Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
A ÚLTIMA PEÇA
ROGÉRIO RIVELLINO SABIONI

Homem, criatura incompleta
Sempre atrás do que lhe falta,
se ao menos soubesse…
Segue usando outros, como roupas
Desconhecendo que, a cada uso,
deixa parte do seu ser,
E com o passar dos anos,
torna-se mais incompleto.
Quando se cansa das repetições, “das perdas”
começa a ensinar os pequenos
o caminho que nunca soube.
Ser estranho,
comemora a filha pudorosa e o filho promiscuo,
Como gladiadores num feroz combate,
Usando sempre o jargão,
“ O mundo é assim ”
Como se fosse determinado.
Pobre coitado, não sabes que sois Deus,
sobrevivendo dos vícios da matéria,
e, ao chegar ao fim,
quando pernas e braços, já não lhe atendem,
alguns percebem,
que correram a vida toda como um gato,
atrás do flash do laser,
Então sim, começam a ensinar o correto.
O que não fazer.


Biografia:
Número de vezes que este texto foi lido: 35028


Outros títulos do mesmo autor

Humor Um cachorro que miava ROGÉRIO RIVELLINO SABIONI
Contos AS DUAS FACES DA VIDA ROGÉRIO RIVELLINO SABIONI

Páginas: Primeira Anterior

Publicações de número 21 até 22 de um total de 22.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2021
 
  Textos mais lidos
frase 730 - Anderson C. D. de Oliveira 0 Visitas
frase 731 - Anderson C. D. de Oliveira 0 Visitas
frase 719 - Anderson C. D. de Oliveira 0 Visitas

Páginas: Primeira Anterior