Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
Feminicídio
Juliana Pereira Edeldo da Silva

Feminicídio
Infelizmente virou um vício
Muitas vezes há indício
Mas quem precisa não paga por isso

A mulher suportou sua dor
Até ter uma morte no ardor
Ela confiava em seu agressor
Que a olhava com ódio e rancor

Mais uma felicidade acabada
Uma vida terminada
A mulher serrou uma batalha
Até ser desvalorizada

É triste ver isso crescendo
A cada dia o ódio vencendo
As leis não estão valendo
E o feminicídio todo dia acontecendo

Mais uma gota de sangue no chão
E o ódio crescendo no coração
Ela só precisava de compaixão
Segurando uma rosa na mão

Mais uma vida se acabou
Mais uma lágrima retornou
A dor encarnou
E o mundo desabou

Agora pra sempre
Não veremos mais aquele sorriso ardente
Mulher de porte descente
Morreu com o amor em mente.










Número de vezes que este texto foi lido: 52962


Outros títulos do mesmo autor

Resenhas Um pequeno verso da noite. Juliana Pereira Edeldo da Silva

Páginas: Primeira Anterior

Publicações de número 11 até 11 de um total de 11.


escrita@komedi.com.br © 2024
 
  Textos mais lidos
1 centavo - Roni Fernandes 54811 Visitas
O TEMPO QUE MOVE A ALMA - Leonardo de Souza Dutra 54797 Visitas
frase 935 - Anderson C. D. de Oliveira 54661 Visitas
Ano Novo com energias renovadas - Isnar Amaral 54574 Visitas
Amores! - 54544 Visitas
NÃO FIQUE - Gabriel Groke 54512 Visitas
Na caminhada do amor e da caridade - Rosângela Barbosa de Souza 54509 Visitas
saudades de chorar - Rônaldy Lemos 54476 Visitas
Jazz (ou Música e Tomates) - Sérgio Vale 54441 Visitas
O Senhor dos Sonhos - Sérgio Vale 54414 Visitas

Páginas: Primeira Anterior Próxima Última