Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
Renovando a Força
Charles Haddon Spurgeon


Título original: Renewing Strength




Por Charles Haddon Spurgeon (1834-1892)

Traduzido, Adaptado e
Editado por Silvio Dutra





“Porque agora vivemos, se estais firmes no Senhor.” (I Tessalonicenses 3.8)

Ministros que são realmente enviados de Deus se regozijam na prosperidade espiritual do seu povo. Se eles veem a Palavra de Deus prosperar, eles prosperam. Se a Igreja de Deus é abençoada, eles são abençoados. Sua vida está envolvida na vida espiritual de seu povo. Nunca o servo de Deus está tão cheio de deleite quando vê que o Espírito Santo está visitando seus ouvintes, fazendo-os conhecer o Senhor e confirmando-os naquele conhecimento celestial. Por outro lado, se Deus não abençoa a palavra de Seus servos, isto é como morte para eles! Ser pregador e não ter nenhuma bênção os torna pesados ​​de coração - as rodas do carro são tiradas e eles se arrastam pesadamente - parecem não ter nenhum poder nem liberdade. Eles ficam deprimidos e voltam para o seu Mestre com esta queixa: "Quem creu na nossa pregação? E a quem foi revelado o braço do Senhor?"
Ele os ressuscita e os anima - e eles voltam a seu serviço - mas se eles não veem uma bênção manifesta descansando sobre o povo, eles choram e suspiram e são como homens morrendo. Se o Senhor quisesse, Ele poderia tê-los feito robôs para pregar e estes só precisariam ser acionados para executarem o seu serviço! Eles não teriam conhecido sentimentos de alegria ou de tristeza e teriam sido invulneráveis ​​às flechas da dor. Ouvimos falar do Duque de Ferro. Os pregadores de ferro teriam sido instrumentos duradouros e nunca teriam sido deixados de lado pela depressão mental. Mas, a simpatia do pregador é o grande instrumento de Deus para abençoar o ouvinte! Se você ler um sermão em um livro, isto é bom, mas se você ouvi-lo pregado fresco do coração do homem, é muito mais eficaz. Há um sentimento vivo de companheirismo sobre ele, e esse é o poder que Deus, em todas as épocas, tem ficado satisfeito em usar - o poder de um espírito que Ele fez sensível com afeto - tão sensível que se eleva à alegria quando sua finalidade afetuosa é alcançada e afunda-se às profundidades da dor quando essa finalidade falha.
Isto é o que o Apóstolo quer dar a entender quando diz: "Agora vivemos, se permaneceis firmes no Senhor". O povo pode tornar o pastor contente por ser rico em graça e feliz em Cristo! Mas eles podem torná-lo miserável além de qualquer descrição se eles são instáveis ​​ou insinceros. Queridos e amados, muitas vezes me regozijei em Deus quando eu vi a obra do Espírito entre vocês. Não é nenhuma alegria pequena, que por muitos anos nós nunca estivemos sem um acréscimo de membros à igreja. Com poucas exceções, nunca nos reunimos em nossas comunhões mensais sem receber um número considerável de membros.
Durante esses anos, alguns apostataram, para nossa grande tristeza, e alguns para o nosso sofrimento solene. Mas, outros têm persistentemente realizado a obra de Deus e desenvolvido dons e graças que os tornaram qualificados para esferas maiores. Em cada parte desta nação alguns estão engajados no serviço santo, os quais saíram desta Igreja. Por tudo isso, nosso coração deve ser grato. Mas. estes são tempos maus. Estes são tempos, como os que eu não vi antes, em que os fundamentos são removidos e "o que o justo deve fazer?" Os ventos estão soprando. Os equipamentos estão soltos. Os marinheiros cambaleando para lá e para cá! Tudo parece estar à deriva. Os homens não sabem onde estão!
Metade dos professantes cristãos dos dias atuais não conhece a Cabeça deles (Cristo) e os que conhecem parecem inclinados a se apoiarem em seus calcanhares e correr, em vez de permanecer firmes na fé e esperar até que os dias maus acabem! É hora de falar com você sobre a firmeza – para que você não seja como meninos ociosos que pulam as cercas e valas procurando cada ninho que as aves tolas podem escolher fazer - mas que você mantenha a Rodovia do Rei da santidade e verdade e se apegue às doutrinas e às práticas que nos são ensinadas na Palavra de Deus. Eu digo a você por este discurso, "Agora nós vivemos, se você ficar firme no Senhor."
É uma questão de vida e morte para nós que você deva ser enraizado, fundamentado e confirmado. Observe primeiro que alguns não estão no Senhor. Em segundo lugar, alguns parecem estar no Senhor, mas eles não estão de pé. E em terceiro lugar, há alguns no Senhor que permanecem firmes no Senhor e esta é a nossa vida - "Ora, nós vivemos, se permaneceis firmes no Senhor".
I. Primeiro, ALGUNS NÃO ESTÃO NO SENHOR. Uma massa sólida de infidelidade e impiedade nos afunda. Nosso coração está pesado porque esta grande cidade está determinada a fechar os olhos à Luz de Deus. Há ruas nas quais ninguém frequenta a Casa de Deus e temos informações críveis de que em certos distritos, se um homem em uma rua é visto regularmente indo a um lugar de culto, seus vizinhos o marcam como um ser singular. O londrino nascido em casas das classes trabalhadoras, como regra, não tem nenhum cuidado em relação a um lugar de culto. Se eu estivesse vivendo no campo, acho que ficaria satisfeito com apenas metade do salário antes de vir e morar neste lugar ímpio!
Nossos membros tentam criar seus filhos no temor de Deus, mas são muitas vezes obrigados a abandonar suas casas por causa da conduta imunda daqueles que contaminam nossas ruas. No entanto, este não é o meu tema atual. Nossa maior tristeza é que há muitos que ouvem o Evangelho e não estão no Senhor! Não estamos arrependidos de que eles venham ouvir a Palavra de Deus – que Deus permita que todas as almas sem Cristo ouvissem de Cristo! Mas, lamentamos que tenha chegado mês após mês, ano após ano, e não tenham recebido benefício algum. Eu ainda me encontro, aqui e ali, com aqueles que me dizem: "Eu costumava ouvi-lo em Park Street e no Exeter Hall", e contudo eu percebo que eles estão indecisos. Tenho pouca esperança em relação a eles se trinta anos de ministério não os trouxe a Cristo!
De qualquer modo, esses muitos anos aumentam a terrível probabilidade de que continuem a fazer a Palavra de Deus ser para si mesmos um cheiro de morte para a morte. Se eu pudesse escolher desta audiência, esta noite, por uma orientação infalível, um homem ou uma mulher e pudesse apontar para aquela pessoa e dizer: "Esse certamente descerá ao Inferno para suportar a ira eterna de Deus" - e se você soubesse que eu estava falando como um Profeta de Deus e que era certamente assim - você se viraria e olharia com profundo pesar para aquela alma condenada! Você estremeceria por estar sentado no mesmo banco! E ainda assim, graças a Deus, não podemos falar com essa certeza, mas a probabilidade cresce tão grande que quase chega a uma certeza em relação àqueles sobre quem as súplicas foram desperdiçadas, sobre quem as exposições foram desperdiçadas, por quem os convites foram recusados, Que eles continuarão a endurecer seus corações até que finalmente afundem no lugar onde a misericórdia nunca entra!
Ah, Senhor, estas são notícias pesadas e Seus santos as sentem! Sei que estou falando com muitos que simpatizam profundamente comigo quando digo que o pensamento disso é um verme que faz com que nossas alegrias se deteriorem. Refiro-me ao pensamento de que alguns de vocês contribuem para a obra de Deus e são, em muitos pontos, excelentes - e, no entanto, lhes falta a única coisa necessária - e depois de terem se unido ao povo de Deus em atos externos de devoção! Ó Infinita Misericórdia, concede que não seja assim, mas que estes homens e mulheres, mesmo agora, sejam levados a crer em Jesus e serem salvos! Morremos quando pensamos naqueles que não estão no Senhor! Como isso nos reanimaria se pudéssemos vê-los salvos!
Se há uma influência amortecedora sobre o pensamento de que alguns poucos entre nós não são convertidos, pense em qual deve ser o efeito sobre a mente de um ministro se ele tiver trabalhado muito e não viu nenhum fruto. Pode haver casos em que um homem tem sido fiel, mas não bem sucedido - lugares onde, por um tempo, o orvalho não cai e as influências de refrigério do Espírito não são dadas. Então o solo quebra o arado e o boi cansado está pronto para desmaiar. Comecei a pregar, ainda jovem, com apenas dezesseis anos de idade, mas antes de pregar meia dúzia de vezes vi pessoas afetadas por esses sermões. Eu ansiava para encontrar algum coração que tivesse olhado para Jesus quando eu pregava - e eu fotografei em minha memória, neste momento, uma casa muito humilde, de paredes de argila, que me parecia ser um ponto sagrado, porque eu soube por um venerável diácono que era a casa de uma pobre mulher que havia procurado e encontrado o Salvador através do meu ministério.
Eu não deixei a semana concluir até que eu a tivesse visitado, porque eu tive fome da alegria de encontrar alguém que eu tinha trazido a Cristo! Se eu achei uma alma convertida, apliquei meu coração e procurei por mais. Irmãos, vocês estão trabalhando para Jesus? Então você sabe o que é sentir a sombra da morte quando você não ganha uma alma! Não parece difícil bater para Cristo em uma porta que nunca se abre, mas se tiver parafusos novos colocados nela para mantê-la sempre fechada? Não se envergonhe de si mesmo porque se sente angustiado – isto prova a sua capacidade de ser usado. Aos poucos Deus o abençoará e então você compreenderá o texto, "Agora nós vivemos." Você encontrará que seu pulso é acelerado, o sangue de seu coração aquecido - você será enchido com uma vida mais divina enquanto você se levanta mais perto da dignidade de um salvador dos homens e prova as alegrias indizíveis para as quais Cristo deu Sua vida!
II. Percebemos, em segundo lugar, que HÁ ALGUNS QUE PROFESSAM ESTAR EM CRISTO, MAS ELES CERTAMENTE NÃO ESTÃO PERMANENTEMENTE. Esta é uma Mara – uma fonte de águas amargas. Esta é uma fonte de angústia e de terrível tribulação para o servo de Deus em quem habita o Espírito de Deus, isto é, que, em primeiro lugar, há muitos sobre os quais nos regozijamos que, no entanto, apostatam completamente. Use o melhor julgamento que puder, haverá alguns acrescentados a uma Igreja que não são realmente do povo do Senhor. Eles correm bem - "O que os impede de não obedecerem à verdade?" Eles parecem começar no Espírito, e ainda assim, eles tentam ser aperfeiçoados na carne.
Oh, insensatos, "Quem lhes fascinou?" Eles parecem ser tudo o que queremos que sejam, por um tempo, mas logo eles não são nada que eles deveriam ser. E isso não acontece apenas durante os primeiros seis meses, senão poderíamos colocá-los em liberdade condicional, mas, infelizmente, aconteceu com homens que se tornaram de cabelos grisalhos na Igreja - estimados e honrados - e, no entanto, seus nomes não podem ser mencionados sem tristeza! Nunca podemos sentir-nos suficientemente agradecidos ao nosso Senhor por permitir que um Judas esteja entre os doze, pois assim, Ele mesmo, suportou o que foi para Seus servos o mais esmagador sofrimento! O homem que foi à Casa de Deus em nossa companhia e que nos traiu, não somente nós, mas o nosso Mestre e a Verdade de Deus. Isso tem acontecido muitas vezes na história da Igreja e, portanto, podemos esperá-lo. Mas, sempre que vem, é uma facada para a própria alma! Paulo, eu penso, se ele estivesse aqui, diria: "Agora nós morremos, porque esses homens não se mantêm firmes no Senhor".
Estou feliz por ter sido tão largamente poupado desta calamidade que fere o coração! Oh, meus irmãos e irmãs, nós vivemos, se vocês permanecerem firmes no Senhor! Mas é como a morte para nós se vocês se desviarem! Mas há outras formas de instabilidade. Muitos não se comportam de tal maneira que podemos remover seus nomes do rol da Igreja, mas eles declinam em Graça. Muitos crescem demasiadamente mundanos e é especialmente o caso quando ficam ricos. Bem, alguém me disse no outro dia que aumentou a sua riqueza: "quase lamento que tenha mudado minha posição, porque minhas dificuldades aumentaram maravilhosamente - minhas dificuldades especialmente com minha família. Eles pedem coisas, agora, na forma de divertimentos que nunca teriam pensado se eu não tivesse me tornado rico."
Quando um homem trabalha e se move para juntar riquezas, está esforçando-se laboriosamente para tornar difícil para si mesmo ser salvo. No entanto, alguns pensam que o objetivo principal da vida é ficarem sobrecarregados para que eles não possam seguir facilmente a Cristo. É um progresso ruim ficar rico em ouro, mas pobre em Graça. Vemos outros a quem consideramos mais propensos a serem líderes e ajudantes, que, se não por esta causa, mas por alguma outra, são desviados da obra de Deus. Não esperamos vê-los na Reunião de Oração - seria bastante assombroso se eles viessem! Não nos atrevemos a esperar que eles conduzam uma sociedade ou uma associação de pregadores leigos, ou uma classe de escola dominical, pois eles são descuidados quanto à salvação das almas.
Conhecemos alguns que antes estavam cheios de zelo, mas agora não são nem frios nem quentes. Estes podem parecer bagatelas para o irrefletido, mas não são bagatelas para aqueles que cuidam de suas almas e terão que prestar contas a Deus! Sempre que os vi, eu disse a mim mesmo: "Quanto disso é devido a mim? Quanto devo me culpar por isso?" E não podemos responder a essa pergunta imediatamente. Muitos pensamentos e considerações são necessários, mas, creia-me, não há nada que coma mais como um ácido afiado na alma íntima de um homem para causar-lhe um sofrimento diário do que quando vê aqueles que professam ser servos de Cristo não respondendo aos processos da Graça, mas agindo como homens mundanos!
Há alguns dos quais eu devo falar até mesmo chorando, porque eles vexam nosso espírito por sua negligência dos assuntos do seu Mestre. Nestes dias, há outras formas dessa falta de firmeza e elas surgem dessa maneira. Alguns estão sempre mudando suas opiniões doutrinárias. Nos últimos dez anos, tivemos a mais notável seleção de abominações no caminho de novas doutrinas que sempre amaldiçoaram nossa raça humana! Se todas as heresias que foram apresentadas fossem verdadeiras, não sei se permaneceria o Céu, ou o Inferno, ou a terra, ou Deus, ou o homem - pois tudo isso foi removido pelo dedo miserável da dúvida! Alguns não vão tanto para as descrenças quanto para os fanatismos e, não acreditando em nada um dia, o mundo deve acreditar em tudo no seguinte!
Já nos foram restaurados os milagres e surgiu uma pessoa ousada que assumiu o nome de Cristo! Um poço sem fundo de fanatismo está bocejando. O inferno de baixo está vomitando todo tipo de absurdos para aborrecer a Igreja de Deus. Agora é a hora da firmeza! É uma coisa abençoada para um homem saber o que ele acredita e segurar-se a isso - não ter ouvido para novidades injustas, mas dizer: "Se é novo, não é verdade. Tenho minhas cores pregadas no mastro e não posso derrubá-las." Conhecemos alguns que não são firmes em seu serviço a Cristo. Quando um homem afirma ser perfeito, ele é completamente inútil para nós - ele está certo de deixar o seu trabalho. Ele precisa de todo o seu tempo para admirar suas próprias perfeições! Não é possível para ele ser de qualquer outro serviço entre os pobres pecadores como nós somos - e ele vai ficar entregue a si mesmo e dizer: "Deus, eu te agradeço, que eu não sou como os outros homens são". É muito melhor permanecer imperfeito e ser de alguma utilidade para Deus, do que se gabar da minha excelência e não fazer nada!
Irmãos, apegai-vos à vossa obra para Deus! Se você prega, pregue! Se for chamado para ensinar na escola dominical, ensine! Se Deus lhe ordenou ir de porta em porta com folhetos bíblicos, apegue-se a isso, e quando o próprio Senhor vier, não poderá lhes encontrar em melhor posição do que em cumprir os ofícios para os quais lhes chamou! Ele não queria que fôssemos de pé com a boca aberta, olhando para o ar! A melhor posição para um servo, quando seu Mestre vier, será encontrada fazendo a vontade de seu Mestre. Vivemos, se permanecerem firmes no Senhor quanto à doutrina e ao serviço santo, e sobretudo vivemos, se o Senhor os mantiver, queridos irmãos e irmãs, verdadeiros no assunto da santa conversação. Eu chamo a santidade para ocupar seu trabalho em casa. Eu chamo a santidade que faz de mim um pai bondoso, um irmão verdadeiro, um filho obediente e me faz lembrar de minha vocação diária e vejo que faço os outros felizes e assim recomendo-lhes o Evangelho. Cuidem de seus caráteres pessoais em segredo diante de Deus, em casa diante de seus amigos e fora no mundo onde os olhos de águia vigiam para perceber suas fraquezas, para ver se são impecáveis e inculpáveis! Pois então nós vivemos! Mas, quando os homens podem se virar e lançar em nossos rostos, "Estes são seus cristãos, e eles agem como os outros agem e falam como os outros falam", então para baixo vai o nosso espírito e gostaríamos de morrer se pudéssemos! É a vida conduzir um grupo de homens firmes que conhecem a Verdade de Deus e vivem a Verdade de Deus e que estão prontos para morrer pela Verdade de Deus! Esta é uma honra da qual nos sentimos indignos, embora tenhamos uma aspiração por ela. Mas, liderar pessoas inconsistentes, duvidosas, sem coração e ociosas em direção a um objetivo imaginário é uma condenação em comparação com a qual a morte, em si mesma, é um deleite.
Agora, queridos irmãos e irmãs, a razão pela qual todo verdadeiro ministro se afunda de coração quando aqueles que parecem estar em Cristo não se mantêm firmes é esta - a menos que os homens sejam firmes, a Igreja fica enfraquecida. A força de qualquer Igreja deve ser o agregado da força de todos os membros juntos. Portanto, se você tem um conjunto de irmãos fracos, você multiplica a fraqueza de cada um pelo número de membros. Que hospital é o resultado! Se cada crente é forte, então toda a Igreja é forte. E esse é o nosso desejo - nós ansiamos em ver a Igreja de Deus vigorosa em seu chamado santo! Se os crentes são firmes, então Deus é glorificado. A piedade transitória não traz glória a Deus! Deus não é honrado por essa religião que é retomada hoje e estabelecida amanhã. É somente pela perseverança - sim, e perseverança até o fim, que a glória é trazida a Deus.
O ministro fica desapontado com suas expectativas razoáveis ​​quando os homens não se mantêm firmes. Ele é como um fazendeiro que vê a semente crescer e apenas quando está prestes a dar-lhe uma colheita, ele examina se o grão do seu trigo está deteriorado. Ele pode bem chorar sobre o fato de que ele foi tão longe e ainda tão completamente falhou! Julguem, vocês, mães, o que é amamentar seus filhos até que eles estejam perto da maturidade e então vê-los afundar na sepultura. Você desejou, talvez, que você não tivesse tido filhos do que ver sua prole tirada de você. Muito semelhante é a tristeza do verdadeiro pastor - quando ele espera que Deus seja glorificado por seus convertidos, eles se desviam e seu trabalho se perde. Ou se eles não se voltam para a perdição, mas se são instáveis, sua alegria é diminuída e sua utilidade é prejudicada. E isso não é pouca coisa.
Nós vivemos em sua alegria e se você a perde, nós sofremos por sua perda incalculável, pois acredite em mim, não há alegria mais elevada do que a do cristianismo - e perder isso é uma catástrofe! Os primórdios da piedade são muitas vezes amargos - e os difíceis avanços são muitas vezes feitos através do mar e através do terrível deserto - mas o estágio mais elevado de piedade é a terra de Beulah de onde você olha para o Paraíso de Deus! Se qualquer filho de Deus deve perder esta alegria suprema, é uma dor muito pesada para aqueles que vigiam por suas almas. Seja firme, pois assim viveremos.
III. Então, há alguns que estão no Senhor e que estão firmes no Senhor - e esta é a nossa vida! Eles são a nossa vida porque a sua santa conduta nos enche de confiança viva. Eu lhes digo, irmãos e irmãs, quando vi a santa generosidade dos membros desta Igreja fazendo sacrifícios para servir ao Senhor. Quando vi a sagrada coragem de irmãos e irmãs se levantando por Jesus e suportando injúrias por causa do seu amor ao Senhor - e falando a Verdade de Deus, a despeito de serem ridicularizados. Quando, de fato, tenho visto muitas coisas que não vou mencionar agora - eu digo a mim mesmo: "Estes são frutos que não poderiam ter sido produzidos senão pela Verdade e pelo Espírito de Deus!"
Então eu me senti muito confiante no Evangelho que tem sido tão adornado por suas ações. Alguns dos nossos amados anciãos e diáconos faleceram, para nossa tristeza profunda, não muito tempo atrás, e quando eu desci de suas câmaras de morte, não precisei de mais argumentos para provar a religião do Senhor Jesus - o Espírito Santo - seu selo sobre a Verdade por suas partidas alegres. Se os infiéis me encontrassem quando deixei esses leitos de morte escolhidos, eu não teria discutido com eles por um único momento - eu teria simplesmente rido deles com desdém - pois eu teria me sentido como um homem que olhou para o sol até que ele não pudesse suportar a chama dele por mais tempo - e então ouve um cego jurar que não há sol! Com que confiança falamos quando vidas santas e mortes alegres provam o Evangelho!
Mais uma vez, quantas vezes tenho visto medos que penetraram em minha alma afastado por minhas pessoas queridas! Este é um tempo de temor, quando todos os homens de Salomão que vigiam sua cama precisavam, cada um, carregar sua espada por causa do medo na noite. Contudo, quando vi o povo de Deus firme, meus medos fugiram! Sim, eu disse que o Senhor guarda os pés de Seus santos. Ele é como um muro de fogo ao redor do Seu povo. Se fosse possível, os poderes do mal enganariam os próprios eleitos - mas isso não é possível! Os santos são firmes e cada um firma seu ministro e ajuda-o a deixar de lado suas ansiedades e a regozijar-se na certeza de que o Evangelho triunfará!
A firmeza torna-se nossa vida, estimulando-nos a um maior esforço. Acredito que os fiéis ajudam o ministro a um alto grau de utilidade. Quando o homem de Deus vê o seu povo vivendo para Deus com uma alta taxa de piedade, ele fala muitas coisas que de outra forma ele nunca teria falado. Ele se gloria na obra de Deus e sem fôlego nem traço de hesitação, ele aponta para o seu povo e clama: "Veja o que Deus fez!" Ele exulta sobre seus convertidos com uma alegria santa. Ele clama, "Veja o que eles costumavam ser e o que eles são agora! Veja como a vida foi criada para surgir no meio da morte e como a Luz de Deus brilha, onde antes, a escuridão reinava."
Tire as evidências vivas do poder Divino da Igreja e abaixe o espírito do pregador imediatamente - e prive-o de poder para demonstrar sua comissão pelos sinais que a seguem. Tenho a certeza, queridos amigos, que vocês teriam uma influência amortecedora em mim se não fossem firmes na santidade. Como posso pregar a santidade se alguém sentado na galeria olha para baixo e diz: "Lá está um de seus membros e é pior do que um ladrão!" Posso pregar a glória da Graça quando alguém grita: “Mas vi um dos membros da sua igreja embriagado na outra noite! É isso que se entende pelo espírito da graça?" Se atrás de mim há um regimento de enganadores e hipócritas, minha posição é horrível. Minha tarefa, em si mesma difícil, torna-se absolutamente impossível se, enquanto prego uma coisa, você vive outra!
Felizmente, não foi assim com você e você não permitirá que seja assim no futuro. Que o Deus de Infinita Misericórdia me conceda que eu possa viver porque Cristo vive em você! Para que eu possa ser forte, porque posso vir a vocês como sendo minhas "epístolas vivas, conhecidas e lidas por todos os homens!" De cristãos firmados por Deus, posso citar as palavras de Davi: "Feliz é o homem que tem a sua aljava cheia deles. Ele falará com os inimigos na porta." A melhor resposta para todos os oponentes do antigo Evangelho é o zelo piedoso de uma Igreja fervorosa. "Agora nós vivemos, se você ficar firme no Senhor." Eu tinha muitas coisas a dizer-lhes, mas o meu tempo se foi. Só Deus, o Espírito Santo, pode habitar com o pregador para que ele possa pregar o Senhor Jesus e não a si mesmo. E que o Espírito de Deus habite convosco, queridos membros desta Igreja, para que vivam sob Sua influência e deem Seu fruto para a Glória de Deus!
Quanto a vocês que são membros de outras Igrejas, que o Senhor lhes faça ser para os seus próprios pastores, a sua alegria e coroa! Vai ser ruim para você se, no Dia do Juízo, eles têm de dar uma triste conta de você. Nós não pensamos o suficiente sobre o julgamento que cada homem terá de sofrer, ou da conta que todos os pastores terão que prestar no último grande dia. Está escrito: "Se o vigia não os adverte, vocês perecerão, mas o seu sangue será cobrado das mãos do vigia." Oh, meu Mestre, quando Tu procuras minhas vestes pelo sangue das almas, concede que eu possa ser achado limpo do sangue de todos os homens! Que céu isso será! Lembre-se daquela outra Palavra de Deus: "Se a sentinela os adverte, e eles não tomarem cuidado da advertência, eles perecerão; mas a sentinela livrou sua alma,"
Que cada um de nós tome cuidado para livrar a sua alma! É a minha maior oração poder comprovar plenamente o meu ministério, para que em tudo vocês possam ter um testemunho inquestionável da minha fidelidade ao meu Senhor e às suas almas. Orem por mim diariamente e por si mesmos, também, para que, por nossa firmeza, esta Igreja favorecida possa ser feita para viver e florescer até que venha o nosso Senhor!


Este texto é administrado por: Silvio Dutra
Número de vezes que este texto foi lido: 569


Outros títulos do mesmo autor

Artigos Toda Plenitude em Cristo – Parte 2 Charles Haddon Spurgeon
Artigos Toda Plenitude em Cristo – Parte 1 Charles Haddon Spurgeon
Artigos A Glória da Graça Charles Haddon Spurgeon
Artigos Boas Notícias para Você Charles Haddon Spurgeon
Artigos Alegres Transformações Charles Haddon Spurgeon
Poesias Uma Lei Imutável Charles Haddon Spurgeon
Artigos Ebenézer! Charles Haddon Spurgeon
Artigos Renovando a Força Charles Haddon Spurgeon
Artigos Eu te escolhi na fornalha da aflição.” (Isaías 48.10) Charles Haddon Spurgeon
Artigos Toda a Verdade e Nenhuma Mentira Charles Haddon Spurgeon

Páginas: Próxima Última

Publicações de número 1 até 10 de um total de 228.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2018
 
  Textos mais lidos
A Dama e o Valete - Talita Vasconcelos 185104 Visitas
Era uma casa grande - helena Maria Rabello Lyra 162990 Visitas
PÃO E CIRCO - Tércio Sthal 160682 Visitas
E assim foi a nossa história... - Nandoww 130284 Visitas
ENTENDA DE UMA VEZ POR TODAS O HINO NACIONAL - Fabbio Cortez 117398 Visitas
Transgressão do Dever - helena Maria Rabello Lyra 76483 Visitas
Esse mês de Julho... - Nandoww 69497 Visitas
Carta a um amor impossível - Carla (Fada) 63862 Visitas
Fazendo amor - Milena Marques 59816 Visitas
Há uma urgência do amor.. - Sabrina Dos Santos 55348 Visitas

Páginas: Próxima Última