Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
O poema que não fiz
Bhall Marcos

Poderia ter pedido
    pra pararem
      que eu confessaria
            ser poeta

Diria ainda que
   cada manhã que nasce
      me nasce uma rosa
            na face

Poderia ter pedido
    pra pararem
      que novamente
      confessaria ser poeta

E que só o meu amor
   era meu deus
      eu era seu profeta

Mas Leminski
       o fez
        antes de mim.


Biografia:
Número de vezes que este texto foi lido: 28748


Outros títulos do mesmo autor

Poesias Crime organizado Bhall Marcos
Poesias Estátua Bhall Marcos
Poesias Ela não veio Bhall Marcos
Artigos As duas faces Bhall Marcos
Poesias Da janela do ônibus Bhall Marcos
Poesias O poema que não fiz Bhall Marcos
Poesias RAP(volução) Bhall Marcos


Publicações de número 1 até 7 de um total de 7.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2019
 
  Textos mais lidos
Frio - ANDERSON CARMONA DOMINGUES DE OLIVEIRA 240 Visitas
JULGAMENTOS - Rafaela Pedó 240 Visitas
Morte a venda - Axl Hogar 239 Visitas
Sétima arte de bolso - Roberto Queiroz 238 Visitas
Insegurança - Mauricio Menon 238 Visitas
Singularidade - ELIAS MARTINS 238 Visitas
mordida do leão - João Belato 237 Visitas
Absolutamente em amor - Matilde Diesel Borille 237 Visitas
A COBRA DO COQUEIRO - João Vitor Oliveira de Souza 237 Visitas
Visitando o Passado - Mauricio Menon 236 Visitas

Páginas: Primeira Anterior Próxima Última