Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
Movimento hétero forever
Roberto Machado Godinho

Comunicado aos homens do sexo masculino e as mulheres do sexo feminino ( no sec. XXI já deixou de ser redundância).

Nós, heterossexuais ativos e passivos, entendemos que o Estado Democrático é aquele que garante aos cidadãos o livre direito de organização e manifestação, inclusive o das minorias. Por isto, resolvemos criar o movimento HÉTERO FOREVER para garantir direitos que conquistamos através de muitas lutas em um passado bem remoto. O nosso sagrado direito ao casamento, seja no civil ou no religioso, está sofrendo uma séria ameaça nos dias de hoje. Nós, que também somos filhos de Deus, queremos continuar manifestando livremente o nosso amor, nossa amizade e até mesmo os nossos gestos singelos de afeto e carinho. Também queremos continuar abraçando e até mesmo beijando nossas mulheres em locais públicos sem sermos agredidos fisicamente e verbalmente por aqueles que não aceitam conviver com o “diferente”.   A mídia, principalmente a TV, através das novelas e dos noticiários, vêm nos bombardeando impiedosamente. Estes “formadores de opinião” estão levando o grosso da população a acreditar que o heterossexualismo é o câncer da sociedade. Uma distorção grave que assusta, pois deixa transparecer que a heterossexualidade é uma doença que necessita CURA. Portanto, o foco principal do nosso movimento é o ataque impiedoso a heterofobia, que nesta última década vem crescendo assustadoramente em nosso país. Chegou a hora de reagirmos! Unidos, sensibilizaremos a nação e faremos nossas vozes ecoarem lá em Brasília. Hétero unidos, jamais serão vencidos! Nós , da vanguarda do movimento HÉTERO FOREVER, que já surge com muita força, estamos organizando uma grande marcha pela orla de Copacabana e de Ipanema. Queremos criar o “ Dia do prazer hétero”, pois quem tem orgulho é gay. Convocamos todos os heterossexuais e simpatizantes para participarem deste ato de demonstração de força. Pretendemos convidar personalidades combativas, como Jair Bolsanaro, Pastor Feliciano e Pastor Malafaia, para participarem da nossa grande caminhada. Queremos ver estes ilustres cidadãos em cima de um trio elétrico, agitando a galera ao som do Village People. Porém, estamos dispensamos a presença do governador, do prefeito do Rio e da sexóloga Marta Suplicy. Não é nada pessoal. Só queremos evitar que o nosso evento seja confundido com movimentos de outras “tribos”. Durante a marcha não será permitido o uso de roupas extravagantes. Aconselhamos a todos homems do sexo masculino irem trajado com roupas esportivas, e a todas mulheres do sexo feminino irem elegantemente vestidas. Serve o pretinho básico. Com exceção dos integrantes da Marinha, os militares de ambos os sexos poderão comparecer devidamente fardados. Será terminantemente proibido fazer uso de confete, serpentina e purpurina. Bandeirinhas verde e amarela serão indispensáveis, porém bandeiras, flâmulas e botons com as cores do arco-íris serão vetados. A concentração do público, para o início da grande marcha, será na rua Prado Jr.,em frente a boate Barbarella, em Copapacana. O desfecho do evento será na rua Farme de Amoedo, em Ipanema. Lá será realizado um grande culto ecumênico. Após a execução do Hino Nacional, todos serão liberados para um chopinho bem gelado no “bar temático” Tô nem aí. A data e o horário da grande marcha ainda estão em aberto, pois ainda não contatamos as autoridades do município para solicitar a autorização. Assim que a data do evento for definida, haverá ampla divulgação pelos meios de comunicação de todo o país. Para este primeiro ato de força, nós da comissão organizadora estimamos o aparecimento massivo de aproximadamente duzentas pessoas. Aproveitamos ainda para informar que todos os indivíduos do sexo masculino que não saíram do armário ainda são oficialmente enquadrados como héteros. Os que fizeram “meinha” somente na infância e aqueles que se vestem de mulher e “soltam a franga”, somente no carnaval, também são considerados heterossexuais. Afinal... A moral é rígida, porém a carne é fraca!
Saudações hétero!
Comissão organizadora

Número de vezes que este texto foi lido: 52993


Outros títulos do mesmo autor

Teatro TROCA DE PAPÉIS Roberto Machado Godinho
Teatro Abestado Roberto Machado Godinho
Roteiros MESA DE BAR (papo de mulher) Roberto Machado Godinho
Roteiros VÓ É VÓ Roberto Machado Godinho
Humor Movimento hétero forever Roberto Machado Godinho
Teatro PRECONCEITUOSO Roberto Machado Godinho
Roteiros O PECADOR Roberto Machado Godinho
Roteiros VÍCIO Roberto Machado Godinho
Roteiros SESSÃO DE TEATRO Roberto Machado Godinho
Juvenil SONHANDO COM ISAAC Roberto Machado Godinho

Páginas: Próxima Última

Publicações de número 1 até 10 de um total de 15.


escrita@komedi.com.br © 2024
 
  Textos mais lidos
JASMIM - evandro baptista de araujo 68954 Visitas
ANOITECIMENTOS - Edmir Carvalho 57876 Visitas
Contraportada de la novela Obscuro sueño de Jesús - udonge 56689 Visitas
Camden: O Avivamento Que Mudou O Movimento Evangélico - Eliel dos santos silva 55758 Visitas
URBE - Darwin Ferraretto 54999 Visitas
Entrevista com Larissa Gomes – autora de Cidadolls - Caliel Alves dos Santos 54850 Visitas
Sobrenatural: A Vida de William Branham - Owen Jorgensen 54812 Visitas
Caçando demónios por aí - Caliel Alves dos Santos 54749 Visitas
O TEMPO QUE MOVE A ALMA - Leonardo de Souza Dutra 54688 Visitas
ENCONTRO DE ALMAS GENTIS - Eliana da Silva 54654 Visitas

Páginas: Próxima Última