Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
Ciclo inflamável
Flora Fernweh

O que fazer se quando queimo escrevo, mas quando escrevo, ardo?


Biografia:
Sobre minha pessoa, pouco sei, mas posso dizer que sou aquela que na vida anda só, que faz da escrita sua amante, que desvenda as veredas mais profundas do deserto que nela existe, que transborda suas paixões do modo mais feroz, que nunca está em lugar algum, mas que jamais deixará de ser um mistério a ser desvendado pelas ventanias. 
Número de vezes que este texto foi lido: 33779


Outros títulos do mesmo autor

Frases T, paixão e amor Flora Fernweh
Artigos A psicologia e seus diálogos possíveis Flora Fernweh
Poesias Dolorosa tarefa Flora Fernweh
Artigos Os efeitos da falta do autoconhecimento na era digital Flora Fernweh
Artigos O desabrochar do Nacionalismo Flora Fernweh
Cartas Aviso prévio Flora Fernweh
Frases Ciclo inflamável Flora Fernweh
Poesias O fim da dor de uma dor sem fim Flora Fernweh
Frases Sobre a perfeição Flora Fernweh
Haicais Livre-natante Flora Fernweh

Páginas: Próxima Última

Publicações de número 1 até 10 de um total de 166.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2020
 
  Textos mais lidos
viramundo vai a frança - 34970 Visitas
O Trenzinho - Carlos Vagner de Camargo 34900 Visitas
LÍRIO - Alexsandre Soares de Lima 34840 Visitas
Pensamento 21 - Luca Schneersohn 34824 Visitas
Na caminhada do amor e da caridade - Rosângela Barbosa de Souza 34810 Visitas
Como posso desenvolver uma campanha de marketing - Antonio 34796 Visitas
Guerra suja - Roberto Queiroz 34795 Visitas
A PRAIA DO PROGRESSO - Rosângela Barbosa de Souza 34775 Visitas
Um dia serei algo - José Rony de Andrade Alves 34755 Visitas
Os Morcegos - Nato Matos 34745 Visitas

Páginas: Próxima Última