Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
O mais crasso erro de Deus.
Wellington Balbo

E eu que pensei serem os seres inanimados não dotados de emoções e sentimentos. Na realidade tinha certeza disto até depois dos 30 anos conhecer a balança.
E caso você esteja discordando de mim no que se refere a emoções e sentimentos de objetos e coisas, certamente é um mal observador, pois nunca viu a cara de satisfação da balança após você encarar um final de semana de puro namoro com um dos pecados capitais mais saborosos.
Definitivamente, a balança tem emoções e sentimentos, além de um raciocínio que lhe dá uma fina ironia.
Diz ela:
"Quem mandou gostar de feijoada?"
"Quem disse que você pode com o acarajé?"
"Quer sorvete de chocolate? Ahahaha..."
Sem contar que a balança deixa explícito o erro de Deus.
Sim, o Pai errou nesta medida, logo, não é assim tão Todo Poderoso.
E, olha, o argumento que eu tenho é mais infalível que um plano do Cebolinha para pegar o coelhinho da Mônica
Querem ver?
Vamos lá:
O erro de Deus foi ter dotado a balança com uma desproporcionalidade absurda.
Você faz um baita regime, corta carboidrato, corta cerveja, extermina o vinho, joga fora o Chips, passa longo do pão, fecha os olhos para o pudim, e no prazo de uma semana emagrece míseros 500 gramas.
Faça o processo inverso na mesma proporção e verá quanto engordará num prazo de 1 semana.
Posso falar, já que hoje tudo é Ciência, baseado em dados materiais, que eu engordei 5 quilos ao "devorar" todos esses elementos em 1 semana.
100 vezes mais...
E olha que sou professor de Matemática...
Tá bom, talvez eu esteja exagerando um pouco, vamos deixar para 20 vezes mais, ok?
É ou não é uma desproporção colossal?
Pois é... quero ver agora alguém refutar o erro de Deus...
Diante de números e fatos, não há argumentos.
A verdade está aí, escancarada e a balança, hoje, tirando a maior onda da minha cara...
E pensar que tudo isso tem apenas um culpado:
Deus!!!


Biografia:
Wellington Balbo, 36 anos, escritor, 7 livros publicados.
Número de vezes que este texto foi lido: 54847


Outros títulos do mesmo autor

Artigos Boas Ideias Wellington Balbo
Crônicas Teresa de Calcutá, Chico do Brasil... Wellington Balbo
Artigos Divaldo Franco e o professor Yunus Wellington Balbo
Artigos Terapia anti-queixa Wellington Balbo
Artigos A verdade e suas faces Wellington Balbo
Artigos Fofoqueiro digital Wellington Balbo
Artigos As nossas besteiras de cada dia Wellington Balbo
Artigos Álcool na infância Wellington Balbo
Artigos Você faz tempestade em copo d’agua? Wellington Balbo
Artigos Não escolha a profissão de seu filho Wellington Balbo

Páginas: Primeira Anterior Próxima Última

Publicações de número 11 até 20 de um total de 36.


escrita@komedi.com.br © 2024
 
  Textos mais lidos
O estranho morador da casa 7 - Condorcet Aranha 55170 Visitas
A FARSA DA USURA - fabio espirito santo 55169 Visitas
Decadência - Marcos Loures 55152 Visitas
A margarida que falou por 30 dias - Condorcet Aranha 55150 Visitas
Jazz (ou Música e Tomates) - Sérgio Vale 55145 Visitas
A calça preta - Condorcet Aranha 55145 Visitas
O Senhor dos Sonhos - Sérgio Vale 55134 Visitas
Amores! - 55132 Visitas
Menino de rua - Condorcet Aranha 55131 Visitas
Definida a final do Paulistão 2023 - Vander Roberto 55129 Visitas

Páginas: Primeira Anterior Próxima Última