Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
A CURVA ASCENDENTE DE JAIRO
Wilson Luques Costa

Resumo:
CONTO BRASILEIRO

A CURVA ASCENDENTE DE JAIRO E AS SUAS HABILIDADES


Fui professor de filosofia de Jairo por dois anos. Seus índices sempre foram ascendentes. Partiu do adequado para o além do limite em um ano. Jairo discursava sobre tudo. Mas o que ele mais gostava era da cosmogonia grega. Interessou-se, também, pelos Pré-Socráticos, principalmente por Zenão, Tales e Anaximandro. Jairo sempre nas aulas me dizia que o problema do Brasil passava por uma cosmologia política, o que me deixava intrigado. Algum tempo depois, quando já formado, Jairo discursou sobre a clareza em Descartes e o Deus transcendental de Espinosa num desses encontros fortuitos que tivemos num supermercado. Falou-me também da ética kantiana e do seu imperativo categórico. De fato, Jairo fora um aluno espetacular de filosofia. Mas Jairo não quis seguir os conselhos da coruja. Jairo preferiu virar empresário. Hoje, Jairo já desponta como o terceiro empreendedor do setor. Além de vender maconha e cocaína, Jairo já exporta também cânhamo para as Ilhas Baleares e crack para as ilhas gregas. As aulas de geografia também lhe foram de grande valia para a logística. De fato, os gráficos matemáticos sempre nos demonstraram a excelência de Jairo. Que Jairo continue assim e sempre estudando.


Biografia:
Wilson Luques Costa nasceu em São Paulo, SP, Brasil. Jornalista, professor, poeta e escritor. Eleito pela Academia Internacional de Literatura Brasileira - NY um dos Top Five nos Destaques Literários Awards Focus Brasil NY na Categoria Ensino e Pesquisa com o ensaio O Paradoxo do Zero.
Número de vezes que este texto foi lido: 54873


Outros títulos do mesmo autor

Poesias A CASA SOTERRADA Wilson Luques Costa
Poesias A VISITA DE ROSA Wilson Luques Costa
Poesias SÁBADOS E DOMINGOS Wilson Luques Costa
Poesias O DÉRBI Wilson Luques Costa
Poesias A CURVA ASCENDENTE DE JAIRO Wilson Luques Costa
Poesias ODE URBANA Wilson Luques Costa
Poesias A VINGANÇA DA VIDA Wilson Luques Costa
Contos TESTEMUNHA DA CONTENDA ESPANHOLA Wilson Luques Costa
Contos Senhor Eugênio Wilson Luques Costa
Contos SEM ANESTESIA Wilson Luques Costa

Páginas: Próxima Última

Publicações de número 1 até 10 de um total de 29.


escrita@komedi.com.br © 2024
 
  Textos mais lidos
Minicurso sobre a redação no ENEM - Isadora Welzel 79742 Visitas
URBE - Darwin Ferraretto 59556 Visitas
Salvando computador muito ruim - Vander Roberto 55646 Visitas
Contraportada de la novela Obscuro sueño de Jesús - udonge 55564 Visitas
81 anos da prisão e morte dos Rosas Brancas - Vander Roberto 55457 Visitas
Delícias da festa junina - Ivone Boechat 55393 Visitas
QUE SE... - orivaldo grandizoli 55375 Visitas
Lançamento do livro - Alberto Kopittke 55364 Visitas
Nua, totalmente indefesa - rodrigo ribeiro 55311 Visitas
O estranho morador da casa 7 - Condorcet Aranha 55302 Visitas

Páginas: Próxima Última