Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
O NEGOCIADOR DE ALMAS
3ª PARTE
CARLOS EDUARDO MARTINS CARVALHO

Resumo:
Entrei no supermercado a fim de abastecer minha geladeira, você pode me perguntar. Se somos pessoas normais?

Entrei no supermercado a fim de abastecer minha geladeira, você pode me perguntar. Se somos pessoas normais? As vezes também temos nossos momentos humanos como comprar comida, curtir bares, cinema, teatro e todas as coisas ditas cotidianas pelos humanos. Aquele dia entrei caminhando lentamente mais precisamente no corredor dos laticínios normalmente o que faço é ser bem rápido. É incrível a variedade de marcas de leites que existe, ultimamente tenho bebido muito leite de soja, acho diferente acho muito gostoso. Para alguém que já passou de os mil anos experimentar coisas novas é sempre fascinante. O tempo espaço para um *TUWES é bem diferente e quando assumimos a forma humana nos da um certo desconforto acho que é por causa do antigo usuário que o deixou. Sim, assumimos corpos de outras pessoas faz parte da negociação e da necessidade de encontrar outras almas com quem negociar.
Derrepente distraído esbarro numa cadeira de rodas no meio do corredor era um garotinho meus olhos de “negociador” observam que a alma do menino sofre de uma doença rara e incurável ao qual seu corpo vai atrofiando ele tem suas mãos tortas, seu pescoço esta torcido o que faz que ele fique olhando para baixo o tempo todo.
O garoto revira os olhos o tempo todo sinto o seu sofrimento constante preso naquele corpo. Os pais do garoto estão próximos escolhendo qual leite vão comprar. Eu me aproximo do garoto como se falasse com ele mentalmente e ele se agita, começa a balbuciar palavras desconexas a mãe logo vai até ele.



-Calma meu filho já vai passar!
-Ele esta bem! Responde ela olhando pra mim com ar triste.
- Eu digo calmamente a ela.
-Ele vai ficar bem!
A mãe olha nos meus olhos e se afasta do filho, que agora se debate contra o encosto da cadeira de rodas. O pai assiste a tudo como se estivesse hipnotizado.
-Vou lhe dar um presente garoto.
Encosto minhas as mãos na cabeça do menino e seus olhos mudam de cor....o garoto começa a se transformar, seu corpo reage se recuperando a força ao qual a alma produz é algo muito forte dependendo de quem a utiliza pode se fazer coisas inimagináveis aos humanos.

Os olhos voltam ao normal, os ossos do garoto começam a se quebrar e a se regenerar aquele minuto congelou é como se o tempo parasse e apenas nós dois estávamos ali cercados de uma luz intensa o fluido espiritual do menino se mistura a força da minha e o cura totalmente. Afasto-me do garoto. Tudo volta ao normal e ele apenas sorri e sai normalmente caminhando em direção aos pais. Os pais da criança estavam atônitos. Aquela cadeira de rodas ao qual ele esteve nos últimos onze anos ficou pra trás.
O garoto olhou para os pais e disse:
- Mamãe, papai! Eu estou bem eu amo vocês!
A mãe e o pai começam a chorar freneticamente abraçando o filho. Eu me viro calmamente pego minha caixa de leite e saio tranquilo entre as pessoas que se aproximavam para ver o que estava acontecendo.
Eram gritos de felicidade, choro, comoção, alguns gritavam:
-"MILAGRE"!!!! --"MILAGRE"!!!!
- Onde está ele?
-Onde está aquele rapaz!!!
Gritava a mãe do menino.
Continuei caminhado em direção aos caixas calmamente posso dizer que me senti tão bem mesmo sabendo que agora teria um problema. Por mais que tenhamos poderes não podemos interferir no destino dos humanos. Quando Jesus veio a terra e em sua bondade curava os doentes e alimentava os famintos tentando assim fazer com que os homens se tornassem menos egoístas e compartilhassem uns com os outros eles o crucificaram e o mataram.
Desde então Deus nos proibiu de ajuda-los novamente. Gritando outro Tuwes me alerta o que eu já sabia.
_ VOCÊ SABE QUE NÃO PODE FAZER ISSO!!!
To cheio dessas regras não pode isso não pode aquilo. E o livre arbítrio?
-Não temos livre arbítrio isso pertence só aos humanos!
-Mas aquele menino estava preso naquele corpo deficiente só fiz o que achei correto fazer.
- NÃO É VOCÊ QUEM DECIDE ISSO!
- CHEGA!!! ESTOU AQUI PRA NEGOCIARMOS, GUARDE SUA FILOSOFIA IDIOTA PRA SI.


Biografia:
Número de vezes que este texto foi lido: 419


Outros títulos do mesmo autor

Romance O NEGOCIADOR DE ALMAS CARLOS EDUARDO MARTINS CARVALHO
Romance O NEGOCIADOR DE ALMAS CARLOS EDUARDO MARTINS CARVALHO
Romance O NEGOCIADOR DE ALMAS CARLOS EDUARDO MARTINS CARVALHO
Romance O NEGOCIADOR DE ALMAS CARLOS EDUARDO MARTINS CARVALHO
Roteiros O Corvo CARLOS EDUARDO MARTINS CARVALHO
Romance O VERÃO DE 1985 CARLOS EDUARDO MARTINS CARVALHO
Romance O NEGOCIADOR DE ALMAS 2º Capitulo CARLOS EDUARDO MARTINS CARVALHO
Romance O NEGOCIADOR DE ALMAS CARLOS EDUARDO MARTINS CARVALHO


Publicações de número 1 até 8 de um total de 8.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2019
 
  Textos mais lidos
The crow - The Wiki World - The Crow 57743 Visitas
A Arte De Se Apaixonar - André Henrique Silva 53063 Visitas
haicai - rodrigo ribeiro 39339 Visitas
OS ANIMAIS E A SABEDORIA POPULAR - Orlando Batista dos Santos 34878 Visitas
PÃO E CIRCO - Tércio Sthal 34165 Visitas
Amores! - 33397 Visitas
Desabafo - 33010 Visitas
Reencontro - Jose Andrade de Souza 31791 Visitas
Faça alguém feliz - 31728 Visitas
Vivo com.. - 31439 Visitas

Páginas: Próxima Última