Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
O SIGNIFICANTE EM CARMEM PRESOTTO
Tânia Du Bois

O SIGNIFICANTE NOS “ENCAIXES” DA PALAVRA
DE CARMEM SÍLVIA PRESOTTO

“Ser poeta
      ser louco

Homem entre destinos

Caminho de muitos caminhos

Enquanto morte,
Ser de todos
encaixo-me ...”

     Carmem Sílvia Presotto é uma poeta introspectiva que apresenta em seu livro Encaixes, com Desencaixes e R encaixes: “há mãos que amam”. Dá sempre sentido significante à vida, numa sintonia entre o leitor e a poeta.
     Ler a sua poesia é sintonizar uma estação distante, levada ao ar, à espera de alguém que capte a sua mensagem, a sua força, a sua vibração, para profunda reflexão.
     “Migrações
     Transformações
      Mudanças
     EncontroDesencontro
     
     Fôlego

     E de novo
     lá vai ela, a Esperança a caminhar por aí ...”

     Estou diante de uma obra madura, onde os poemas mergulham nas emoções, as palavras saltam dos versos saudando o leitor, invadindo a sua sensibilidade e o levando às lembranças e a novos encontros. É uma poesia forte e concisa, onde a palavra percorre os significados da vida.
     Encaixes (Desencaixes) é descortinar a expressão sublime do sentimento humano, da angústia, da dor que nasceu do significado profundo da alma.

     “Se sou o que penso,
     onde está o que sinto?

     Ah... silêncio!

     Ajude esta mão a caminhar pela vida.”

     A poesia de Carmen Sílvia em Encaixes é trabalhada, intimista e norteia o leitor para encontrar a “melodia” dos seus poemas; sem medo e o leva a captar e imaginar a sua mensagem em significar os sentidos.

     “Se não me lêem,
     o silêncio ao lado
     me congela

     Então
         :
     Minto
     Imagino
     e ...

     não me reescrevo”.


Biografia:
Pedagoga. Articulista e cronista. Textos publicados em sites e blogs.Participante e colaboradora do Projeto Passo Fundo. Autora dos livros: Amantes nas Entrelinhas, O Exercício das Vozes, Autópsia do Invisível, Comércio de Ilusões, O Eco dos Objetos - cabides da memória , Arte em Movimento, Vidas Desamarradas, Entrelaços,Eles em Diferentes Dias e A Linguagem da Diferença.
Número de vezes que este texto foi lido: 28683


Outros títulos do mesmo autor

Artigos O BELO É SENTIR O HOJE Tânia Du Bois
Artigos Mestre BEZ BATTI: TRADUZINDO A ASPEREZA DA PEDRA Tânia Du Bois
Artigos O SIGNIFICANTE EM CARMEM PRESOTTO Tânia Du Bois
Crônicas “O QUE VALE É A AMIZADE” Tânia Du Bois
Artigos O TEMPO NÃO APAGOU Tânia Du Bois
Artigos A CIDADE DE JOÃO NINGUÉM Tânia Du Bois
Artigos O QUE FAZ VOCÊ FELIZ? Tânia Du Bois
Artigos COMO O AVULSO DAS LUZES DO SOL Tânia Du Bois
Artigos ERA UMA VEZ... O UNIVERSO DA IMAGINAÇÃO Tânia Du Bois
Artigos PORTAS ABERTAS Tânia Du Bois

Páginas: Primeira Anterior

Publicações de número 331 até 340 de um total de 340.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2020
 
  Textos mais lidos
A VERDADE NOS SONHOS - Alexsandre Soares de Lima 2 Visitas
SERÁ QUE TEMOS ROTINA? - teresa armando elios da silva 2 Visitas
SÓ EXISTE O CARINHO DA ENTREGA - Alexsandre Soares de Lima 2 Visitas

Páginas: Primeira Anterior