Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
PANDEMIA
DIRCEU DETROZ

O breve
seduziu o instante
com uma última badalada.

E começou
em ritmo fugaz
a balada dos loucos.

Com vergonha,
os coadjuvantes usaram máscaras
para representar o script dos ignorantes.

De repente,
a multidão foi presa
entre quatro paredes.

De repente,
os fantasmas foram soltos
travestidos de fantasia presidencial.

O desenho cego
está se infectando
deixando moribundos sem colorir.

Nos desenhos cegos
nascem os heróis,
combatentes da pandemia.

Já não tão breve
as badaladas se arrastarão
para muito além do instante.


Biografia:
Sou catarinense, natural da cidade de Rio Negrinho. Minhas colunas são publicadas as sextas-feiras, no Jornal do Povo. Uma atividade sem remuneração.Meus poemas eu publico em alguns sites. Meu e-mail para contato é: dirzz@uol.com.br.
Número de vezes que este texto foi lido: 397


Outros títulos do mesmo autor

Poesias CIO DIRCEU DETROZ
Poesias JARDIM SECRETO DIRCEU DETROZ

Páginas: Primeira Anterior

Publicações de número 991 até 992 de um total de 992.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2020
 
  Textos mais lidos
João Marqueteiro - Rafael da Silva Claro 0 Visitas
Der - ANDERSON CARMONA DOMINGUES DE OLIVEIRA 0 Visitas

Páginas: Primeira Anterior