Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
INDOMÁVEL
Ivan de Oliveira Melo

Resumo:
...não me ajusto a determinados modismos...

Meu tempo é o de ontem.
Hoje sou plenamente anacrônico...
Às vezes pareço do tipo inexorável,
De uma severidade assaz ortodoxa.

Para coadunar-se diante de certos modernismos
É mister seguir preceitos profanos
Que tornam o indivíduo meio herético,
Reformista dos costumes e das tradições teístas.

Meu tempo é o de ontem,
A diacronia não se embebe do meu ser,
Tento ser paradigma para meus sintagmas...

De um teor denotativo é o meu pensar,
Hermético perante as ejaculações fúteis
Que fazem da contemporaneidade período linfático!


DE Ivan de Oliveira Melo


Biografia:
Nascido em Recife, em 09/10/1953. Professor de língua portuguesa e literatura. Poeta desde adolescente. Livros publicados: SINFONIA DE AMOR; POESIA, AMOR E VIDA; REFLEXOS; SEARA DE RITMOS; SO...NETANDO.Temas mais comuns em seus versos: o amor, a natureza, o homem, o socia, o cosmos, o metafísico, religiosidade...
Número de vezes que este texto foi lido: 35234


Outros títulos do mesmo autor

Poesias Horas Insossas Ivan de Oliveira Melo
Poesias Súplica Ivan de Oliveira Melo
Poesias Via Láctea Ivan de Oliveira Melo
Poesias Orvalho Matinal Ivan de Oliveira Melo

Páginas: Primeira Anterior

Publicações de número 1031 até 1034 de um total de 1034.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2021
 
  Textos mais lidos
frase 1214 - Anderson C. D. de Oliveira 1 Visitas
Esse - Anderson C. D. de Oliveira 1 Visitas
VOCÊ FAZ FALTA NA MINHA VIDA - Alexsandre Soares de Lima 1 Visitas
Terça Livre - Rafael da Silva Claro 1 Visitas
frase 1221 - Anderson C. D. de Oliveira 1 Visitas
A mendiga e a galinha - Cláudio Thomás Bornstein 1 Visitas
O Index - Lorde Raveno 0 Visitas
Cancelaram a cultura do cancelamento? - Flora Fernweh 0 Visitas
POEMA LEVADO À SÉRIO - Alexsandre Soares de Lima 0 Visitas
frase 1222 - Anderson C. D. de Oliveira 0 Visitas

Páginas: Primeira Anterior