto
Cartas Carta para Sophie Scholl nº 2 - Junho/2024 Vander Roberto
Cartas Carta para Sophie Scholl - Junho/2024 Vander Roberto
Artigos A conquista da Atalanta e a resiliência Vander Roberto
Artigos Plano de Recuperação de Desastres Vander Roberto
Artigos Experiência com o Positivo Stilo One Vander Roberto
Artigos Paulista Sub-23 de 2024 Vander Roberto

Páginas: Próxima Última

Publicações de número 1 até 10 de um total de 142.


escrita@komedi.com.br © 2024
 
  Textos mais lidos
Amores! - 54783 Visitas
Delícias da festa junina - Ivone Boechat 54782 Visitas
DIVINO SER - Ivan de Oliveira Melo 54781 Visitas
Dores da paixão - Ivone Boechat 54780 Visitas
Carta para Sophie Scholl - Junho/2024 - Vander Roberto 54779 Visitas
eu sei quem sou - 54778 Visitas
Desabafo - 54777 Visitas
Leite com Pimenta - Rafael da Silva Claro 54772 Visitas
O que e um poema Sinetrico? - 54770 Visitas
A força do recomeço de empresários atingidos pelas enchentes - Isnar Amaral 54770 Visitas

Páginas: Próxima Última