Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
Para Além da Margem — da página
André Claro

Ter sentimento nenhum,
É um abuso para quem
Sedimenta-se no afeto,
Um luxo para os broncos
Que não são afeitos
Nem a um abraço fraterno.
Eu, como moço
“Sentidor” que sou,
Escrevo uma história inteira,
Onde quem não sente
Não tem perdão;
Deixo-o a um “Tab”
De ser jogado
Para além da margem
De sua infecunda,
Página.


Biografia:
Por um período, entre 1999 e 2001, fui repórter, não antes de ser escritor. Foi, pois, publicando um velho conto — no primeiro jornal no qual trabalharia — que me tornei repórter. Julguei que pagaria pela publicação, mas, além de não a pagar, ela simplesmente me valeu um emprego! A despeito disso, produzi pouco ao longo de vinte e tantos anos como escritor e dramaturgo. Em 1999, publiquei uma novela, que tem como cenário o Capão Redondo, Amargo Capão (Um Dia no Tráfico). Só então em 2006, voltaria a publicar, estrearia no conto com Absurdos, Delírios e Ilusões (Litteris Editora). Da mesma forma, escrevi alguns roteiros de curtas e alguns textos para o teatro, ocasião em que colaborei escrevendo e atuando numa paródia Shakespeariana: Queijo e Goiabada (Romeu e Julieta). Posteriormente, enclausurei-me, fiquei restrito a fazer bicos. Ler e escrever poesias, contos – esboçar romances. O Homem Sem Desejos, foi o único desses esboços a ser lançado, em 2016, então pelo Clube de Autores. Agora, igualmente, algumas daquelas poesias vão sendo divulgadas. Paralelamente, vou concluindo a faculdade de psicologia.
Número de vezes que este texto foi lido: 48


Outros títulos do mesmo autor

Poesias O Louco de Platiplanto André Claro
Poesias A Vida Vale A Pena André Claro

Páginas: Primeira Anterior

Publicações de número 51 até 52 de um total de 52.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2017
 
  Textos mais lidos
Desagradabilíssimo #2 - T. Richter 4 Visitas
Verso Inconcebível - André Claro 3 Visitas

Páginas: Primeira Anterior