Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
Delírios
Carlos Correa

Oh estrela que guia meus pés descalços
Famintos por encontrar verdades por entre as areias
Sedentos pelo liquido precioso de seus olhos
Feridos pelas pedras que parecem nunca desistir

Oh estrela dessa longa noite no deserto
Guia meus olhos cegos na busca de sua luz
Envia pelo vento a canção que eu ainda lembro
sopra o alento que me falta até que brilhe um novo dia

Oh estrela dentre tantas que dançam no palco celeste
Sei que tu me escolheste com carinho e afeição
Permita-me que possa então admirar suas cores
Sentar próximo a fogueira deixar que me domine a emoção

Oh estrela sim eu sinto e ouço vem de dentro vem com força
Estrela minha só por esta noite que meu único arbítrio
Seja poder guiá-la através do tango de meus delírios
Levantar o véu do tempo recolher seus passos e guardá-los
Aqui dentro de meu coração

Fiquem com Deus

Carlos Correa

Número de vezes que este texto foi lido: 27858


Outros títulos do mesmo autor

Poesias Recomeçar Carlos Correa
Poesias Cálice do teu Porto Carlos Correa
Poesias Assim disseram as estrelas Carlos Correa
Poesias Visível presença Carlos Correa
Poesias Até a última lágrima Carlos Correa
Poesias Ousadia Carlos Correa
Poesias Renovação das Estrelas Carlos Correa
Poesias Alcatraz Carlos Correa
Poesias No rodapé dos sonhos Carlos Correa
Poesias ...de um doce sopro Carlos Correa

Páginas: Primeira Anterior Próxima Última

Publicações de número 11 até 20 de um total de 25.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2019
 
  Textos mais lidos
Vocabulario nipo-brasileiro (UDONGE) - udonge 28037 Visitas
christine - alfredo jose dias 28036 Visitas
A menina e o desenho - 28031 Visitas
eu sei quem sou - 28029 Visitas
MENINA - 28028 Visitas
sei quem sou? - 28025 Visitas
MULHER DE VERDADE - BENEDITO JOSÉ CARDOSO 28021 Visitas
camaro amarelo - 28021 Visitas
O que e um poema Sinetrico? - 28019 Visitas
LOUCO SOFRIMENTO - paulo azambuja 28012 Visitas

Páginas: Primeira Anterior Próxima Última