Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
TEIMOSIA DE POETA
ZÉ DE NATUCA

Eu desejo aprender com avidez
E escrever um poema sem desídia
Até hoje os que fiz só receberam
Dos meus críticos o título de perfídia
Reconheço defeito em minha fábula
Aprendiz persistente sou um rábula
Que precisa livrar-se da insídia


Compreendo que estou longe da mídia
Mais teimoso eu sigo este vernáculo
Nesta luta sem fim saio do palco
Sem aplausos depois do espetáculo
Sou alguém que se afasta da inópia
Minha mente procria e deixa cópia
Pra ser vista distante do pináculo


Superar cada dia um obstáculo
É meu lema e parece ser inútil
Esperando um retorno que não vem
Que talvez meu trabalho seja fútil
Mesmo sendo cativo desta verve
Se o meu verso pra quase nada serve
Só meu ego percebe que ele é útil


Eu já sei que pra muitos sou inútil
E serei dependente do estágio
Mais não vejo nem sinto descalabro
Tudo é meu tudo simples não há plágio
Vou sem traumas compondo um episódio
Eu já sinto que nunca irei ao pódio
Mais eu deixo um espaço pra o sufrágio


Raramente recebo algum presságio
Sou poeta pra me livrar do tédio
Nesta arte eu encontro lenitivo
Só assim pra meus males há remédio
A modéstia me diz que não sou sábio
Quase nada estudei no alfarrábio
Como posso esperar algum assédio


É de Deus que recebo o intermédio
E direi certo disso ele é meu astro
É meu rei meu herói meu bardo-mestre
De terráqueo não vou seguir o rastro
Eu a vejo em sonhos no seu átrio
E com fé sinto nele um símbolo pátrio
Só desfraldo bandeiras deste mastro


Eu não posso ser duro como lastro
Dos rivais que me atacam vivo em fuga
Se a história me deixa em meu paládio
Nesta guerra não vou por qualquer nuga
Porque uso caneta em vez de míssil
E pra mim escrever não é difícil
Num pequeno resquício a mente suga




Autor: Zé de Natuca


Biografia:
JOSÉ MANOEL DOS SANTOS (ZÉ DE NATUCA, NASCEU NO DIOGO I, MUNICÍPIO DE FRANCISCO SANTOS, COMEÇOU A COMPOR LOGO CEDO, PEQUENOS POEMAS E HOJE É CONSIDERADO UM DOS GRANDES POETAS DA REGIÃO.
Número de vezes que este texto foi lido: 29750


Outros títulos do mesmo autor

Poesias MINHAS MALDADES ZÉ DE NATUCA
Poesias MURALHAS DA PAIXÃO ZÉ DE NATUCA
Poesias TEIMOSIA DE POETA ZÉ DE NATUCA


Publicações de número 1 até 3 de um total de 3.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2020
 
  Textos mais lidos
MENINA - 35017 Visitas
sei quem sou? - 34981 Visitas
A menina e o desenho - 34901 Visitas
O que e um poema Sinetrico? - 34832 Visitas
CÉREBRO HUMANO - Tércio Sthal 34505 Visitas
Aspectos da Usucapião - Agatha Sthefanini Silva Ferreira 34469 Visitas
Carta a um amor impossível - Carla (Fada) 33613 Visitas
Anistia para a imprensa - Domingos Bezerra Lima Filho 33478 Visitas
O Senhor dos Sonhos - Sérgio Vale 33415 Visitas
Super Super Episódio 1 - Rafael Nascimento Costa 33383 Visitas

Páginas: Primeira Anterior Próxima Última