Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
Humanidade é má
Michel Proença

Sinto o temor
que corre em minhas veias,
agora a dor que sinto
já faz parte do que sou.

Nas madrugadas,
nas penumbras destas ruas,
criaturas obscuras,
a espreita nas vielas,
e o temor em minha mente transparece em minha face.

Em meio ao caos
que vive este mundo
a minha busca encerrou,
o paraíso não existe,
a minha busca encerrou.

Mas estes monstros
estão em becos e vielas,
que espreitam as donzelas,
e exalam um nefasto e maligno odor.

Me sinto só,
nas ruas já desertas,
em penumbras, em trevas,
sinto-me dilacerado. (Quem me feriu)!?
Sinto o veneno, a raiva,
que corre em minhas veias.

Grito socorro quando,
longínquo eu avisto,
um amigo que vem vindo,
mas o terror em sua face não esconde,
se esconde.

Em meio ao caos
que vive este mundo,
a minha busca encerrou,
lavo a calçada com o sangue
que demonstra o que sou.

Vermelho puro, escuro,
me fez lembrar,
humanidade é má,
me fez lembrar, agora,
humano sou.


Biografia:
Olá, sou Michel Willian, estudante de Engenharia, nascido em 01 de setembro de 1996. Nasci em uma família humilde, na qual desde muito cedo aprendi os reais valores da vida. Tenho muitos sonhos/objetivos e um deles é se tornar escritor! Compartilharei aqui minhas escritas, espero que gostem!
Número de vezes que este texto foi lido: 1005


Outros títulos do mesmo autor

Poesias Homem de princípios Michel Proença
Poesias Uma forma de amor Michel Proença
Poesias Entregue-me flores Michel Proença
Poesias As quatro estações Michel Proença
Poesias Erga os olhos Michel Proença
Poesias Da morte, eu tenho medo Michel Proença
Poesias Trilha de rochas Michel Proença
Poesias Quando a morte aproxima-se da alma Michel Proença
Poesias Sincera edvânia Michel Proença
Poesias Poesia ao mouco Michel Proença

Páginas: Próxima Última

Publicações de número 1 até 10 de um total de 28.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2018
 
  Textos mais lidos
A Dama e o Valete - Talita Vasconcelos 185360 Visitas
Era uma casa grande - helena Maria Rabello Lyra 163203 Visitas
PÃO E CIRCO - Tércio Sthal 162223 Visitas
E assim foi a nossa história... - Nandoww 130491 Visitas
ENTENDA DE UMA VEZ POR TODAS O HINO NACIONAL - Fabbio Cortez 117615 Visitas
Transgressão do Dever - helena Maria Rabello Lyra 79900 Visitas
Esse mês de Julho... - Nandoww 69676 Visitas
Carta a um amor impossível - Carla (Fada) 64496 Visitas
Fazendo amor - Milena Marques 60072 Visitas
Há uma urgência do amor.. - Sabrina Dos Santos 55564 Visitas

Páginas: Próxima Última