Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
Tudo o que deseja ser
Amargo poeta

Eu encontrei as suas palavras
Seu rosto familiar, como um velho amigo
Se o tempo deixar
Que seus passos nunca parem!
O mal tempo são os outros, tempestade!
A manhã é a criança, e a noite um homem, envelhecendo!

Eu ouço a voz dele
E tudo que deseja ser
Você vai me achar em algum lugar
Onde não sentirá orgulho de ninguém
Mas eu acharei um jeito
De mostrar a eles o que importa
Eu sou a criança agora, sempre fui

Eu encontrei as suas palavras
Seu rosto familiar, como um velho amigo
Se o tempo deixar
Que seus passos nunca parem!


Eu ouço a voz dele
E o que deseja ser
Você vai me achar em algum lugar do tempo
Onde não sentirá orgulho de ninguém
Mas eu acharei um jeito
De mostrar a eles o que importa
Eu sou a criança agora, sempre fui








Biografia:
Número de vezes que este texto foi lido: 43


Outros títulos do mesmo autor

Poesias Onde nós estamos? Amargo poeta
Poesias Foi se um dia ser ver um mês Amargo poeta
Poesias Tudo o que deseja ser Amargo poeta


Publicações de número 1 até 3 de um total de 3.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2017
 
  Textos mais lidos
A Dama e o Valete - Talita Vasconcelos 182798 Visitas
PÃO E CIRCO - Tércio Sthal 148880 Visitas
Era uma casa grande - helena Maria Rabello Lyra 148307 Visitas
E assim foi a nossa história... - Nandoww 128322 Visitas
Esse mês de Julho... - Nandoww 67380 Visitas
Transgressão do Dever - helena Maria Rabello Lyra 64760 Visitas
Carta a um amor impossível - Carla (Fada) 58822 Visitas
ENTENDA DE UMA VEZ POR TODAS O HINO NACIONAL - Fabbio Cortez 58642 Visitas
Fazendo amor - Milena Marques 57537 Visitas
Há uma urgência do amor.. - Sabrina Dos Santos 53548 Visitas

Páginas: Próxima Última